In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


MAIS IMAGENS DO CIRCUITO ESTORIL 1

MAIS IMAGENS DO CIRCUITO ESTORIL

 

Mais outro grupo de imagens referentes ao circuito EsORG41 CopyORG42 CopyORG43 CopyORG44 CopyORG45 CopyORG46 CopyORG47 CopyORG48 CopyORG48 CopyORG49 CopyORG50 CopyORG51 CopyORG52 CopyORG53 CopyORG54 CopyORG55 CopyORG56 CopyORG57 CopyORG58 CopyORG59 CopyORG60 CopyORG70 CopyORG71 CopyORG72 CopyORG73 CopyORG74 CopyORG75 CopyORG76 CopyORG77 CopyORG78 CopyORG79 CopyORG80 CopyORG81 CopyORG82 CopyORG83 CopyORG84 CopyORG339 CopyPEDROALVES Copytoril 1, da autoria do nosso amigo e colaborador NUno Organista.

 

Fotos de NUno Organista - www.velocidadeonline.com

 

SPRINT RACE - BRASIL

 

Sprint Race: Flávio Lisboa renova parceria com Claudio Buschmann para a Corrida com Convidados

A dupla dividirá o volante do carro #12 durante a quarta etapa da Sprint Race 2017, que acontece dia 30 de julho, em Interlagos (SP)

 – Flávio Lisboa, campeão da Sprint Race em 2014, retorna a parceria com o titular do carro #12, Claudio Buschmann, líder na GP, durante a Corrida com Convidados, que faz parte da quarta etapa da Sprint Race 2017, que acontece no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos (SP), nos dias 28, 29 e 30 de julho. Os dois pilotos já haviam dividido o volante na edição do ano passado.

“Fico muito feliz por renovar a parceria com o Claudio. Além de um excelente piloto, atual líder do campeonato na GP, é um grande amigo. Creio que nossa proximidade fora das pistas possa nos favorecer frente aos adversários” revela Lisboa. “Nosso objetivo é conquistar o maior número possível de pontos em todo o final de semana, visando manter a liderança do campeonato. A impressionante igualdade entre os carros somada ao excelente rol de pilotos presentes na #GuestRace, é a garantia de boas disputas, como o público gosta”, aposta.

Para Claudio Buschmann, ter o jovem conterrâneo como parceiro é um incentivo a mais na busca de bons resultados visando manter a liderança na categoria GP. “Voltarei a Interlagos motivado pela minha colocação no campeonato, os bons resultados obtidos em Cascavel e principalmente pela receptividade e simpatia do Flavinho, que aceitou prontamente meu convite”, afirma. “Ele terá prioridade nos treinos e nos ajustes do carro, pois como excelente piloto e campeão da categoria, já provou que sabe como afinar muito bem o conjunto”.

A #GuestRace não há punição de lastro para os líderes do campeonato. Os carros terão pesos equilibrados e nesta etapa a média entre os dois pilotos foi determinada em 170 quilos, sendo 85 quilos para cada piloto. Portanto, o carro #12 não terá o lastro de 50 quilos, devido a posição no campeonato. “Esse é um diferencial a mais no regulamento em Interlagos e é muito significativo”, aponta Buschmann. “Por ser o primeiro da GP, o #SR12 da AgroPantanal-MS estará livre deste encargo”, explica seu parceiro.

Flávio Lisboa começou sua história no kart, consagrando-se em campeonatos regionais e nacionais. No automobilismo, participou da Sprint Race de 2013 a 2015, conquistou o campeonato da PRO em 2014, e foi o piloto que mais corridas venceu naquele ano (seis). Dentro da categoria, Lisboa também detém o título da Final Cup 2014 e bicampeão da Winter Cup em 2015. Mais recentemente, participou do Campeonato Brasileiro de Marcas, representando a Chevrolet.

Sobre a Corrida de Convidados - Composta por oito etapas, com 17 corridas, a Sprint Race 2017 conclui sua primeira metade da temporada, na Corrida de Convidados, em Interlagos. Os critérios para que os pilotos desta temporada convidem seus escolhidos para a especial incluem os pilotos da Stock Car em atividade, os atuais oito primeiros colocados do Campeonato Brasileiro de Marcas; os três primeiros da F-Truck e da Copa Truck; os campeões do Brasileiro de Turismo (Stock Ligth), além dos campeões ou vice de edições passadas da Sprint Race, tanto na categoria PRO como na GP. Pilotos com carreira internacional serão avaliados pela organização, que também tem uma lista de outros possíveis indicados.

A quarta etapa da Sprint Race Brasil terá exibição nos canais BandSports, Play TV, Programa Ultrapassagem e Programa Acelerados -  no SBT e no YouTube  (youtube.com/acelerados).

A Sprint Race tem patrocínio da Albriggs, aQuamec, Pirelli, Motul, Fremax e Rio Custom.

Confira a programação para a quarta etapa da Sprint Race 2017 - #GuestRace

Sexta feira, 28/07

9h10 às 9h40 – 1º treino oficial

14h05 às 14h35 – 2º treino oficial

15h35 – Estudo de telemetria

18h05 às 18h35 – 3º treino oficial (Faróis obrigatórios)

19h35 – Estudo de telemetria

 

Sábado, 29/07

9h às 9h10 – Classificação

10h – Estudo de telemetria

Corrida 1

14h – Alinhamento dos carros

14h50 – Placa de 5 minutos

14h55 – Saída para volta de aquecimento + 15 minutos +1 volta

Corrida 2 - Convidados #Sunset

16h40 - – Alinhamento dos carros (Faróis obrigatórios)

17h35 – Placa de 5 minutos

17h40 – Saída para volta de aquecimento + 20 minutos +1 volta

18h10 – Premiação

 

Domingo, 30/07

Corrida 3

9h – Alinhamento dos carros

9h40 – Placa de 5 minutos

9h45 – Saída para volta de aquecimento + 15 minutos +1 volta

10h20 – Pódio: 1ª e 2ª corridas

Calendário 2017 - próximas etapas:

Etapa 4 - 30/07 - São Paulo - Interlagos - #Guest Race

Etapa 5 - 20/08 - Curitiba (PR) - AIC - #SetUpFree

Etapa 6 - 24/09 - Mogi Guaçu (SP) -Velo Città

Etapa 7 - 04/11 - Londrina (PR) - #NightChallenge

Etapa 8 - 03/12 - Curitiba (PR) - AIC - #Pontos Dobrados

 

Flavio Lisboa e Claudio Buschmann (Luciano Santos/SigCom)

Flavio Lisboa e Claudio Buschmann (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Sprint #12 será comandado por Lisboa e Buschmann na próxima etapa em Interlagos (Luciano Santos/SigCom)

Sprint #12 será comandado por Lisboa e Buschmann na próxima etapa em Interlagos (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

A Corrida de Convidados será no dia 30 de julho em Interlagos (Luciano Santos/SigCom)

A Corrida de Convidados será no dia 30 de julho em Interlagos (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

A Sprint Race 2017 conta com oito etapas em 17 corridas (Luciano Santos/SigCom)

A Sprint Race 2017 conta com oito etapas em 17 corridas (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

 

GALERIA DE IMAGENS - ESTORIL 1

GALERIA DE IMAGENS - ESTORIL 1

 

Outro grupo de imagens em atraso de publicação da autoria de NUno Organista.

 

Fotos de NUno Organista - www.velocidadeonline.comORG1 CopyORG2 CopyORG3 CopyORG4 CopyORG5 CopyORG6 CopyORG7 CopyORG8 CopyORG9 CopyORG10 CopyORG11 CopyORG12 CopyORG13 CopyORG14 CopyORG15 CopyORG16 CopyORG17 CopyORG18 CopyORG19 CopyORG20 CopyORG21 CopyORG22 CopyORG23 CopyORG24 CopyORG25 CopyORG26 CopyORG27 CopyORG28 CopyORG29 CopyORG30 CopyORG31 CopyORG32 CopyORG33 CopyORG34 CopyORG35 CopyORG36 CopyORG37 CopyORG38 CopyORG40 Copy

 

SILK WAY RALLY 2017 - TUDO NA MESMA

Silk Way Rally 2017 - Resumo da 13ª Etapa
 PEUGEOT ATACA FORTE NAS DUNAS COM A META DO  SILK WAY RALLY 2017 JÁ NO HORIZONTE
 
• Stéphane Peterhansel e Jean-Paul Cottret dominaram com convicção a penúltima Especial do Silk Way Rally. A dupla rubricou a 10ª vitória numa etapa para a Peugeot, em 13 dias de competição. O Peugeot DKR nº106 ascendeu ao 5º lugar da Geral numa Etapa bastante complicada, com dunas muito técnicas para transpor e que custaram bem caro a diversos concorrentes.
 
• A dupla Cyril Despres e David Castera cortou a linha de chegada na 2ª posição, a menos de 2 minutos dos seus colegas de equipa. Os dois Peugeot DKR traçaram uma autêntica avenida nesta Etapa e adicionaram 19 minutos ao tempo que os separa do seu adversário mais próximo. Este excelente desempenho em equipa ofereceu à Peugeot a sua 7ª dupla vitória. A formação vencedora no ano passado (Despres/Castera) totaliza agora mais de 1 hora de avanço na Classificação Geral, o que constitui um bom presságio para amanhã, quando se cumpre a última - e curta - Etapa do rali.
 
• Os Peugeot DKR terão ainda de cobrir os últimos 100 km cronometrados da 14ª Etapa, antes de chegar, ao final da manhã de amanhã, ao pódio instalado na meta em Xi’an. Embora se trate da segunda Especial mais curta do rali, disputada em pistas muito duras desenhadas em leitos secos de rios, vai ser um jonada determinante. No “Dream Team”, as palavras de ordem são concentração e prudência. 
 
A ETAPA EM RESUMO Os pilotos da Peugeot chegaram ao fim da Especial do dia bastante aliviados e em boa forma. Do menu do dia fizeram parte enormes dunas, extremamente difíceis de transpor e a exigir muita técnica de condução, resultando numa jornada bastante cansativa. Esta penúltima Etapa era esperada como sendo uma das mais difíceis de toda a prova, mas Peterhansel e Despres atacaram em força. Ao contrário de ontem, as duas equipas não conheceram quaisquer problemas ao longo dos 318 km cronometrados que ambas percorreram “em parelha”. Assinaram uma nova dupla vitória para a Peugeot, o que permite ao “Dream Team” estar bem próximo de mais um novo sucesso no Silk Way Rally. Cyril Despres está em posição de manter o seu título na prova, conquistado no ano passado, muito embora o rali não termine antes de ter sido cruzada a linha de chegada. Amanhã, os últimos 100 km serão abordados com prudência.
 
 
O QUE ELES DISSERAM…
 Stéphane PETERHANSEL, Piloto Team Peugeot Total 1º lugar na Etapa (autos) / 5º da Geral (autos)  "Foi realmente uma Especial muito longa e muito complicada, com muitas dunas para transpo r. Ficá mos mesmo aliviados quando pass á mos a linha de chegada. Estou cansado. Andei toda a Especial junto do Cyril e a nossa ‘parelha’ funcionou bem. O Jean Paul , meu
COMUNICADO DE IMPRENSA 21/07/2017
 
 
navegador, fez um trabalho fantástico, não ficámos atolados nas dunas e não fiz e mos qualquer er ro de navegação. É muito positivo para nós, para os ralis que temos pela frente. Estamos muito perto do fim do rali. Todas as vitórias em etapas com a Peugeot são uma espécie de consolação para mim. Depois do meu acidente, os meus objetivos evoluíram. Sabi a que já n ã o estava em liça para a vitória, portanto fiquei com a missão de ajudar os meus colegas de equipa e ganhar etapas, apenas pelo prazer."
 Cyril DESPRES, piloto Team Peugeot Total 2º lugar na Etapa / 1º da Geral
 “ O dia correu bem apesar da Especial te r sido realmente longa, com cinco horas de condução intensa. Não estava à espera de tanto ‘exercício’ ! Sabíamos que estas grande dunas iriam ser complicadas, E, de fa c to, parece que isso acabou por alterar a ordem estabelecida na Classificação Geral. Eu e o David estiv e mos bem e estamos satisfeitos com o nosso trabalho. O nosso ritmo foi bom e conseguimos não cometer erros nas dunas. Foi o mais importante. Tenho que agradecer ao Stéphane e ao Jean Paul, nossos colegas de equipa e autênticos ‘anjos da guarda’. Neste momento, já posso começar a pensar na vitória, e estou ansioso por terminar este rali numa boa posição.”
 
 
ANTEVISÃO DA 14ª ETAPA A Etapa de amanhã tem 716,56 km, dos quais apenas 100,67 são cronometrados. Depois, segue-se um longa ligação em direção à linha de chegada instalada em Xi’an. A Especial será curta mas muito técnica, disputada ao longo de um espetacular desfiladeiro. Mesmo sem nenhuma “armadilha” assinalada pela organização, vai ser uma das Especiais mais importantes para os pilotos e seus navegadores.
 
 
SABIA QUE… Com 8,55 milhões de habitantes, Xi’an é uma das mais antigas cidades da China e é a capital da província de Shaanix. A megalópole, que acolhe amanhã a chegada do Silk Way Rally, foi o tradicional ponto de partida da Rota da Seda para os comerciantes chineses. É nesta cidade que está o mausoléu do Imperador Qin, falecido em 210 a.C. O seu exército em terracota encontra-se preservado num museu alusivo ao tema, e que se tornou numa das maiores atracões turísticas de Xi’an.  
 
 
COMO RECONHECER OS TRÊS 3008DKR…  O novo DKR MAXI e os dois DKR podem ser reconhecidos pelo seu nº de competição e pela cor da faixa no topo do para-brisas:  • Cyril DESPRES/David CASTERA: Peugeot DKR n° 100, faixa VERMELHA.  • Sébastien LOEB/Daniel ELENA: Peugeot DKR Maxi n° 104, faixa BRANCA.  • Stéphane PETERHANSEL/Jean-Paul COTTRET: Peugeot DKR n° 106, faixa AMARELA. 
 
 
RESULTADOS:   13ª Etapa 1º PETERHANSEL Stéphane (FRA), Peugeot 3008 DKR 2º DESPRES Cyril (FRA), Peugeot 3008 DKR  3º SOTNIKOV Dmitry (RUS), Kamaz 43509 4º SHIBALOV Anton (RUS), Kamaz 4326 5º LAVIELLE Christian (FRA), Baicmotor BJ40L
 Geral após a 13ª Etapa 1º DESPRES Cyril (FRA), Peugeot 3008 DKR, 41:46:25 2º LAVIEILLE Christian (FRA), Baicmotor BJ40L, a 01:04:39 3º HAN Wei (CHN), GEELY SMG BUGGY, a 01:11:29 4º SOTNIKOV Dmitry (RUS), Kamaz 43509, a 01:59:13 5º SHIBALOV Anton (RUS), Kamaz 4326, a 02:05:17a390 Copya391 Copya392 Copy

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

SELECTED SETS PER DRIVER

 The FIA communicated to Pirelli each team’s tyre choices for the forthcoming Hungarian Grand Prix (Budapest, 28-30 July).

alt

 

COPA ECPA - BRASIL

Líder vence, mas diferença para o segundo diminui e Copa ECPA de Velocidade ganha emoção na reta final

Valendo pela quarta etapa, provas foram disputadas na categoria Marcas e Pilotos

 

Líder da categoria Marcas e Pilotos, Rodrigo Stefanini conquistou uma vitória e uma segunda colocação na quarta etapa da Copa ECPA de Velocidade, disputada no último sábado (15), no autódromo do Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo. O resultado manteve o piloto de Capivari na liderança da classe Super.

 

Em seu encalço, o piloto de São Paulo Alexandre Souza fechou na primeira posição a segunda corrida do dia, tendo ficado em segundo na primeira. Apesar de os dois competidores terem marcado os mesmos resultados, Souza recebeu os bônus de melhor volta nas duas baterias e pela pole, assim a diferença que era de nove pontos caiu para seis, faltando duas etapas para o fim do campeonato.

 

“A vitória na primeira prova foi no braço, o carro do Alexandre estava muito mais veloz, mas consegui largar melhor e segurá-lo até cruzar a linha de chegada”, afirmou Stefanini sobre a primeira corrida, quando Souza terminou na segunda colocação.

 

Conforme o regulamento da categoria, a inversão do grid entre os seis primeiros colocados colocou os dois competidores na quinta e sexta colocação. Com Gustavo Favoretto largando na frente. Mas, quem se saiu bem na largada foi Lamartine Pinotti, os dois pilotos se mantiveram na ponta até a metade da prova, que teve que ser interrompida pelo safety car.

 

Na relargada Alexandre Souza assumiu a ponta e Rodrigo Stefanini terminou em terceiro. Porém, Favoretto que ficou com o segundo lugar na corrida foi penalizado em 10 segundos por uma manobra irregular e caiu para a quinta posição. Melhor para o piloto capivariano que herdou o segundo posto.

 

“A disputa está aberta, tanto que perdi a liderança, na corrida anterior a essa, mas consegui me manter colado ao líder e consegui diminuir a diferença ainda mais nessa etapa. As duas últimas corridas serão decisivas”, afirmou Alexandre.

 

Light

Nova reviravolta na classificação da classe Light. Vitória dupla de Alexandre Peppe o faz retomar a ponto, já que João Morais teve o carro incendiado na primeira bateria e não somou pontos nessa etapa.

 

Novatos

Entre os Novatos, composta por pilotos iniciantes, Guilherme Reischl venceu a primeira bateria, com Tiago Roque chegando em segundo. Na segunda bateria, Tiago Roque venceu e Guilherme Reischl chegou logo atrás. O resultado deixou Reischl a um ponto da liderança, que pertence a dupla Eric Bruno e Adilson Gorga.

 

Confira os resultados da 4ª etapa da Copa ECPA de Velocidade

 

1ª prova Marcas e Pilotos - Super

1º Rodrigo Stefanini
2º Alexandre Souza

3º Lamartine Pinotti

4º Gustavo Favoretto

5º Diogo Lapena

Melhor volta: Alexandre Souza, em 1:17.200

 

2ª prova Marcas e Pilotos - Super

1º Alexandre Souza
2º Rodrigo Stefanini

3º Lamartine Pinotti

4º Rodrigo Moreno

5º Gustavo Favoretto

Melhor volta: Alexandre Souza, em 1:16.888

 

1ª prova Marcas e Pilotos - Light

1º Alexandre Peppe

2º João Gabriel

3º Rodrigo e Alejandro Huidobro

Melhor volta: Alexandre Peppe, em 1:17.757

 

1ª prova Marcas e Pilotos - Novato

1º Guilherme Reischl
2º Tiago Roque

Melhor volta: Guilherme Reischl, em 1:17.754

 

2ª prova Marcas e Pilotos - Light

1º Alexandre Peppe

2º João Gabriel

Melhor volta: Alexandre Peppe, em 1:17.783

 

2ª prova Marcas e Pilotos - Novato

1º Tiago Roque
2º Guilherme Reischl

3º Eric Bruno/Adilson Gorga

Melhor volta: Guilherme Reischl, em 1:18.006

 

A próxima etapa da Copa ECPA de Velocidade acontecerá no dia 16 de setembro, com as provas válidas pela 5ª etapa da temporada de 2017.

 a360 Copy

 

NOVO VOLKSWAGEN CRAFTER

 

Vencedora do “International Van of the Year 2017” disponível em toda a Rede de Concessionários

• Novo modelo introduzido com preço inferior ao modelo antigo e com mais equipamento

• Ar condicionado de série em todas as versões

• “Volkswagen Experience” coloca Nova Crafter até 48h em experiência nas empresas

 

A nova Crafter, galardoada como “International Van of the Year 2017”, já está disponível em toda a Rede de Concessionários Volkswagen Veículos Comerciais. No equipamento de série, destaca-se a oferta do ar condicionado de série

 

 

Nova Volkswagen Crafter já está à venda em Portugal
 
• Vencedora do “International Van of the Year 2017” disponível em toda a Rede de Concessionários • Novo modelo introduzido com preço inferior ao modelo antigo e com mais equipamento • Ar condicionado de série em todas as versões • “Volkswagen Experience” coloca Nova Crafter até 48h em experiência nas empresas
 
 
- A nova Crafter, galardoada como “International Van of the Year 2017”, já está disponível em toda a Rede de Concessionários Volkswagen Veículos Comerciais. No equipamento de série, destaca-se a oferta do ar condicionado de série.
 
Bram Schot, Membro do Conselho de Vendas e Marketing da Volkswagen Veículos Comerciais, destacou: "Temos muitos fatores que operam a nosso favor, incluindo a conquista do “International Van of the Year 2017”. Paralelamente, toda a Rede de Concessionários e as suas equipas de vendas estão bastante motivadas. Graças às suas propriedades excecionais e práticas, juntamente com o seu elevado nível de economia, a nova Crafter é o veículo certo para que os nossos Clientes aumentem o seu sucesso comercial.” A Nova Crafter vem fazer no segmento dos comerciais de maiores dimensões a revolução que o Amarok fez nas pick-up.
 
Os veículos, que são produzidos numa nova fábrica, criada para a Crafter. A maior fábrica automóvel construída na Europa neste século. Tendo sido desenvolvida de raiz, a Nova Crafter resulta de um profundo estudo do comportamento e necessidades dos clientes finais. Assim a motorização foi concebida para operar com a máxima força desde baixas rotações. A partir das 1.100 rpm a Crafter responde como nenhum outro comercial do seu segmento, resultando numa condução confortável, segura e económica. O inovador eixo dianteiro conjugado com a assistência eletromecânica da direção, tornam a condução numa experiência única, parecendo estar-se ao volante de uma viatura mais pequena, tal a precisão e a facilidade de condução.
 
                                                                                                                                                                                             
a386 Copya386 Copya387 Copya388 Copya389 Copy
Importante para o conforto de quem tem a Crafter como o seu local de trabalho, é a temperatura ambiente. Todas as Crafter passam a ter Ar Condicionado de série, podendo enfrentar-se os dias mais quentes sempre em ambiente controlado.
 
 Para que não haja a menor dúvida de que a Nova Crafter é a melhor solução de trabalho do seu segmento, também o preço foi significativamente melhorado. Tomando como referência a Crafter 35 com motorização de 140 cv e distancia entre eixos média com teto alto (a mais vendida), face ao modelo antigo de 136 cv a Crafter reduz o seu preço base em mais de 1.300 € e isto acrescentando mais equipamento como o Ar Condicionado que era opcional na gama anterior.
 
A Nova Crafter tem ainda mais inovações para oferecer, como a compensação do vento lateral automática, o Hill Hold Assist, o Automatic Post-Collision Braking System ou ainda a iluminação do habitáculo e do espaço de carga em LED.
 
Para que todos os interessados em conhecer a nova Crafter possam experimentar a revolução nos veículos comerciais de maior dimensão, a Volkswagen Veículos Comerciais está a realizar o “Volkswagen Experience” que permite aos empresários utilizar a Nova Crafter no seu dia a dia de trabalho até 48h. Para saber quando se realizará perto de si um “Volkswagen Experience” deverão consultar o seu Concessionário Volkswagen Veículos Comerciais.

 

CAMPEONATO MUNDIAL DE ENDURO

 

Cultura de Castelo Branco promovida no Mundial de Enduro
 
Pilotos visitaram Centro de Cultura Contemporânea da cidade
  Alguns dos pilotos que vão competir no Alegro Enduro de Castelo Branco passaram um início de tarde diferente. A elite internacional da disciplina visitou alguns dos espaços mais emblemáticos da capital da Beira Baixa, com destaque para o Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco, onde estão expostos vários trabalhos e obras de arte que reflectem a cultura desta região.
 
O objectivo desta iniciativa, que envolveu a organização da prova, a Escuderia Castelo Branco, o promotor do Enduro GP e teve a colaboração de todas as equipas do Mundial foi o de promover as artes, os ofícios e a cultura da cidade e da região. 
 
O líder da principal categoria do campeonato, a EnduroGP, Steve Holcombe, bem como Loïc Larrieu e Matthew Phillips foram alguns dos pilotos que não faltaram à chamada e tiveram um contacto diferente com a cultura local. Também o novo campeão nacional absoluto, Diogo Ventura, Gonçalo Reis e o jovem Tomás Clemente estiveram presentes.
 
Steve Holcombe não escondeu que é “sempre bom para os pilotos conhecerem ideias diferentes e um pouco da cultura do local onde vão competir. Para os pilotos tal situação raramente é possível, pois a agenda é sempre muito preenchida durante um Grande Prémio. Foi uma boa visita para relaxar”, afirmou o britânico.
 
Já Diogo Ventura considerou que: “é um orgulho ter no nosso país o EnduroGP. É também importante que os melhores pilotos do mundo conheçam um pouco da nossa cultura e arte. Este tipo de acções permite expandir o enduro a outras áreas e não estar apenas restringido à competição. Quando vamos a outros países também conhecemos um pouco das outras culturas que visitamos. No fundo tudo se resume a conhecer diferentes países, locais e pessoas. É essa a essência do EnduroGP.”
 
Esta visita surgiu num dia que teve início cedo e só termina à noite. Isto porque a movimentação no paddock do Alegro Enduro Castelo Branco começou logo pela manhã com as verificações técnicas e documentais a que foram sujeitos todos os pilotos e motos inscritos. Verificações essas com o objetivo de perceber se tudo está dentro da legalidade em termos documentais e técnicos para a prova que arranca às 20 horas com a realização da Super Teste.a385 Copy

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

PIRELLI HAS CONCLUDED THE INVESTIGATION INTO SEBASTIAN VETTEL’S DAMAGED P ZERO YELLOW SOFT TYRE AT SILVERSTONE
 
A SLOW PUNCTURE AND CONSEQUENT DRIVING ON A FLAT TYRE  CAUSED THE FINAL ISSUE
 
KIMI RAIKKONEN’S DAMAGED TYRE NEEDS FURTHER ANALYSIS, WITH RESULTS EXPECTED IN A FEW DAYS
 
 
– Pirelli has concluded the analysis on Sebastian Vettel’s damaged front-left P Zero Yellow soft tyre, which affected him two laps from the finish of the British Grand Prix.
 
As appeared clear since Sunday afternoon, a full investigation has now confirmed that the original cause of the failure was a slow puncture. The consequent driving back to the pits on an underinflated and then flat tyre led to the final failure.
 
Kimi Raikkonen’s damaged tyre shows less evidence of what occurred, so further tests and analysis are still ongoing in Pirelli’s laboratories and indoor testing facilities. It will take a few more days to reach a definitive conclusion.

 

KART NO BRASIL

 

Kart: Pelo Campeonato Europeu, Gianluca Petecof tem dois desafios seguidos, na Finlândia e Suécia
Após disputar o título do Campeonato Brasileiro em Santa Catarina, o piloto da Academia Shell Racing retorna para as competições internacionais, onde vem em ascensão

Uma verdadeira maratona de corridas é o que Gianluca Petecof vem enfrentando nas últimas semanas. Depois se destacar com uma bela classificação na 3ª etapa do Campeonato Europeu, em Le Mans (França), o piloto da Academia Shell Racing veio ao Brasil para a disputa do Campeonato Brasileiro de Kart, o mais importante do país, no Kartódromo do Beto Carrero. Lá, Gianluca teve um início difícil, mas brilhou na final, assumindo a liderança da prova em poucas voltas e se encaminhando para conquistar o bicampeonato, até ser tirado da pista por um adversário. Porém, logo que acabaram as atividades em Santa Catarina, o paulista de 14 anos voltou para o Velho Continente, onde compete neste fim de semana pela 4ª etapa do Campeonato Europeu de Kart, em Alaharma, no interior da Finlândia. 

O Circuito Mika Salo, cujo nome homenageia o finlandês ex-piloto da F1, tem 1.326 metros de extensão e não recebia uma competição oficial do kartismo internacional há mais de 15 anos. Localizado dentro de um grande complexo que conta com parque de diversões e condomínio de camping, o traçado tem características bem peculiares, como uma ponte por onde os karts passam e também uma curva bem inclinada, no estilo dos circuitos ovais, além de curvas estreitas e outras “cegas”, sem visibilidade de sua saída, o que aumenta ainda mais o desafio para os pilotos que não puderam treinar lá previamente. Neste fim de semana, a lista de inscritos da categoria OK novamente bateu um novo recorde no ano, com 92 competidores - sendo 15 deles pilotos finlandeses que puderem se inscrever por causa de um programa de apoio do governo local ao esporte. 

Para Gianluca Petecof, o objetivo é se manter em evolução em seu primeiro ano na categoria, e conquistar bons pontos para o campeonato na etapa. Em três etapas do Europeu de Kart da FIA, ele venceu uma das baterias classificatórias na Itália, depois fez uma grande final na Espanha, saindo de 21º para terminar em 6º, e na França, no início do mês, se destacou com o 3º melhor tempo geral na classificação, garantindo assim duas pole positions nas corridas classificatórias. Agora, o brasileiro da equipe Tony Kart almeja resultados ainda melhores nas duas rodadas finais do Campeonato, que acontecem em finais de semana seguidos. Depois da disputa na Finlândia, Gian segue para Kristianstad, na Suécia, onde disputa a 5ª e última etapa. 

Em Alaharma, os treinos livres acontecem desde quarta-feira até esta sexta. No sábado, acontece a tomada de tempos e as baterias classificatórias, quando os pilotos são divididos em grupos e se enfrentam entre si. Com base nestes resultados, os 34 melhores colocados participam da final, que acontece às 10h25 (horário de Brasília), com transmissão ao vivo pelo site http://www.cikfia.com/competitions/cik-calendar/2017/alaharma/live.html

Gianluca Petecof:

“Temos um grande desafio nesta etapa, pois a pista é bem diferente do que a maioria que já andei, uma pista com curvas estreitas, algumas “cegas” em subida e uma bem inclinada, e o clima está muito instável, mas estamos aproveitando bem os três dias de treinos. O objetivo é conseguir me adaptar o mais rápido possível para classificar bem, fazer corridas classificatórias limpas e chegar o mais para frente possível na final, pensando em uma boa pontuação para o campeonato, que está bem disputado. Essa sequência de corridas que venho fazendo é muito boa, me sinto preparado para superar essas dificuldades e ter um fim de semana positivo na Finlândia.”

Sobre a plataforma da Raízen em motorsport:

A Raízen, por meio da marca Shell, promove a maior plataforma de patrocínio em esporte a motor no Brasil, a Academia de Pilotos Shell Racing. A marca apoia nove pilotos entre as modalidades do kart, Brasileiro de Turismo, Stock Car e Porsche Império GT3 Cup. O projeto está em linha com a estratégia global da marca, que, além do mais longevo patrocínio do automobilismo mundial com a Scuderia Ferrari na F1, está presente na Nascar, Indycar, DTM, V8 Australiana e Campeonato Mundial de Endurance.

Na temporada 2017, a Raízen patrocina o piloto Gianluca Petecof por meio do projeto "Formando um verdadeiro campeão" (promovido pelo Kart Clube Granja Viana), incentivado pela Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte.

 

Petecof disputa 4ª etapa do Europeu de Kart na Finlândia, neste fim de semana
Joan Codina
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Piloto da Academia Shell Racing faz maratona de corridas neste mês
Joan Codina
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Gianluca (#141) vem em ascensão no Europeu de Kart, e foi pole em Le Mans
Joan Codina
Clique na imagem para fazer o Donwload...

 

500 KM DE SÃO PAULO - BRASIL

 

500 Km de São Paulo prepara comemoração de 60 anos

Automóvel Clube Paulista fará o lançamento no dia 27 de julho em São Paulo

A 33ª edição dos 500 Km de São Paulo marcada para os dias 22, 23 e 24 de setembro do circuito Velo Città em Mogi Guaçu, terá um grande lançamento para automobilistas e jornalistas no dia 27 de julho em São Paulo. O promotor Silvio Zambello, filho de um dos fundadores do ACP – Automóvel Clube Paulista e criadores dos 500 Km de Interlagos, Emílio Zambello, lembra que a ocasião mais do que merece uma grande comemoração. “Todo ano sinto um grande prazer de começar a produção dos 500 Km. E nesse, estamos completando 60 anos de existência da prova, o que merece uma comemoração com toda a comunidade do automobilismo brasileiro”, conta Silvio Zambello, que cita parceiros antigos e recentes como patrocinadores: Grupo Comolatti, Mitsubishi, Concep, Cerveja Império, Auto+ e apoiadores como Pirelli e AMK.

Os 500 Km de Interlagos, denominação enquanto foi realizado no tradicional circuito paulistano, começou com a reunião de um grupo de pilotos na década de 1950, incluindo Emílio Zambello, Chico Landi, Godofredo Viana, Angelo Giuliano, Luiz Pereira Bueno, Celso Lara Barberis, Frits D´orei, Ruggero Peruzzo, Rafael Gargiulo, Camilo Christófaro, Ciro Caires, Luiz Valente, Hildebrando Fabri Neto, irmãos Valdemar e Alfredo Santilli, José Luiz Vieira entre outros. “Foi assim que começou o automobilismo paulista”, conta Rafael Gargiulo Filho, lembrando que seu pai, ao lado de Luiz Valente foi segundo colocado nos 500 KM de Interlagos de 1957, atrás da Maserati Corvette da dupla Celso Lara Barberis e Ruggero Peruzzo.

Como todos os anos o ACP – Automóvel Clube Paulista promove um evento de lançamento dos 500 Km de São Paulo alguns dias antes da corrida. A comemoração dos 60 anos de existência de uma das provas de longa duração mais tradicionais do Brasil ao lado das Mil Milhas Brasileiras, vai ter uma festa ainda maior e com vários dias de antecedência. Na quinta-feira da semana que vem, dia 27 de julho, automobilistas de São Paulo e amantes das provas de endurance se reunirão para a apresentação oficial da 33ª edição dos 500 Km de São Paulo.

O local escolhido conta também com a parceria de um de um grande participante de esporte a motor, o piloto de motociclismo e automobilismo Denísio Casarini. A nova concessionária Casarini Mitsubishi em São Paulo vai receber cerca de 300 convidados para a festa de lançamento da prova realizada há três anos no Autódromo Velo Città em Mogi Guaçu.  “Vai ser um grande prazer receber os amigos de competição de provas longas e também mostrar minha nova concessionária com a marca Mitsubishi. Já estou arquitetando a construção de um protótipo com motor Mitsubishi para correr o Brasileiro de Endurance no ano que vem e logicamente estarei nos 500 Km de São Paulo”, se anima Denísio Casarini.

No coquetel de apresentação dos 500 km de São Paulo serão exibidos filmes de edições passadas e um trailer do documentário sobre os 60 anos dos da prova longa, trazendo várias entrevistas com participantes e alguns parentes de pilotos já falecidos, produzido pelo jornalista Tiago Mendonça no programa Auto+ da Band Sport. Haverá também uma exposição com vários carros de corrida da época e atuais, e troféus como o comemorativo dos 60 anos dos 500 Km e do segundo lugar da primeira prova realizada em 1957.

...

Promotor dos 500 Km Sílvio Zambello (Divulgação Dinho Leme)

Promotor dos 500 Km Sílvio Zambello
(Divulgação Dinho Leme)


Renaldo Hennadez, David Brustein e Bird Clemente no Velo Città (Divulgação Dinho Leme)

Renaldo Hennadez, David Brustein e Bird Clemente no Velo Città
(Divulgação Dinho Leme)


Ney Faustini e Neizinho no Protótipo Chevrolet Vetra (Divulgação Dinho Leme)

Ney Faustini e Neizinho no Protótipo Chevrolet Vetra
(Divulgação Dinho Leme)


Audi turbo 600 cavalos (Divulgação Dinho Leme)

Audi turbo 600 cavalos
(Divulgação Dinho Leme)


Chegada de 2015 com Ferrari e Lancer Mitsubishi, depois de 4 horas de corrida (Divulgação Dinho Leme)

Chegada de 2015 com Ferrari e Lancer Mitsubishi, depois de 4 horas de corrida
(Divulgação Dinho Leme)


Emilio Zambello, um dos criadores dos 500 Km (Divulgação Dinho Leme)

Emilio Zambello, um dos criadores dos 500 Km
(Divulgação Dinho Leme)

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

BRITISH GRAND PRIX RACE – INFOGRAPHICS

alt

alt

 

SPRINT RACE - BRASIL

 

Sprint Race: Vinícius Margiota convoca Gustavo Martins para a Corrida de Convidados

O vencedor da primeira edição com convidados em 2016, um dos pilotos mais rápidos e vitoriosos do Brasileiro de Marcas, Martins retorna à categoria, desta vez no Sprint #07

O piloto natural de Porto Alegre (RS) e que reside há 11 anos em Florianópolis (SC), Gustavo Martins é o companheiro de Vinícius Margiota e irá compor a divisão do carro #07 com motor V6 de 270 cv, na Corrida de Convidados da Sprint Race Brasil, válida para quarta etapa da temporada 2017, que acontece entre os dias 28, 29 e 30 de julho, no Autódromo Internacional José Carlos Pace, em Interlagos, São Paulo.

O piloto de Jundiaí, Vinícius Margiota, atual campeão da Sprint Race na categoria GP, acredita que a escolha foi acertada. "Estamos confiantes em um bom resultado na corrida dos convidados. O Gustavo é um grande piloto, já estivemos juntos na pista em provas da Sprint, confio na guiada dele e tenho certeza que a sua experiência ajudará muito durante todo o final de semana", comentou o piloto de 21 anos.

Esta será a segunda participação de Gustavo Martins na etapa com convidados, foi o primeiro a receber o troféu da etapa inédita da competição em 2016. “A expectativa de chegar o mais na frente possível para ajudar no campeonato do Vinícius. No ano passado vencemos a corrida com a dupla Lucas e Marcus Peres com uma diferença de um para-choque do Ricardo Zonta, foi muito emocionante”, contou o piloto.

Para os treinos a dupla ainda não definiu a estratégia. “A princípio queremos aproveitar ao máximo para tentar o acerto ideal, além de ter que se familiarizar novamente com o carro”, afirmou Gustavo Martins (41 anos).

“A categoria e a corrida dos convidados já é um sucesso, quero parabenizar o Thiago Marques pela iniciativa e pelo trabalho”, finalizou Martins que também conquistou o título da Winter Cup da Sprint Race em 2013.

A quarta etapa da Sprint Race Brasil terá exibição nos canais BandSports, Play TV, Programa Ultrapassagem e Programa Acelerados - no SBT e no YouTube (youtube.com/acelerados).

A Sprint Race tem patrocínio da Albriggs, aQuamec, Pirelli, Motul, Fremax e Rio Custom.

Confira a programação para a quarta etapa da Sprint Race 2017 - #GuestRace

 

Sexta feira, 28/07

9h10 às 9h40 – 1º treino oficial

14h05 às 14h35 – 2º treino oficial

15h35 – Estudo de telemetria

18h05 às 18h35 – 3º treino oficial (Faróis obrigatórios)

19h35 – Estudo de telemetria

 

Sábado, 29/07

9h às 9h10 – Classificação

10h – Estudo de telemetria

Corrida 1

14h – Alinhamento dos carros

14h50 – Placa de 5 minutos

14h55 – Saída para volta de aquecimento + 15 minutos +1 volta

Corrida 2 - Convidados #Sunset

16h40 - – Alinhamento dos carros (Faróis obrigatórios)

17h35 – Placa de 5 minutos

17h40 – Saída para volta de aquecimento + 20 minutos +1 volta

18h10 – Premiação

 

Domingo, 30/07

Corrida 3

9h – Alinhamento dos carros

9h40 – Placa de 5 minutos

9h45 – Saída para volta de aquecimento + 15 minutos +1 volta

10h20 – Pódio: 1ª e 2ª corridas

Calendário 2017 - próximas etapas:

Etapa 4 - 30/07 - São Paulo - Interlagos - #Guest Race

Etapa 5 - 20/08 - Curitiba (PR) - AIC - #SetUpFree

Etapa 6 - 24/09 - Mogi Guaçu (SP) -Velo Città

Etapa 7 - 04/11 - Londrina (PR) - #NightChallenge

Etapa 8 - 03/12 - Curitiba (PR) - AIC - #Pontos Dobrados

 

Gustavo Martins e Vinícius Margiota (Luciano Santos/SigCom)

Gustavo Martins e Vinícius Margiota (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

A quarta etapa marca a segunda edição da Corrida de Convidados (Luciano Santos/SigCom)

A quarta etapa marca a segunda edição da Corrida de Convidados (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Spriint #07 de Vinícius Margiota que terá Gustavo Martins em Interlagos (Luciano Santos/SigCom)

Spriint #07 de Vinícius Margiota que terá Gustavo Martins em Interlagos (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

A Corrida de Convidados será nos dias 28, 29 e 30 de julho em Interlagos (Luciano Santos/SigCom)

A Corrida de Convidados será nos dias 28, 29 e 30 de julho em Interlagos (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

A quarta etapa prevê três corridas, sendo uma para convidados dos pilotos (Luciano Santos/SigCom)

A quarta etapa prevê três corridas, sendo uma para convidados dos pilotos (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

 

WTCC CONFITMADO NO REGRESSO A MACAU

 

NEW FORMAT FOR MACAU WTCC RETURN

*Guia Race takes place on Saturday and Sunday of Macau Grand Prix weekend
*Additional one-off entries expected for penultimate event of the season
*WTCC plus F3 and GT World Cups set for live Eurosport coverage

A new format will mark Macau’s eagerly anticipated return to the FIA World Touring Car Championship later this season.

The legendary street track, a WTCC mainstay from 2005-2014, will host the penultimate event of the wide-open world championship from 16-19 November.

But in a change to the usual routine, the two races will take place on different days with the Opening Race scheduled from 14h10-15h10 (07h10-08h10 CET) on Saturday 18 November followed by the Main Race from 10h40-11h40 (03h40-04h40 CET) on Sunday 19 November.

The timetable adjustment will result in a more advantageous international broadcast slot for the Opening Race. Meanwhile, the FIA Formula 3 World Cup and FIA GT World Cup, will benefit from extensive coverage on the Eurosport platforms.

François Ribeiro, Head of Eurosport Events, the WTCC promoter, said: “We expect Macau to be a season highlight for the WTCC. I’m grateful to the Macau Grand Prix Organizing Committee for accommodating our request to run our Opening Race on Saturday afternoon. This will drive a larger international audience in Asia, Europe and the Middle East across which the WTCC benefits from consistent live TV coverage. Macau may well be a decisive for both the drivers’ and manufacturers’ championships. Every point will count, and we all know how demanding the Macau track is for teams and drivers.”

Macau’s Circuito da Guia blends twisty turns and narrow blasts with long, wide-open straights and sweeping corners, plus gradient changes, to create one of the most challenging and spectacular street circuits on the planet. After two years away, the world’s fastest international touring car series returns to the Special Administrative Region of the People’s Republic of China, restoring the famous Guia Race to its former glory in the process. Previously forming the closing event of the WTCC season, Macau will now host the penultimate weekend of the campaign. Former world champion Rob Huff holds the record of event wins with eight Macau WTCC triumphs to his name.

 

WTCC Race of Macau 01.jpg WTCC Race of Macau 02.jpg WTCC Race of Macau 03.JPG

 

LOUSADA E O CAL HOMENAGEARAM KENNETH HANSEN E ESPOSA

LOUSADA E O CAL HOMENAGEARAM KENNETH HANSEN E ESPOSAc1 Copyc2 Copyc3 Copyc4 Copyc5 Copyc6 Copyc7 Copyc8 Copyc9 Copyc10 Copyc11 Copyc12 Copyc14 Copyc15 Copyc16 Copyc17 Copyc18 Copyc19 Copyc20 Copyc21 Copy

 

 

 

  1. Ex-Piloto, ex-Campeão da Europa e Team Manager do Team Peugeot Hansen do WRX Mundial de Rallycross, Kenneth Hanssen e Srª, Susann Hansen, também ex-Piloto e Team Manager do Team Peugeot Hansen,  visitaram, e foram recebidos e foram homenageados ontem, sexta feira pelo Município de Lousada, nas pessoas do Sr. Presidente, Pedro Machado, da Srª Vice-Presidente, Cristina Moreira e do Sr, Vereador António Augusto.
  2. Também o Clube Automóvel de Lousada se associou a esta "surpresa" que conseguimos organizar com a preciosa dedicação da Pista da Costilha, onde Kenneth Hansen correu e venceu aos comandos de diversas viaturas no Europeu de Rallycross.Registe-se que Susann Hansen também correu e venceu na Pista Internacional de Lousada.
  3. Com a colaboração do Piloto Hugo Ribeiro, Kenneth Hansen  foi ainda surpreendido, quando lhe foi oferecida a possibilidade de dar umas voltas para reviver por dentro as emoções do traçado de Lousada aos comandos do mais actual Citroen C2 S1600 do Piloto português.
  4. Temos a certeza que foi um dia de "emoções fortes" para o Piloto Sueco e, para a sua esposa, Susann Hansen, nossa cúmplice, e do fotógrafo  Paulo Maria, do Sr. Vereador António Augusto e, do Sr. Presidente do CAL, Jorge Simão e de eu próprio.
  5. O casal Hansen, são os pais dos actuais pilotos do WRX e do Team Peugeot Hansen, Timmy Hansen e Kevin Hansen, onde partilham os 3 Peugeot 208 WRX com ex-Campeão do Mundo do WRC, Sebastien Loeb

Texto e fotos de António Garcia em LOusada - www.velocidadeonline.com

 

CIRCUITO DE BRAGA - SUPER STOCK - SINGLE SEATERS

  1. CIRCUITO BRAGA
  2. Nota:Por estarmos atrasados na publicação de fotos de diferentes eventos, hoje publicamos um primeiro grupo de imagens da passagem dos Super Stock e Single Seaters pelo circuito Vasco Sameiro em Braga .
  3. Mais vale tarde do que nunca

 

Fotos de João Raposo Photography - www.velocidadeonline.comFOX 0652_CopyFOX 0653_CopyFOX 0654_CopyFOX 0655_CopyFOX 0656_CopyFOX 0657_CopyFOX 0658_CopyFOX 0659_CopyFOX 0660_CopyFOX 0662_CopyFOX 0663_CopyFOX 0664_CopyFOX 0665_CopyFOX 0666_CopyFOX 0667_CopyFOX 0668_CopyFOX 0671_CopyFOX 0673_CopyFOX 0674_CopyFOX 0677_CopyFOX 0678_CopyFOX 0679_CopyFOX 0680_CopyFOX 0681_CopyFOX 0683_CopyFOX 0682_CopyFOX 0684_CopyFOX 0685_CopyFOX 0686_CopyFOX 0687_CopyFOX 0688_CopyFOX 0689_CopyFOX 0690_CopyFOX 0692_CopyFOX 0694_CopyFOX 0695_CopyFOX 0696_CopyFOX 0697_CopyFOX 0699_CopyFOX 0705_CopyFOX 0706_CopyFOX 0707_Copy

 

AS INVENÇÕES NA FÓRMULA 1

AS INVENÇÕES  NA FÓRMULA 1

 

Realmente  a imaginação no mundo da Fórmula 1, não em limites...Então não é que se lembraram de criar na box da equipa de Fórmula da Williams um quarto para que interessados possam lá  dormir enquanto decorre um Grande Prémio....O que é que vão inventar a seguir????d1 Copyd2 Copyd3 Copy

 

A SEGURANÇA NA FÓRMULA 1

 

A SEGURANÇA NA FÓRMULA 1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  1. Em JUnho de... 1985, a McLaren testou em Silverstone um "escudo". Terá sido por questão de aumentar a segurança ou na procura de uma vantagem aerodinâmica?  Alain Prost dá a resposta e repete o discurso que Vettel teve 32 anos mais tarde...

 

COMO É POSSIVEL FAZER UMA COISA DESTAS???

COMO É POSSIVEL FAZER UMA COISA DESTAS???

 

Pois é, em Itália alguém se lembrou de fazer esta aberração técnica, ao juntar uma carroçaria dum Fiat 500 Abarth, colocar um motor V 12 - 6.2 de 580 cv, originário dum Lamborghini Murcielago, deu neste monstro ....Não deve ser nada fácil "segurar" isto.....c101 Copyc102 Copyc103 Copy

 

FÓRMULA E

 

KASPERSKY LAB AUMENTA PORTEFOLIO DE PATROCÍNIOS E JUNTA-SE A EQUIPA DE FORMULA E “DS VIRGIN RACING”


Nova parceria de longo prazo em cibersegurança dentro e fora da pista

 


A DS Virgin Racing e a Kaspersky Lab anunciaram ontem uma parceria inovadora e plurianual que vai levar a empresa de cibersegurança global a proteger os dispositivos da equipa contra ciberameaças.

 

O anúncio foi feito em conjunto com o fundador da Virgin, Sir Richard Branson, durante a pioneira Innovation Summit da DS Virgin Racing, organizada nas novas instalações, em Brooklyn, onde mais de 250 dos empresários mais influentes da cidade se reuniram para discutir o papel das empresas no combate ao aquecimento global. 

A parceria, que começa na véspera da corrida inaugural de Formula E em Nova Iorque, implicará um trabalho da equipa com a Kaspersky Lab para criar e implementar as suas conhecidas soluções de cibersegurança na proteção contra ameaças conhecidas e desconhecidas

 

ABERTAS INSCRIÇÕES CARAMULO MOTOR FESTIVAL

 

Caramulo Motorfestival – Festival Internacional de Veículos Clássicos e Desportivos ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA A RAMPA HISTÓRICA DO CARAMULO
 
– Estão oficialmente abertas as inscrições para a 12ª Rampa Histórica do Caramulo, prova integrada no Caramulo Motorfestival, evento organizado pelo Museu do Caramulo e pelo Núcleo de Desportos Motorizados de Leiria.
 
A prova, que decorrerá nos dias 9 e 10 de Setembro de 2017 no mítico traçado da rampa do Caramulo, é aberta a todas as categorias de veículos fabricados a partir de 1885. A participação na prova pode ser feita em velocidade ou regularidade, sendo necessária licença desportiva para pilotos e navegadores, de acordo com o Regulamento da prova disponível no site oficial do evento em www.caramulo-motorfestival.com.
Em simultâneo, e como vem sendo habitual, vão decorrer variados passeios e concentrações de clubes, actividades ao ar livre, exposições temáticas, parque de insufláveis, a Feira de Automobilia, ralis históricos, o Air show, entre outras atracções.
A organização frisa que “todos os anos preocupamo-nos em apresentar novidades neste evento, com enorme sucesso e em crescendo, e, para assinalar as 12 edições, estamos a preparar algumas novidades que surpreendam o público que nos visita nesta altura.” 
Este evento conta com o apoio do Museu do Caramulo, Câmara Municipal de Tondela, Jornal dos Clássicos e do Banco BPI.
Para mais informação sobre o Caramulo Motorfestival, dirija-se a www.caramulo-motorfestival.com.

 

A PUBLICIDADE DA PIRELLI

 

PUBLICIDADE COM P MAIÚSCULO’: A HISTÓRIA DOS ANÚNCIOS DA PIRELLI ENTRE OS ANOS 70 E 2000, NUM ÚNICO VOLUME


O TEATRO FRANCO PARENTI ACOLHEU A APRESENTAÇÃO DA OBRA
E OFERECE UMA EXPOSIÇÃO DAS SUAS ILUSTRAÇÕES
MAIS DESTACADAS


a382 Copya383 Copya384 Copy Publicity with a Capital ‘P’ (Publicidade com P maiúsculo), o último livro da Corraini Edizioni editado pela Fundação Pirelli reúne a herança da publicidade da marca entre os anos 70 e 2000, em forma de 800 imagens. Esta obra é a continuação de A Muse in the Wheels. Pirelli: A Century of Art at the Service of its Products (Uma musa sobre rodas. Pirelli: um século de arte ao serviço dos seus produtos), que revê o primeiro século de vida da marca (1872-1972).

A obra – disponível em italiano e inglês – foi apresentada no Teatro Franco Parenti num evento muito especial. Os protagonistas do mesmo foram Marco Tronchetti Provera, Vice-Presidente Executivo e CEO da Pirelli, além de Presidente da Fundação Pirelli; Carlo Bonomi, Presidente da Assolombarda; Paola Dubini, Professora da Universidade Bocconi de Milão; Vicky Gitto, Diretora Criativa da Young & Rubicam; Aldo Grasso, Professor da Universidade Católica de Milão e crítico televisivo; e Antonio Calabrò, Diretor Geral e Diretor da Fundação Pirelli. Durante a apresentação foi mostrada uma seleção de ilustrações do livro, que serão exibidas publicamente no Teatro Franco Parenti durante as próximas semanas.

Nas suas 448 páginas, o livro oferece uma perspetiva da evolução da publicidade desde a era analógica até ao mundo digital, e da liderança da Pirelli nos seus anúncios, muitos deles peças históricas. O título da obra tem inspiração no anúncio televisivo de 1978 “Pneumatici com P maiuscola” (pneus com P maiúsculo), um autêntico sucesso na era prévia ao mundo digital e que mostrava a 85 metros de altura o famoso “P lunga”, desenhado com o auxílio de 140 carros.

A história da publicidade nos anos 70 e 80 pode ser apreciada através do trabalho da Centro, a agência do grupo Pirelli, cujo trabalho conduziu a transição desde o design gráfico tradicional (com nomes do calibre de Pino Tovaglia, Salvatore Gregorietti, Derek Forsyth, Gerhard Forster ou François Robert) para um mundo baseado em estratégias de marketing global. Os anos 90 foram os das campanhas mundiais desenhadas pelas melhores agências internacionais e sempre vinculadas a celebridades do cinema e do desporto, como Sharon Stone, Carl Lewis ou Ronaldo. A foto de Lewis com sapatos de salto alto, captada por Annie Leibovitz – fotógrafa do Calendário Pirelli – e o slogan “A potência sem controlo não serve de nada” do ano de 1994 são já verdadeiros marcos históricos da publicidade.

O leitor descobrirá, à medida que folhear as páginas, a história da Pirelli na comunicação comercial, ramo no qual foi uma das marcas mais inovadoras. A introdução do livro arranca com os ensaios de Antonio Calabrò, que contextualiza a comunicação da marca no âmbito político e económico, e de Paula Dubini, Professora da Universidade Bocconi de Milão, que se centra na evolução da publicidade em Itália e no resto do mundo. De seguida seguem as palavras de Carlo Vinti (Universidade de Camerino) e Michele Galluzzo (IUAV Universidade de Veneza) sobre as técnicas publicitárias do grupo e a evolução dos formatos. A obra também se foca na reflexão sobre o conceito de imagem corporativa, relatada por Giancarlo Rocco di Torrepadula, Diretor de Relações Externas da Pirelli nos anos 90.

A secção central do livro está repleta de pequenos tesouros, relembrando as campanhas publicitárias classificadas segundo o seu objetivo: institucional, comunicação social e de produto, com um foco especial nos pneus.

O livro, que também estará disponível em formato eletrónico, conta com a sua própria página web (advbook.fondazionepirelli.org) e aplicação móvel, acessível via código QR. A app contém uma seleção de spots audiovisuais, além de vídeos onde é possível apreciar desde o Carosello do início dos anos 70 aos efeitos especiais utilizados nos spots com Carl Lewis ou Ronaldo nos anos 90, passando por “Wild”, que contava com importantes personalidades de Hollywood. À medida que o trabalho da Fundação Pirelli progride, serão acrescentados novos materiais extra.

 

A Fundação Pirelli

Criada em 2009, as suas atividades principais incluem a conservação e a promoção do arquivo histórico da Pirelli, que armazena nos seus mais de 3,5 km de superfície uma boa parte da história da marca desde a sua fundação, em 1872. O departamento de comunicação desempenha um papel essencial na expressão deste importante legado cultural e artístico, que ilustra a proveitosa colaboração da Pirelli com intelectuais, artistas e fotógrafos, além da habilidade da marca em antecipar os formatos e os instrumentos de comunicação. A expressão final compreende toda a classe de suportes e técnicas: desde o design à fotografia, e das primeiras experiências com gráficos de computador às últimas técnicas digitais. O arquivo contém também a coleção privada da família Pirelli, uma biblioteca técnica e científica com mais de 16.000 volumes, e múltiplas revistas e documentos editados pela marca. Numa clara amostra do seu valor na comunidade, a Superintendencia Archivística italiana nomeou-a de interesse histórico já em 1972, e tem colaborado desde então na sua conservação.


 

PORTUGAL DE LÉS A LÉS

 

3.º Portugal de Lés-a-Lés Off-Road

Boticas – Belmonte – Arraiolos – Lagoa

20 a 23 de setembro 2017



Aventura com magia de Lés-a-Lés

 

Concebida, delineada e produzida para os adeptos da condução em fora de estrada, fãs do mototurismo pelos caminhos menos conhecidos, apaixonados pelas grandes aventuras com pneus de tacos, a 3.ª edição do Portugal de Lés-a-Lés Off-Road vai levar pelotão de 300 participantes de Boticas a Lagoa, ao longo de três etapas com paragem em Belmonte e Arraiolos, entre os dias 20 e 23 de setembro. As inscrições estão abertas em www.les-a-les.pt até final de agosto e a Federação de Motociclismo de Portugal promete três etapas, a rondar os 300 quilómetros diários, com índice de dificuldade bastante acessível (baixo ou moderado e sem complicações trializantes) pensado para ser facilmente transponível mesmo para as maiores das maxi-trail.

Muita diversão, prazer de condução e paisagens de cortar a respiração são outros pontos na ‘agenda’ do evento mototurístico (e não competitivo!) que permitirá descobrir alguns dos mais surpreendentes locais do País. Aberto a todas as trails (das BMW R 1200 GS às KTM 1290 Adventure, passando pelas Honda Africa Twin, das mais antigas às atuais CRF 1000, ou Yamaha Ténéré de todas as cilindradas e anos de produção, até às Yamaha XT, Honda XL, XR ou Dominator, Kawasaki KLR ou KDX, Suzuki DR, etc) está também aberto às cada vez mais bem artilhadas Vespa e outras scooters devidamente preparadas. Descoberta do Portugal mais profundo, surpreendente e desconhecido, para os adeptos da condução em fora de estrada, que poderão ter a vida facilitada com serviços de transporte de motos para o local de partida e no regresso a casa, a cargo da empresa ToursR’us ( Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ) bem como na marcação de alojamento a preços competitivos através da agência Abreu Viagens (967 235 933 ou Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ).

 a378 Copya379 Copya380 Copya381 Copy

 

REBELO MARTINS É ANFITRIÃO

 

Rebelo Martins no Azeméis Super TT

 

Nos próximos dias 14, 15 e 16 de Julho, Oliveira de Azeméis vai ser o palco de um grande evento de todo-o-terreno que tem a particularidade de contar com a presença do grande campeão que é Nani Roma. O Azeméis Super TT é um evento de promoção ao CNTT – que, nas palavras de Stephane Peterhansel, é o melhor campeonato de todo-o-terreno da Europa – que contará com a presença dos seus mais destacados pilotos aos quais se juntam diversos nomes bem conhecidos, seja no plano nacional como internacional, como é o caso de Ruben Faria, Hélder Rodrigues e, sendo um evento em Oliveira de Azeméis, João Rebelo Martins.a377 Copy

 

70 ANOS PÃO DE FORMA

II Festival Internacional VW celebra 70 anos da Pão de Forma

·       Festival decorre nos próximos dias 21 a 23 de Julho em Corroios e contará com alguns dos modelos mais raros da história da Volkswagen, uma zona de campismo, concursos e concertos

·       2ª Edição comemora 70 anos da mítica Pão de Forma 

 

O II Festival Internacional VW acontecerá já no próximo fim-de-semana, entre os dias 21 e 23 de Julho, no Parque Urbano da Quinta da Marialva, em Corroios. Serão três dias de muita animação, muitos carros, muitas memórias e lembranças, que celebra a icónica Volkswagen Transporter que vai já na 6ª geração


Depois do enorme sucesso da 1ª edição - onde estiveram presentes 320 viaturas vindas do Norte a Sul de Portugal, mas também de países distantes como a Alemanha, Holanda ou Inglaterra - este ano espera-se uma adesão ainda maior, com a comemoração dos 70 anos da emblemática Transporter.a375 Copya376 Copy

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

BRITISH GRAND PRIX RACE
 
HAMILTON WINS BRITISH GRAND PRIX FROM POLE WITH A ONE-STOP SUPERSOFT-SOFT STRATEGY 
 
HIS TEAM MATE VALTTERI BOTTAS USES AN ALTERNATIVE STRATEGY WITH A LONG FIRST STINT ON SOFT BEFORE CHANGING TO SUPERSOFT
 
FERRARI TYRE ISSUE TWO LAPS FROM A HARD-FOUGHT FINISH CURRENTLY UNDER INVESTIGATION TOGETHER WITH THE TEAM
 
a374 Copy A dominant performance from Mercedes driver Lewis Hamilton means that he now equals the record for the most number of wins at the British Grand Prix. Hamilton won from pole after starting on supersoft and moving onto softs without losing the lead. The same supersoft-soft strategy was adopted by most of the other drivers.
 
An exception was his Mercedes team mate Valtteri Bottas who ran the opposite strategy by starting on the soft, gaining track position as others stopped, and then changing to the faster supersoft to make up more places at the end of the race.
 
Close to the finish of the grand prix, Ferrari experienced two issues on the front-left tyres of both Sebastian Vettel and Kimi Raikkonen. This caused a late pit stop for Raikkonen, who still finished on the podium, and Vettel to finish the race at reduced speed. The reasons behind this are currently being looked at together with the team.
 
Silverstone is one of the most demanding circuits of the year in terms of energy loads, with cars subjected to forces in excess of 5g. Nonetheless, the supersoft tyre, making its debut at the British Grand Prix, stood up well to these demands. Red Bull’s Daniel Ricciardo, for example, started 19th on the grid after a penalty but ran a long opening supersoft stint to eventually finish fifth. 
 
MARIO ISOLA - HEAD OF CAR RACING “The British Grand Prix contained a sting in the tail for the two Ferrari drivers, with Sebastian Vettel and Kimi Raikkonen both unfortunately experiencing a tyre issue close to the hard-fought finish; that’s a real pity and we’ll obviously now look into exactly why this happened together with the team. The race was run at an incredible pace this year, with the fastest lap being nearly five seconds faster than the 2016 equivalent.”
 
BEST TIME BY COMPOUND
 
 
 
 
   Wehrlein 2m26.338s Hamilton 1m30.621s Verstappen 1m30.678s
-
Raikkonen 1m31.517s
Bottas 1m30.905s
-
Vettel 1m31.872s
Hamilton 1m32.190s
 
 
 
 
 
LONGEST STINT OF THE RACE
 
 
 
TRUTHOMETER Lewis Hamilton won the race using one pit stop as we expected: although the strategy very much depended on the degradation rate of the supersoft. Starting on the supersoft, he moved to the soft on lap 25.
 

 

EXPOSIÇAO FERRARI 70 ANOS

Exposição “Ferrari: 70 anos de paixão motorizada” no Museu do Caramulo bateu o recorde de adesão na primeira semana após a sua inauguração EXPOSIÇÃO FERRARI RECEBE MAIS DE 1.000 VISITANTES EM 7 DIAS
 
 
 A exposição “Ferrari: 70 anos de paixão motorizada”, que inaugurou no Museu do Caramulo no passado dia 8 de Julho, e que tem como tema central o 70º aniversário da casa de Maranello, foi visitada por mais de 1.000 pessoas nos primeiros sete dias após a sua abertura, um recorde absoluto para o museu no que diz respeito a exposições temporárias. A ser preparada há mais de um ano, esta é a maior exposição dedicada à Ferrari alguma vez realizada em Portugal, juntando um alinhamento de luxo de Ferraris, tanto pela sua raridade como pelo seu valor histórico.
 
Para Tiago Patrício Gouveia, Director do Museu do Caramulo, “esta adesão extraordinária, não só em visitantes, mas também nas reacções que vemos nos canais digitais, mostram que esta exposição é um sucesso à nascença, o que nos deixa muito satisfeitos. Sabemos que Ferrari é um sinónimo de paixão, e por isso investimos muito na exposição, seja nos modelos expostos, seja na própria apresentação dos mesmos”.
 
A exposição “Ferrari: 70 anos de paixão motorizada” é composta por diversos modelos únicos e raros, repletos de história, entre eles o Ferrari 275 GTB Competizione, o Ferrari 250 Lusso, o Ferrari 365 Daytona, o Dino 246 GT, o Ferrari F40 ou o Ferrari Testarossa. 
 
 
 
 

 
 
 
 
O objectivo da exposição é o de contar a história da Ferrari através de modelos das várias décadas da marca, começando logo pelo seu início, com o Ferrari 195 Inter de 1951, actualmente o modelo da casa da Maranello mais antigo em Portugal e o primeiro modelo de turismo da Ferrari a entrar no nosso país. 
 
Uma das estrelas da exposição é o Ferrari 500 Mondial de 1955, tipo “barchetta”, com uma carroçaria Scaglietti, um raríssimo automóvel que esteve até agora guardado numa colecção privada, sempre longe do olhar e conhecimento do público, mesmo do especializado e que só agora foi revelado pela primeira vez no Museu do Caramulo. Repleto de história, este automóvel de competição é um dos modelos da marca mais raros do mundo, sendo que o exemplar em exposição é considerado como um dos mais originais, mantendo ainda o seu motor de fábrica.
 
A exposição estará patente no Museu do Caramulo até 29 de Outubro.

 

MOTOS NO BRASIL

 

O Team Rinaldi foi o grande destaque da categoria E4 na quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. O paulista Bruno Martins venceu os dois dias de disputas em Paraopeba (MG), neste fim de semana (15 e 16), enquanto Bárbara Neves alcançou a terceira colocação. “Foi a primeira vez que eu subi no pódio entre os homens do Brasileiro de Enduro FIM e estou muito feliz”, comentou a goiana.

Ela é a atual líder da classe Feminina. “Como não ia ter corrida para a categoria das meninas em Paraopeba, resolvi treinar e ainda me diverti muito, além de fazer um ótimo resultado. Foi uma prova para lembrar sempre”, continuou a atleta de 17 anos.

A classe E4, que reúne atletas com motocicletas nacionais, teve domínio completo de Bruno Martins – o mais rápido nos dois dias de disputas. “O fim de semana foi perfeito, o evento estava 100%, muito bem sinalizado e com grande presença do público. Consegui manter a concentração e vencer quase todas as especiais”, contou o piloto. A dupla faz parte da Zanol Team Rinaldi ASW.

A equipe da fábrica gaúcha de pneus também obteve lugares no pódio da etapa com Rigor Rico (3º da classe E3), Ronald Santi (4º da E2) e Ripi Galileu (5º da E2). Os competidores utilizaram pneus dos modelos HE 40, SR 39 e SH 31, da linha off-road. O Brasileiro de Enduro FIM é patrocinado pela Rinaldi e realiza a sexta etapa do calendário nos dias 16 e 17 de setembro em Araxá (MG).

Vitórias no Gaúcho de Velocross – Representado pelos irmãos Basso, o Team Rinaldi garantiu vitórias na terceira etapa do Campeonato Gaúcho de Velocross. As provas foram realizadas neste domingo (16) em Dona Francisca (RS). Mateus Basso cravou o primeiro lugar na VX2, que teve Lucas na terceira colocação. Maiara Basso dominou a corrida da Feminina e Lucas também foi ao pódio na VXPró, em segundo lugar.

Sobre a Rinaldi – A Rinaldi iniciou as atividades em 1969 com 60 colaboradores e 15 mil m² de área fabril para produção de materiais de recauchutagem em Bento Gonçalves (RS). A empresa ampliou a produção com as câmaras de ar para as linhas automotiva, transporte e industrial na década de 80, além de introduzir a fabricação de pneus e câmaras de ar para as linhas de motocicletas, agrícola, industrial (não motorizada) e charretes.

A busca pela excelência refletiu em credibilidade no mercado e fortes parcerias. Muito mais que em espaço físico, com área fabril de 35 mil m², a Rinaldi cresceu na geração de empregos diretos, atualmente com 700 colaboradores, e conquistou reconhecimento no mercado.

A fábrica conta com a Certificação da Gestão de Qualidade ISO 9001:2015 e com o aval do INMETRO nos seus produtos da linha de motocicletas. Na área ambiental, a empresa possui o Certificado de Destruição Térmica, por destinar 100% dos seus resíduos sólidos a uma cimenteira para geração de energia. Para conhecer os produtos da Rinaldi, acesse o site oficial.  


Bruno Martins ao lado de B�rbara Neves no p�dio da E4, na quinta etapa do Brasileiro de Enduro FIM
Cr�dito: Fred Mancini/Mundo Press

Bruno Martins vence a classe E4 na quinta etapa do Brasileiro de Enduro FIM
Cr�dito: Fred Mancini/Mundo Press

 

MAZDA REGRESSA AO TOMORROWLAND

 

Automóveis & Música:  Mazda de regresso ao Tomorrowland
• A experiência de condução inspirada no conceito Jinba Ittai da Mazda presente numa
recheada atmosfera de festival
• A Mazda volta a associar-se ao Tomorrowland com o DJ Lost Frequencies, estrela
internacional de música electrónica 
 
a371 Copya372 Copya373 Copy. Celebrando a forte ligação da condução com a música, a Mazda está presente, pelo terceiro ano consecutivo, no “Tomorrowland 2017” como parceirochave do evento. Traz consigo uma série de destaques para o festival que ontem se iniciou em Boom, decorrendo ao longo de dois fins-de-semana consecutivos, desvendando-os ao muito público presente, quer na Zona Mazda, quer no Palco “Mazda Sound Of Tomorrow Island”. 
 
A marca que desafia de modo constante as convenções tem muito em comum com o Tomorrowland, incluindo a paixão pelo que faz e pela mente aberta com que incentiva a inovação. Se a Mazda coloca o conceito Jinba Ittai em todos os seus veículos, numa extensão do corpo do condutor, o festival Tomorrowland oferece uma atmosfera incomparável, através dos DJ que estabelecem uma ligação com o público pela sua música, tornando-se numa só entidade. Ambas visam proporcionar experiências enriquecedoras e vivas, de automóveis excitantes e atraentes a um ambiente sonoro inesquecível, sublinhando a parceria natural entre a condução e a música.
 
Artista que se inspira na criação da sua música quando ao volante do seu Mazda, Felix De Laet, ou Lost Frequencies como é conhecido no meio, regressa este ano ao festival como “Embaixador Mazda”. Estrela em ascensão no mundo da música electrónica, o DJ belga terá o seu próprio palco, embora o seu ponto alto decorra no palco principal do Tomorrowland.
 
Há um ano De Laet foi mentor e jurado dos finalistas do "Mazda Drives: The Sound Of Tomorrow", um concurso para DJ que colocou frente a frente jovens artistas de toda a Europa, disputando um de 6 lugares para tocar ao vivo no Palco Mazda, do Tomorrowland 2016. Muitos dos então vencedores regressam este ano a Boom como convidados da Mazda, chegados de uma roadtrip, junto com outros entusiastas da marca. Fizeram, em conjunto, uma viagem até à Bélgica ao volante de Mazda MX-5 RF e Mazda CX-3, oriundos de vários países da Europa.
 
Parceiro Automóvel exclusivo do Tomorrowland, a Mazda recebe os seus convidados já neste fim-de-semana na Zona Mazda, local que proporciona uma excelente vista sobre o palco principal do festival. Já no palco “Mazda Sound Of Tomorrow Island” irá desfilar um conjunto de artistas, entre hoje (6ª Feira) e Domingo.
 
Realizado pela primeira vez em 2005, o Tomorrowland tornou-se num dos maiores e mais conceituados festivais de música do planeta. São esperados 180.000 visitantes em cada um dos dois fins-de-semana desta edição (de 20 a 23 de Julho e de 27 a 30 de Julho). Atraindo as maiores estrelas desta vertente musical, o Tomorrowland foi eleito, ao longo de 5 anos consecutivos (2011 a 2015), o “Melhor Evento” no “International Dance Music Awards”.

 

VILLORBA CORSE

 

Cetilar Villorba Corse back in ELMS after Le Mans exploit

 

Italian team heads toAustria to take part in the4 Hours of Red Bull Ring at Spielberg (July 21-23)with Lacorte / Sernagiotto / Belicchi on the#47 Dallara P217 Gibson

 

a369 Copya370 Copy.After their magic debut inthe 24 Hours of Le Mans and the World Endurance Championship, Cetilar Villorba Corse returns to the2017European Le Mans Series, whose third roundwill be held from July 21 to 23 in Austria. The 4 Hours of Red Bull Ring representsa new and challenging commitmentbefore the summer break for the all-Italian team led by Raimondo Amadio and the #47 DallaraP217 Gibson ofRoberto Lacorte, Giorgio Sernagiotto and Andrea Belicchi. The three werestunning protagonists in Le Mans, where they finished ninth overalland seventh in the LMP2class, while in the Europe’s leading sportscar championship they shone both at Silverstone and Monza. The foothills of the Styrian Alps will reverberate to the sound of 36 European Le Mans Series competitors. The grid will feature 28 teams and 99 drivers representing 21 different nations from around the globe. The 4 Hours of Red Bull Ring will take place on Sunday 23 July. In addition to the free live stream of the race on the official website at www.europeanlemansseries.com, you can watch the race live on Motorsport.TV and MotorTrendonDemand across Europe and the USA. Live coverage will begin just before the race begins at 13h00 CET.

 

Team Principal Amadiosays:After our magic experience at Le Mans we get back to ELMS on a circuit that gave us a lot in terms of emotions in the past. In the first two rounds of the series we improved quite well both on performance and consistency so the key goal will be to continue this way toget at least one podium before the end of the season. I saw that harmony in the team has growna lot after our great effort at the 24 Hours of Le Mans and I believe that we can do well in Austria.

 

Attached:Photo by Paola Depalmas

 

European Le Mans Series calendar:15apr.Silverstone(GBR); 14 may Monza (ITA); 23 july Spielberg(AUT); 27 aug. Le Castellet(FRA); 24 sept. Spa(BEL); 22 oct. Portimao(POR).

 

KART NO BRASIL

 

Sena Jr vai à Espanha disputar o Mundial de Kart

 

O piloto gaúcho Luiz Sergio Sena Jr representará o estado no Campeonato Mundial de Kart (Kart World Championship), em Madrid, na Espanha. A disputa ocorre no fim deste mês e conta com a participação de 200 pilotos de vários países do mundo. O caxiense habilitou-se para a competição após vencer a seletiva da Click Speed Brasil, no Velopark, em maio deste ano.


“Estou super feliz em poder representar o estado e o país em mais um mundial, dessa vez na Espanha”, ressalta Sena Jr, que está indo para a sua quarta participação na competição. Essa será a décima terceira edição do mundial de kart, que em cada ano acontece em um país diferente. “Estou super focado na edição desse ano, me preparando para fazer, quem sabe, a minha melhor participação no campeonato”, avalia.


O atleta representa a Adesca e tem patrocínio da Segurança Vêneto, Matv Sul, Intelbras, com apoio do Fiesporte da prefeitura de Caxias do Sul.


O evento começa no dia 23 e se estende até o dia 30 de julho.a368 Copy

 

ALEGRE ENDURO CASTELO BRANCO

Alegre Enduro Castelo Branco arranca amanhã
 
Equipas do Mundial já se treinaram para a prova
  A pouco mais de 24 horas do início do Grande Prémio de Portugal, sexta ronda da temporada de 2017 do EnduroGP, toda a caravana da competição já está instalada em Castelo Branco, cidade que por estes dias é a capital mundial do enduro.
 
É junto ao Centro Comercial Alegro que o centro nevrálgico do evento organizado pela Escuderia Castelo Branco está montado e onde durante o dia de hoje a agitação foi enorme. Isto porque as diversas formações afinaram os últimos pormenores para a prova e mais em concreto para a Super Teste de amanhã, em plena cidade de Castelo Branco, que decorrerá ao final da tarde/início de noite e dará uma primeira 'ordem' na classificação geral.
 
Neste primeiro desafio o mínimo deslize poderá sair bem caro aos pilotos antes dos dois dias intensos competição. O sábado e o domingo serão marcados por três exigentes voltas a um percurso de 60 quilómetros com as habituais especiais (Extreme, Cross e Enduro Test). Tudo isto numa fase em que restam três provas para a conclusão de mais uma espectacular temporada, e em que os títulos das cinco categorias em competição estão ainda em aberto.
 
À entrada para o Alegre Enduro Castelo Branco a categoria EnduroGP é liderada por Steve Holcombe. O piloto da Beta chega à prova organizada pela Escuderia Castelo Branco com 28 pontos de vantagem para o segundo classificado, que é o francês Loïc Larrieu. Já em Enduro2 é o espanhol Josep Garcia que está na frente, tendo 12 pontos de avanço sobre Jamie McCanney. Destaque também para Davide Soreca e Andrea Verona que lideram entre os júniores e na Youth Cup, respetivamente. Nota ainda para Laia Sanz, piloto que habitualmente vemos a competir no Dakar, e que chega à prova lusa no comando do campeonato destinado às concorrentes femininas. 
 
Quanto ao contingente luso, serão nove os pilotos presentes numa lista que é encabeçada pelo recém-coroado campeão nacional absoluto, Diogo Ventura. A correr em casa, e com o forte apoio do muito público esperado ao longo do fim de semana, esta é uma oportunidade de ouro para os pilotos portugueses mostrarem toda a sua valia junto dos melhores especialistas de enduro do mundo. 
 
Perante tal enquadramento, argumentos não faltam para se assistir a um inesquecível fim de semana de corridas, onde o bom tempo será uma constante. Para Hélder Esteves, da Escuderia Castelo Branco, está tudo pronto. “Foram semanas de muito
 
 trabalho. As equipas estão todas instaladas e já mostraram a satisfação com as condições que encontraram em Castelo Branco. Os pilotos enalteceram o facto de haver pistas com mais de dez quilómetros de distância, o que é cada vez menos habitual no campeonato. Isso deixou-os extremamente satisfeitos e entusiasmados para competir já a partir de amanhã em Castelo Branco”, afirmou.a365 Copya366 Copya367 Copy

 

LIQUI MOLY É PARCEIRA

LIQUI MOLY é parceira da ATEC

A ATEC e a LIQUI MOLY juntaram-se em benefício dos formandos da academia de formação que já têm os produtos da LIQUI MOLY disponíveis para uso durante as aulas.

A LIQUI MOLY e a ATEC - Academia de Formação nascida de uma joint-venture entre a Volkswagen Autoeuropa, a Siemens, a Bosch e a Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã, são agora parceiras numa estratégia comum nos produtos químicos. Esta ligação permite aos mais de 1000 formandos que todos os dias passam pelos vários polos da academia de formação conhecer, usar e testar os mais de 4000 produtos do catálogo da LIQUI MOLY.

O arranque da parceria decorreu no dia 20 de julho, na sede da Academia, em Palmela, com uma formação para cerca de 150 formandos e formadores da ATEC. Desde o primeiro dia da parceria que a marca alemã disponibiliza todo o seu apoio ao nível de produto e formação, o que vai acontecer ao longo dos próximos anos.  

“Para a LIQUI MOLY este é um passo muito importante porque estamos a associar-nos a uma academia de formação de excelência em Portugal, que segue não só o rigor alemão como possibilita ainda a certificação alemã aos seus formandos de especialização tecnológica. Estamos, acima de tudo, a apostar nos profissionais de amanhã e também na sua formação, um fator fundamental para que o setor evolua e trabalhe cada vez melhor”, explica Matthias Bleicher, diretor-geral da LIQUI MOLY Iberia.

“É um forte investimento que a LIQUI MOLY faz, com total apoio da sede na Alemanha, e que vai permitir que os alunos tenham acesso a produtos da mais alta qualidade para as suas aulas, mas também que conheçam produtos inovadores e tecnologicamente muito desenvolvidos, que garantem soluções comprovadamente eficazes para quem vai entrar no mercado de trabalho nesta área e se quer diferenciar”, acrescenta o responsável da LIQUI MOLY.

Eugénio Bastos, diretor de formação da ATEC, explica que “esta parceria irá ser uma mais valia para o desenvolvimento dos nossos formandos. Encaramos a aposta nesta parceria por parte da LIQUI MOLY como um reconhecimento da qualidade da ATEC. Sendo a LIQUI MOLY uma referência no mercado, esta parceria é também uma questão de notoriedade e reconhecimento.” Além disso, acrescenta, “até agora, esta componente química tinha pouca expressão na nossa formação. Estamos certos que, com esta parceria, será dado um passo significativo no desenvolvimento destas matérias durante a formação dos jovens, o que vai representar posteriormente uma mais-valia em termos de conhecimentos para as empresas que os acolherem.”

Para o responsável pela formação da ATEC “a LIQUI MOLY está a prestar um trabalho pioneiro com muito profissionalismo. A utilização da grande diversidade de produtos que existem e as suas diversas aplicações só serão potenciadas através da formação e/ou informação sólida bem-sucedida. Estamos confiantes que existe um conjunto de iniciativas que podem ser desenvolvidas em comum.” Isto porque, sublinha Eugénio Bastos, “a ATEC procura constantemente qualificar os formandos o melhor possível. Se forem para as oficinas com este conhecimento bem sustentado, de certo que será uma mais valia para todos intervenientes.”

Sadhna Monteiro, diretora de marketing e desenvolvimento de negócio da LIQUI MOLY Iberia acrescenta: “Entre a LIQUI MOLY e a ATEC existe uma clara partilha de valores, nomeadamente ao nível da formação e também da visão Lean Management, que seguimos há muitos anos. Trabalhamos de perto com os nossos parceiros sempre com uma premissa: identificar problemas e apresentar as soluções, sem desperdício”. Este é mais um passo no crescimento da LIQUI MOLY em Portugal mas, sobretudo, “mostra a nossa estratégia de longo prazo e a diferenciação da LIQUI MOLY no mercado. Isto demonstra também uma clara confiança da ATEC na qualidade dos produtos da nossa marca e na estratégia desenvolvida, nomeadamente ao nível da formação, com a LIQUI MOLY Academy”, sublinha.

A equipa técnica da LIQUI MOLY tem contacto direto com os responsáveis de formação da ATEC, por forma a que todos os conteúdos sejam ajustados e trabalhados de forma específica para cada objetivo e grau de qualificação. Estão também previstas ações de formação por parte dos responsáveis de desenvolvimento de produtos da LIQUI MOLY na Alemanha, que se deslocarão a Portugal para apoiar esta parceria. Em Portugal serão ainda ministradas formações aos clientes da LIQUI MOLY num ambiente único como é o da ATEC.

Além de uma zona permanente de exposição do portfólio da LIQUI MOLY, os produtos serão também usados durante a formação prática, integrando o programa de aprendizagem de todas as turmas da área automóvel e também de clientes empresariais. A LIQUI MOLY coloca ao dispor dos formandos também alguns equipamentos, como a máquina Gear Tronic (limpeza e mudança de óleo das caixas de velocidades) ou a Jet Clean, para limpeza dos injetores. Irão decorrer também ações de formação específicas sobre lubrificantes e soluções práticas que a LIQUI MOLY disponibiliza ao mercado, inclusive nos programas de formação de ativos, para quem já está no mercado de trabalho.

Todos os anos passam pela ATEC mais de 1000 formandos, com diferentes graus de conhecimento e todos os conteúdos serão adaptados a cada grupo, desde os jovens que entram com o 9º ano (aprendizagem) até aos que se inserem na Educação e Formação para Adultos (EFA) e os que apostam nos Cursos de Especialização Tecnológica (CET). Na ATEC são ministrados cursos de Nível 4 e Nível 5, financiados pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) destinados a desempregados ou a estudantes que querem seguir uma das áreas de aprendizagem da ATEC.

Os formandos da ATEC que iniciam o percurso formativo na modalidade de aprendizagem recebem dupla certificação (12º ano e nível 4 de qualificação). Já os formandos que continuam o percurso formativo enveredando pelos cursos de especialização tecnológica recebem o nível 5 de qualificação e a possibilidade de fazer o exame alemão disponibilizado pela Câmara de Comércio e Indústria Luso-alemã o qual, em caso de sucesso, lhes reconhece a certificação abrindo assim mais facilmente as portas das empresas alemãs. Numa outra vertente a ATEC tem também uma vasta oferta para formação para ativos, profissionais já inseridos no mercado de trabalho e programas à medida para formação de colaboradores de empresas do setor.

Uma das mais-valias da ATEC é a formação essencialmente prática que inclui períodos de estágio em empresas parceiras, preparando assim os formandos mais preparados para o mercado de trabalho. A taxa de empregabilidade dos formandos ronda os 86% e a procura por estes profissionais é elevada em todo o país.

Eugénio Bastos, responsável de formação da Academia, explica que “a ATEC tem vindo a ser cada vez mais procurada por jovens que pretendem frequentar os cursos de Mecatrónica Automóvel, mas também por empresas do setor pós-venda que confiam à ATEC a formação contínua dos seus colaboradores”.

A ATEC – Academia de Formação é um projeto idealizado e promovido pela Volkswagen Autoeuropa, Siemens, Bosch e Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã, que se materializou em dezembro de 2003 como uma Associação de Formação para a Indústria. Os grandes objetivos da ATEC, desde a sua criação, passaram sempre pela expansão da formação orientada para a prática, pela formação de acordo com standards Alemães (Sistema Dual), transferência e partilha de conhecimento, qualificar os formandos para o mercado, nomeadamente para a indústria em geral e fortalecer a indústria, especialmente os clusters automóvel e eletrónico.

 

GT OPEN EM VALENCIA

 

GT Sport launches stellar end-of-season event: the GT Open 1000

First edition to take place on 1-2 December this year at Valencia

 

GT Sport Organización today announced the launch of a new single international event, the GT Open 1000, to be held yearly at the end of the racing season.

The first edition of the GT Open 1000 will take place on two days, Friday 1st and Saturday 2nd December 2017 at the Circuit Ricardo Tormo in Valencia, Spain.

This exceptional single event aims at gathering teams and drivers from all over Europe for a final event in a top venue before the winter break. The race length will be 1000 kilometers and the event will be a free-standing prestige race, not counting towards any championship.

 

 

 

 

GT Sport launches stellar end-of-season event: the GT Open 1000
First edition to take place on 1-2 December this year at Valencia
 
a363 Copya364 Copy 
GT Sport Organización today announced the launch of a new single international event, the GT Open 1000, to be held yearly at the end of the racing season. 
The first edition of the GT Open 1000 will take place on two days, Friday 1st and Saturday 2nd December 2017 at the Circuit Ricardo Tormo in Valencia, Spain. 
This exceptional single event aims at gathering teams and drivers from all over Europe for a final event in a top venue before the winter break. The race length will be 1000 kilometers and the event will be a free-standing prestige race, not counting towards any championship. 
Valencia has been selected as the venue for the inaugural edition because of the top level of its track, excellent connections, mild weather at that time of the year and the very pleasant atmosphere offered by such a vibrant city on the Mediterranean coast. 
The opportunity will be also used to hold on Saturday evening the annual awards ceremony of the two GT Sport series, the International GT Open and the Euroformula Open. 
In the forthcoming days, GT Sport will announce details about the technical and sporting aspects of the GT Open 1000, as well as the eligible car types. The event will be open to driver line-ups of two, three or four drivers. 
Jesús Pareja, CEO of GT Sport, commented: “We are delighted to launch this new project, which has been in our minds for some time. The idea stems from constant talks with the teams, drivers and sponsors involved in the International GT Open, which we organize since 2006, but not only. We know there is a demand for some kind of special and longer race event, different from the usual formats and disconnected from any championship, to wrap-up in style the racing season. With the slight improvement of the overall economic situation, we believe now is the good time to test the concept. Valencia was the  ideal choice as a location and we are working hard with all stakeholders to make a long-term success of this new event.”   

 

EXTREME SAILING - ESPANHA

FNOB Impulse robbed of race win in action-packed Barcelona opener

A dramatic Act 4 curtain-raiser in Barcelona saw heartache for local wildcard crew FNOB Impulse when they were denied their first win right on the finish line – as Alinghi took control of the scoreboard.

Just as it seemed the young Spanish team, led by 23-year-old Jordi Xammar, looked set for their first ever Extreme Sailing Series™ race victory disaster struck when their GC32 catamaran got stuck on a buoy.

The watching crowds' hearts were in their mouths as Xammar and his crew, fresh from competing in the Red Bull Youth America's Cup, scrambled to dislodge their boat from the buoy's clutch.

Just as the chasing pack closed the gap Xammar's team broke free and turned their bows towards the finish line, but their lead had been wiped out.

A tussle with Chris Steele's NZ Extreme Sailing Team at the final turning mark ensued but Xammar's crew emerged just in front and heading for glory.

However in a cruel twist the Extreme Sailing Series on-the-water umpires intervened, penalising FNOB Impulse for impeding their Kiwi rivals.

Forced to complete two penalty gybes, Xammar and his crew could only watch as six teams slipped past them and crossed the finish line ahead.

The race ended with a tough lesson for the young Spaniards, who had to settle for seventh place, but also showed their potential for brilliance against much more seasoned teams.

"We made a big mistake in that race that we were close to winning," conceded Xammar, one of Spain's most talented young sailors. "Obviously it's a beginner's mistake, but I think we can be happy if we're close to winning races on the first day of sailing here.

"We were happy because we had some good starts, good upwind legs, and we're looking forward to tomorrow. It's just amazing to be here in the Extreme Sailing Series."

Meanwhile Series leaders Alinghi proved dominant as they notched up three wins, a second and a third in six light wind races off Barcelona's Barceloneta beach.

The Swiss outfit's strong starts proved vital as they soared to the top of the leaderboard going into the penultimate day of racing.

Compelling wins in the last two races of the day saw Chris Steele's NZ Extreme Sailing Team return to the dock in second place, two points ahead of Phil Robertson's Oman Air.

Red Bull Sailing Team rocketed out of the blocks to comfortably win the opening race, followed by three podium finishes.

But the Austrian team's scorecard also includes two last places, one of which was the result of the boat getting stuck on a racing mark and then the committee boat.

"It was actually quite a good day for us except for two races," said skipper Roman Hagara, a double Olympic gold medallist. "We had a last and then in the other we hit the mark which was a misjudgement from my side. We were stuck on the mark and went from first to last which was a shame.

"I think we are doing well on the race course but it's hard with the swell and the light breeze but generally all going well. There were a few mistakes but we're looking forward to tomorrow."

Land Rover BAR Academy finish the day in fifth place, two points ahead of Act 3 winners SAP Extreme Sailing Team, who were denied their first victory when the race they were leading was abandoned due to light winds.

Barcelona resident Mitch Booth's Team Extreme and Xammar's FNOB Impulse occupy seventh and eighth overall but with two more days of action to come there will be plenty of opportunities to claw their way back into contention.

The fleet of Flying Phantom pocket rockets made the most of better breeze earlier in the day to entertain crowds with some foiling action.

Flying Phantom racing will start at 10:00 local time tomorrow (UTC+2) followed by Stadium Racing at 15:00.

Fans not in Barcelona can watch the live broadcast of racing on the Extreme Sailing Series' Facebook and Youtube channels from 15:00 to 18:00 local time.

Extreme Sailing Series™ Act 4, Barcelona standings after Day 2, 6 races (21.07.17)
Position / Team / Points
1st Alinghi (SUI) Arnaud Psarofaghis, Nicolas Charbonnier, Timothé Lapauw, Nils Frei, Yves Detrey 64 points.
2nd NZ Extreme Sailing Team (NZL) Chris Steele, Graeme Sutherland, Harry Hull, Mike Bullot, Josh Salthouse 58 points.
3rd Oman Air (OMA) Phil Robertson, Pete Greenhalgh, James Wierzbowski, Ed Smyth, Nasser Al Mashari 56 points.
4th Red Bull Sailing Team (AUT) Roman Hagara, Hans Peter Steinacher, Stewart Dodson, Adam Piggott, Will Tiller 53 points.
5th Land Rover BAR Academy (GBR) Rob Bunce, Chris Taylor, Oli Greber, Sam Batten, Adam Kay 53 points.
6th SAP Extreme Sailing Team (DEN) Rasmus Køstner, Adam Minoprio, Mads Emil Stephensen, Pierluigi de Felice, Richard Mason 51 points.
7th Team Extreme (ESP) Mitch Booth, Alberto Torné, Jordi Sánchez, Jordi Booth, Tom Buggy 37 points.
8th FNOB Impulse (ESP) Jordi Xammar, Joan Cardona, Luis Bugallo, Kevin Cabrera, Florian Trittel 36 points.

Flying Phantom Series Barcelona standings after Day 2, 3 races (21.07.17)
Position / Team / Points
1st Red Bull Sailing Team (AUT): Thomas Zajac (AUT) / Antoine Joubert (FRA) 58 points.
2nd Solidaires en Peloton (FRA): Thibaut Vauchel-Camus (FRA) / Tom Laperche (FRA) 55 points.
3rd Cup Legend (FRA): Tim Mourniac (FRA) / Pierre-Yves Durand (FRA) 55 points.
4th Culture Foil (FRA): Eric Peron (FRA) / Théo Constance (FRA) 49 points.
5th UON (POR): Jose Caldeira (POR) / Helder Basilio (POR) 46 points.
6th Lupe Tortilla (USA): John Tomko (USA) / Jonathan Atwood (USA) 44 points.
7th Oman Sail (OMA): Thomas Normand (FRA) / Ahmed Al Hasani (OMA) 43 points.
8th EVO Visian ICL (GER): Raphael Neuhann (GER) / Elias Neuhann (GER) 40 points.
9th Masterlan (CZE): David Krizek (CZE) / Milan Harmacek (CZE) 38 points.
10th Back to Basics (FRA): Bruno Marais (FRA) / Max Billaux (FRA) 33 points.
11th Flying Frogs (FRA): Gwénolé Gahinet (FRA) / Arnaud Vasseur (FRA) 32 points.
12th Red Bill II (FRA): Dominique Pichon (FRA) / David Mirabel (FRA) 29 points.


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

2017 British Grand Prix – Sets available for the race – Infographics

alt

 

CIRCUITO VILA REAL

 

Ronda de Vila Real em sentido contrário

Fim-de-semana de adversidades para Nuno Santos

O início de época do Super Seven by Kia ficou marcado pelas inúmeras contrariedades que Nuno Santos sentiu ao longo de todo o fim-de-semana em Vila Real. Apesar das dificuldades vividas na prova realizada no exigente circuito citadino, o piloto acabou a sua prestação ao volante do 420R com um quinto lugar.

alt
Dificilmente algo mais podia ter acontecido a Nuno Santos na jornada de abertura do Super Seven by Kia. Com a comitiva do mais competitivo troféu monomarca nacional a rumar a norte para uma exigente ronda nas ruas de Vila Real, cedo o piloto sentiu que não iria ter tarefa fácil. Logo nos treinos livres foi impedido de entrar para a pista. Um derrame de óleo com origem no carro de um adversário levou a direcção de corrida a interromper e a dar por terminada a sessão.
 
Sem qualquer experiência na versão de 2017 do traçado vila-realense, Nuno Santos partiu para a qualificação com o intuito, não só de conhecer a pista como de obter um tempo que lhe permitisse ter ambição para a corrida. “Mas a afinação utilizada não foi a certa e não consegui tirar partido do potencial do carro.”
 
A sair do sexto lugar, Nuno Santos tinha vontade de recuperar lugares. Mas se a jornada já não estava a correr bem, não ficou melhor. “Nos procedimentos de pré-partida, não me sentia confortável no carro e decidi ajustar a bacquet. Mas ao fazê-lo, não ficou bem presa e, na travagem para a primeira chicane, esta mexeu-se. Ficou numa posição bastante recuada o que me levou a ter de entrar nas boxes para resolver o problema. A partir daí já não havia muito a fazer. Atrasado e a correr sozinho, sem referências, não consegui aproximar-me do grupo da frente”, explicou o piloto.
 
“Acabou por ser um fim-de-semana em que poucas coisas correram bem. Mas não saio de Vila Real aborrecido ou chateado. Tanto eu como o Hugo (Araújo) sentimos que temos margem de progressão e acreditamos que isso vai ser evidente já na próxima ronda”, adiantou Nuno Santos.
 
Cumprida a primeira das quatro jornadas que constituem o Super Seven by Kia 2017, os pilotos entram na pausa de Verão e regressam à competição em Setembro. A comitiva ruma a Jerez de La Frontera para correr nos dias 23 e 24 desse mês.

 

KART NO BRASIL

 

Brasileiro de Kart - Categoria Cadete esbanja equilíbrio de desempenho

Vinte e oito karts fizeram sua melhor volta dentro de uma estreita faixa de meio segundo. Isonomia que foi coadjuvada pelo já reconhecido equilíbrio de performance dos motores quatro tempos sorteados e fornecidos pela empresa mineira RBC Preparações.

Desde ontem (10/07) o Kartódromo Beto Carrero, em Penha (SC), é o palco definido pela Comissão Nacional de Kart (CNK), órgão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) da edição 2017 do evento principal do kartismo nacional, o Campeonato Brasileiro de Kart. O evento é dividido em duas fases, cada uma delas envolvendo um grupo diferenciado de categorias.

É, sem sombra de qualquer dúvida, o maior Brasileiro de Kart de todos os tempos e o segundo maior evento da modalidade, em numero de inscritos, de todo o planeta. Embora as inscrições ainda não tenham sido finalizadas, este 52º Campeonato Brasileiro de Kart conta com 561 pilotos inscritos, marca que é superada somente pelo certame norte-americano SKUSA de 2013, que amealhou 598 inscritos, oficialmente.

Dentre as classes em disputa um dos destaques é a categoria Cadete, que neste ano reúne quarenta e cinco karts, com os pequenos micromonopostos sendo conduzidos por pilotos com idade variando entre oito e dez anos de idade. Certamente os melhores do Brasil dentro desse universo e todos, por óbvio, buscando materializar o sonho de conquista do título de Campeão Brasileiro de Kart, justamente neste que está sendo o maior "Brasileiro" de todos os tempos, não somente em número de inscritos, mas, também, na estrutura cuidadosamente planejada para a realização do evento.

Nesta terça-feira (11/07) começaram os treinos livres das categorias que participam da primeira fase do certame nacional - que define seus campeões sábado 15/07 - e entre os Cadetes o kart #77 do matogrossense Waldir Doerner Neto foi o mais rápido no Treino Livre 1, com o kartista mineiro Luca Neuenschwander encerrando com o segundo melhor tempo de volta.  Já o paulista Enzo Bettamio  encerrou a segunda prática da Cadete como o mais veloz da categoria, seguido pelo mineiro Henrique Magioni, que encerrou sua tarde de treinos com 1:00.527 em sua melhor passagem, a apenas 0.074 da marca estabelecida por Bettamio.

Como são 45 Cadetes essa ordem de valores deve mudar constantemente ao longo dos treinos, tomada de tempos classificatórios e das corridas. Quem está rápido, pode - se bobear - ir parar no final do pelotão em uma simples piscada de olhos e, de contrário, quem parece ter problemas de velocidade e ajustes, pode surpreender e ir rapidamente para o alto da tabua de tempos.

Claro, tudo isso sem contar com o eterno jogo esconde-esconde elaborado pelas equipes, que só vai ser desvendado durante a tomada de tempos classificatórios, que definirá os grids de cada grupo nas corridas classificatórias.

Assim, não foi qualquer surpresa, ao final do primeiro dia de treinos livres oficiais, o fato de que os 28 mais velozes Cadetes que treinaram hoje no Kartódromo Beto Carrero encerraram o dia separados entre si dentro de uma estreita faixa de apenas meio segundo de diferença na melhor volta estabelecida por cada kart.

Decerto a garotada está pilotando muito e as equipes efetivam um trabalho primoroso no ajuste dos carros. Porém, também é certo que de longo tempo o diferencial nessa veloz equação são os motores Honda GX160 quatro tempos da classe Cadete, que são sorteados e entregue aos participantes pela organização dos certames nacionais. Esses motores são fornecidos pela empresa mineira de preparação de motores, a RBC Preparações., que por conta de seu reconhecido e habitual trabalho meticuloso tem fornecido propulsores com ótimo desempenho e extremamente equalizados, de forma a contribuir para a perfeita isonomia da categoria que forja os campeões do futuro.

Os resultados dos treinos livres do 52º Campeonato Brasileiro de Kart podem ser consultados no site da cronometragem oficial Cronoelo Cronometragem (www.cronoelo.com.br)

Os pilotos da Cadete treinaam hoje para definir os ajustes de seus karts (Foto: Cris Reis/PlanetKart Images)

Os pilotos da Cadete treinaam hoje para definir os ajustes de seus karts (Foto: Cris Reis/PlanetKart Images)
Alta  | Web

 

ADAM E INSIGNIA SÃO OS MAIS FIAVEIS

 

Opel ADAM e Insignia são os mais fiáveis em estudo da J. D. Power

A conceituada empresa de estudos de mercado J. D. Power divulgou os resultados do seu mais recente inquérito anual sobre satisfação dos utilizadores com os seus automóveis, realizado na Alemanha. Designado VDS (Vehicle Dependability Study; Estudo de Confiança em Veículos), os proprietários foram questionados sobre a qualidade e fiabilidade dos seus automóveis ao final do terceiro ano de utilização. Os condutores do modelo Opel ADAM e Opel Insignia atribuíram classificações excelentes aos seus veículos, levando-os à posição de topo nos respetivos segmentosa362 Copy

 

ORECA É NOTICIA

 

HPD AND PENSKE PICK ORECA FOR THEIR DPi PROGRAMME!

 

20140704184123-1e7eadc8

HPD (Honda Performance Development) and Team Penske have decided to put their trust in ORECA for their future endurance programme. Indeed, during the upcoming months, Honda's branch in Northern America will be developing a DPi prototype (Daytona Prototype International) based on the ORECA 07 - winner of the latest 24 Hours of Le Mans.     


Through its premium brand Acura, Honda will be the fourth manufacturer to enter the DPi class, benefiting from ORECA's know-how in race car manufacturing to take on new sporting challenges and looking to further extend its prize list, which comprises titles clinched over the last years in the American Le Mans Series, in the Le Mans Series and at the 24 Hours of Le Mans.

The Japanese manufacturer will also be working with prestigious Team Penske, worldly famous for its many success in Indy Car, NASCAR and endurance and particularly well-known for having garnered 16 successes at the Indianapolis 500. Based in North Carolina, the team, which celebrated its 50th anniversary last year, has also won the 24 Hours of Daytona as well as the 12 Hours of Sebring several times. 


Together with HPD and Team Penske, ORECA is now getting ready for a new fantastic challenge in Northern America, a continent the company particularly loves. Establishing this partnership with two great motorsport players also opens new horizons in the young career of the ORECA 07, which for the first time is about to be used as a base for the developments of a DPi prototype.

Hugues de Chaunac (ORECA's CEO)

 

"ORECA Group is delighted to have been chosen by Honda Performance Development (HDP) for their new DPi programme in America. Over its first months of competition, the ORECA 07 has clinched particularly outstanding results, whether at the 24 Hours of Le Mans, in the FIA WEC, the IMSA or the ELMS. The fact that such a manufacturer as Acura has decided to base their future prototype on our model is an acknowledgement of the work we've conducted. There are many assets in the DPi class and we're really enthusiastic about this new project, especially with Team Penske. This prestigious team has got a great history, and such a prize list... with Honda's involvement, that's many new responsibilities for us. It'll be an important challenge, and that's exactly what we like at ORECA. We will be humble in our approach, yet ambitious." 

 

David Floury (Director of ORECA Technology)

 

"Everybody at ORECA is really pleased and looking forward to taking part in this great project. It's a real honour to have been picked as a chassis partner by HPD and Penske: both have got an amazing history in motorsport! We've got a lot of work ahead of us but as always, we're ready to take on the challenge."

About HPD


Based in Santa Clarita, California, USA. Founded in 1993.
• 24 Hours of Le Mans LM P2 Winner in 2010 and 2012
• 8 ALMS titles between 2009 and 2013
• 1 ELMS title in 2010
• 1 FIA WEC title in 2012
About Penske

Based in Mooresville, North Carolina, USA. Founded in 1966.
• 16 wins in the Indianapolis 500
• Over 450 wins and 500 pole positions across all competitions (Endurance, NASCAR, F1, Indy car...)
• Several wins at the 24 Hours of Daytona and 12 Hours of Sebring

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

BRITISH GRAND PRIX QUALIFYING
 
QUALIFYING STARTS IN MIXED CONDITIONS ON INTERMEDIATE TYRE AND ENDS ON SUPERSOFT: LEWIS HAMILTON FASTEST
 
ALTERNATIVE STRATEGY ADOPTED BY VALTTERI BOTTAS: THE ONLY DRIVER IN TOP 10 TO SET FASTEST Q2 TIME ON SOFT
 
STRATEGY WILL DEPEND ON WEATHER CONDITIONS  BUT A MIXTURE OF ONE AND TWO PIT STOPS ARE POSSIBLE

  a372 Copy Mixed conditions characterised qualifying at Silverstone, with the session starting on the intermediate tyre and the track then progressively drying out. Practically all the drivers used the intermediate tyre throughout Q1, but a notable exception was McLaren’s Fernando Alonso, who put the supersoft on in the very closing stages of Q1 to go fastest. The supersoft was used by most drivers for the rest of qualifying, but Mercedes driver Valtteri Bottas – who faces a five-place grid penalty tomorrow – took the strategic decision to set his fastest time in Q2 on the soft.  His team mate Lewis Hamilton took an extraordinary pole on the supersoft at the very end of Q3, his time of 1m26.600s (the fastest of the weekend) being more than 2.5 seconds faster than his pole of last year and more than half a second quicker than any other driver.
 
MARIO ISOLA - HEAD OF CAR RACING “Strategically, the biggest interest in qualifying was from Valtteri Bottas’s decision to run the soft in Q2 in order to have the option to run a different race strategy. This means that he should be able to run a longer first stint than his direct rivals tomorrow and make up track position. With track temperatures rarely above 20 degrees centigrade today and some rain dampening the track at the start of the session, the tyres faced a tough task to generate grip and heat. Nonetheless, Hamilton set an extraordinary lap that once again lowered the record for the current configuration at Silverstone. Pit strategy tomorrow could range between one and two stops, depending on the degradation rate of the supersoft.”
 
HOW THE TYRES BEHAVED TODAY
        Used at the end of FP3 and in Q1 but not afterwards. The main tyre used in qualifying, about 0.7s faster than soft. The wild card in qualifying, used by Bottas in Q2. Only used for a few runs today in FP3.    
 
 
 
 
 
 
 
 
 
FREE PRACTICE 3 – TOP 3 TIMES
 
 
 
QUALIFYING TOP 10
 
 
 
MOST LAPS BY COMPOUND SO FAR
 
 
 
 
 
DRIVER TIME COMPOUND
Hamilton 1m28.063s SUPERSOFT  NEW
Vettel 1m28.095s SUPERSOFT  NEW
Bottas 1m28.137s SUPERSOFT  NEW
DRIVER TIME COMPOUND
Hamilton 1m26.600s SUPERSOFT  NEW
Raikkonen 1m27.147s SUPERSOFT  NEW
Vettel 1m27.356s SUPERSOFT NEW
Bottas 1m27.376s SUPERSOFT  NEW
Verstappen 1m28.130s SUPERSOFT  NEW
Hulkenberg 1m28.856s SUPERSOFT  NEW
Perez 1m28.902s SUPERSOFT  NEW
Ocon 1m29.074s SUPERSOFT  NEW
Vandoorne 1m29.418s SUPERSOFT  NEW
Grosjean 1m29.549s SUPERSOFT  NEW
COMPOUND DRIVER LAPS
MEDIUM Ocon 20
SOFT Stroll 27
SUPERSOFT Sainz  24
INTERMEDIATE Hamilton 9
 
 
 
 
 
BEST TIME BY COMPOUND SO FAR
 
 
 
 
 

 
 
 
COMPOUND DRIVER TIME
MEDIUM Bottas 1m30.285s
SOFT Hamilton 1m28.543s
SUPERSOFT Hamilton 1m26.600s
INTERMEDIATE Verstappen 1m38.912s
The

 

CIRCUITO VILA REAL

 

ER Motorsport com objetivos
cumpridos em Vila Real

Com Ricardo Leitão no Super 7 by KIA e Eduardo Leitão no TCR Ibérico

Os irmãos Ricardo e Eduardo Leitão tiveram um fim-de-semana bem agitado em Vila Real, mas em que ambos conseguiram atingir os objetivos nas respetivas categorias. Se por norma os pilotos apoiados pela Biz, Primus, Fruut, Nutriva, Sunlover, Autódromo Virtual de Lisboa e Korridas partilham o volante do Caterham R300 nº24 nas provas do Super 7 by KIA, desta feita Eduardo optou por se concentrar somente na prova do TCR Ibérico, que disputa com um SEAT Leon preparado pela Veloso Motorsport.
 
Eduardo passou por alguns calafrios quando viu o seu SEAT Leon ficar danificado ainda durante a Corrida 1 do TCR, então com o seu companheiro de equipa ao volante. “Os técnicos da Veloso Motorsport fizeram um trabalho fantástico na recuperação do carro, que ficou impecável para a partida”. Quanto ao desenrolar da Corrida 2, o piloto lisboeta afirma que “apesar de partir de oitavo, cedo consegui ganhar alguns lugares e entrar na discussão pelo 3º lugar. Mas a meio, quando procurava gerir o desgaste dos pneus, acabei por ser passado pelo César Machado, o que me relegou para o posto final”, explica.
 
No entanto, apesar de não ter atingido os lugares do pódio, o mais velho dos irmãos Leitão faz um balanço positivo desta jornada, “pois foi uma corrida bem disputada, com lutas limpas, chegámos ao fim com o carro inteiro e o handicap teórico de correr com a caixa DSG acabou por não ser evidente aqui em Vila Real”, reconhece.a361 Copy

 

GIS - NOVA VERSÃO PARA O INTEGRA

 

GSi: nova versão Opel Insignia para conhecedores

Mais preciso e mais eficiente. O novo Opel Insignia GSi é uma berlina de elevadas ‘performances’ dedicada quem sabe apreciar algo de especial. Com uma afinação de chassis orientada para a dinâmica, são múltiplos os pontos técnicos a merecerem destaque, desde o evoluído motor 2.0 Turbo de 260 cv de potência até à mais recente tecnologia 4x4 com vectorização de binário. A transmissão conta também com uma nova caixa automática de oito velocidades que pode ser comandada manualmente a partir de patilhas colocadas no volante. A versão GSi extrai todo o potencial das melhores características que marcam a nova geração Insignia, nomeadamente o peso reduzido e o baixo centro de gravidade.  a360 Copy

 

SILK WAY RALLY 2017 - TUDO NA MESMA

 

Silk Way Rally 2017 - Resumo da 12ª Etapa
 
OS PEUGEOT DKR CONTINUAM AO ATAQUE A APENAS DOIS DIAS DO FINAL DA PROVA
 
 Quando faltam apenas dois dias para o final do Silk Way Rally 2017, Cyril Despres e David Castera redobram-se em esforços para manter a sua vantagem de 45 minutos na Geral provisória, contando sempre com o apoio dos seus colegas Stéphane Peterhansel e Jean-Paul Cottret, que os acompanham bem de perto.
 
 A dupla que lidera a prova não ganhou para o susto na Etapa de hoje, depois do seu Peugeot DKR nº100 ter ficado imobilizado no topo de uma duna e, poucos quilómetros a seguir, deixar de funcionar o sistema de assistência hidráulica da direção. Ainda assim, Cyril Despres e David Castera terminaram a Etapa no 8º posto, com 20 minutos de atraso sobre o melhor tempo, tendo apenas perdido 11 minutos face ao seu adversário mais próximo na Geral. 
 
 Ao volante do Peugeot DKR nº106, Stéphane Peterhansel conseguiu prestar assistência a Despres e, assim, diminuir o tempo perdido na Especial devido a estes incidentes. Foi mais um exemplo do espírito de equipa que reina no seio do Team Peugeot Total, agora que a meta final instalada em Xi’an começa a surgir no horizonte.  Registaram o 10ª melhor tempo do dia.
 
 Esta à noite, no
bivoua c, os mecânicos do Team Peugeot Total vão ocupar-se da
saúde dos Peugeot DKR, enquanto os pilotos e navegadores se entregam a um merecido repouso, a fim de se concentrarem na Etapa de amanhã, que integra a passagem por uma sucessão de dunas bastante complicada. 
 
A ETAPA EM RESUMO Como que a relembrar que o Silk Way Rally está ainda longe de terminar, Cyril Despres não ganhou para o susto, quando o seu Peugeot DKR ficou atolado no topo de uma das muitas dunas que integravam a segunda parte da Especial de hoje. Embora a equipa tenha conseguido desatolar o carro recorrendo aos macacos integrados, alguns quilómetros mais à frente a situação complicou-se devido a um problema no sistema hidráulico que deixou o carro sem direção assistida. 
 
No mais perfeito exemplo de trabalho em equipa, Stéphane Peterhansel esperou pelo seu colega logo após a partida, de forma a seguirem em comboio para que, caso surgissem problemas, os pudessem ajudar a resolvê-los. A estratégia deu frutos, já que foi o Peugeot DKR nº106 que retirou o carro de Despres daquela situação. Seguiram ambos, depois, até à linha de chegada, sem mais sobressaltos.
 
 
 
 
O QUE ELES DISSERAM…
 
Bruno FAMIM, Diretor da Peugeot Sport Diretor do Team Peugeot Total “Tendo em conta as dificuldades globais deste rali, o incidente de hoje não foi grave, mas deixou bem claro que tudo pode ainda acontecer até ao final da prova. O Cyril perdeu 20 minutos nesta Especial, mas não cedeu mais do que 11 ao 2º classificado, que também p a s s o u p o r p r o b l e m a s . O b v i a m e n t e q u e é u m a g r a n d e v a n t a g e m p o d e r c o n t a r c o m o Stéphane a rolar junto do Cyril. O trabalho de ambos hoje demonstra o grau do estado de espírito que se vive na nossa equipa, sendo que para além do apoio em termos práticos, o Stéphane e o Jean-Paul garantem, também, um grande conforto psicológico. O Cyril está na frente do rali e pode contar com o apoio e assistência do seu colega de equipa. Esta noite, vamos analisar as razões que o levaram a ficar sem direção assistida, obrigando a um grande esforço de mãos e braços. Mas o carro pôde seguir caminho e, depois de um bom descanso, amanhã tudo estará perfeito.”    
 
Cyril DESPRES, piloto Team Peugeot Total 8º lugar na Etapa / 1º da Geral (autos) “ A i n d a n ã o a c a b o u , p o i s n ã o ? T i v e m o s u m p r o b l e m a n o s i s t e m a h i d r á u li c o q u e n o s impossibilitou de usar os macacos e nos deixou sem direcção assistida. Normalmente, não teríamos perdido mais do que 1 minuto, mas acabámos por para tentar reparar a avaria. Os q u a t r o - o S t é p h a n e , o J e a n - P a u l, o D a v i d e e u - t e n t á m o s t u d o p a r a e n c o n t r a r u m a solução mas sem êxito. No meio do deserto isto nunca é fácil. Ainda tínhamos 45 km de dunas para transpor e a nossa única opção foi ir até ao fim a todo o custo. O carro pesa cerca de uma tonelada e meia e conduzir sem direção assistida não é mesmo nada fácil. Mal consigo mexer as mãos e os braços, mas estou feliz por ter conseguido chegar ao fim da Etapa. Sei que os mecânicos do Team Peugeot Total já têm a solução para o problema. Foi muito enervante porque eu sabia que, caso surgisse outro problema, podíamos ficar atolados durante horas. Muito sinceramente, foi um dos momentos mais difíceis de toda a minha carreira. Estou ansioso por arrancar manhã com tudo resolvido. ”
 
Stéphane PETERHANSEL, Piloto Team Peugeot Total 10º lugar na Etapa (autos) / 7º da Geral (autos)  " T u d o e s t a v a a c o r r e r b e m a t é o C y r il fi c a r a t o l a d o n o t o p o d e u m a d u n a . P a r á m o s imediatamente para o ajudar. Não era nada de muito complicado e usámos os macacos que funcionam com o mesmo sistema hidráulico da direção assistida, mas foi depois disso que, infelizmente, o Cyril deixou de ter assistência na direção. E, num carro deste tipo,  ficar s e m d i r e ç ã o a s s i s t i d a é m e s m o u m g r a n d e p r o b l e m a . S e g u i m o s s e m p r e a t r á s d e l e d e forma a termos a certeza que conseguia cumprir os 50 km seguintes sem mais problemas. Estou feliz por ter conseguido ajudar, sendo que o objetivo é que um Peugeot chegue a Xi’an no 1º lugar. A Etapa era muito bonita, das que eu gosto mesmo nos rali-raid.”
 
 
 
ANTEVISÃO DA 13ª ETAPA A penúltima Etapa do Silk Way Rally, ligando Alxa a Youqi, em Zhongwei, vai ser um grande desafio, numa Especial denominada “A Catedral das Dunas” . Com uma extensão de 318,66 km, trata-se de mais uma Especial dividida em duas secções, na qual se exige muito cuidado com a navegação e muita técnica na transposição das dunas. As equipas não vão ter, propriamente, condições para apreciar a paisagem, mesmo sabendo que será, seguramente, uma das mais belas de todo o rali.
 
 
 
 
 
SABIA QUE… O Silk Way - ou Rota da Seda - era uma rede de rotas comerciais destinados a ligar a Ásia à Europa. O seu nome provém do legado dos mercados da seda (e dos cavalos) instalados ao longo de todo este percurso. As suas origens remontam ao ano 250 a.C, numa rota que, ao longo das gerações, se tornou numa das mais importantes vias de intercâmbio internacional.
 
 
COMO RECONHECER OS TRÊS 3008DKR…  Os dois Peugeot DKR podem ser reconhecidos pelo seu nº de competição e pela cor da faixa no topo do para-brisas: 
 
 Cyril DESPRES/David CASTERA: Peugeot DKR n° 100, faixa VERMELHA.   Stéphane PETERHANSEL/Jean-Paul COTTRET: Peugeot DKR n° 106, faixa AMARELA. 
 
Quanto ao Peugeot DKR Maxi n° 104, de Sébastien LOEB/Daniel ELENA, que ostentava a faixa BRANCA, teve de abandonar no final da 9ª Etapa, quando liderava esta edição 2017 do Silk Way Rally, posição que ocupou durante grande parte da competição.
 
 
RESULTADOS:   Classificação na 12ª Etapa 1º LAVIEILLE Christian (FRA), Baicmotor BJ40L 2º LIU Kun (CHN), GEELY SMG BUGGY 3º HAN Wei (CHN), GEELY SMG BUGGY 4º LU Binglong (CHN), Baicmotor BJ40L 5º MARDEEV Airat (RUS), Kamaz 43269 … 12º DESPRES Cyril (FRA), Peugeot 3008 DKR (nota: 8º “Auto”) … 14º PETERHANSEL Stéphane (FRA), Peugeot 3008 DKR (nota: 10º “Auto”) …
 
Geral após a 12ª Etapa 1º DESPRES Cyril (FRA), Peugeot 3008 DKR, 36:31:47 2º HAN Wei (CHN), GEELY SMG BUGGY, a 43:22 3º LAVIEILLE Christian (FRA), Baicmotor BJ40L, a 46:37 4º MENZIES Bryce (USA), Mini John Cooper Works Rally, a 01:15:51 5º AMOS Eugenio (ITA), Ford TRX08LMOD,a 01:41:07 … 9º PETERHANSEL Stéphane (FRA), Peugeot 3008 DKR, a 02:37:04 (nota: 6º “Auto”) …
 
 
 
Siga a prova em http://www.silkwayrally.com/live-timing.html a327 Copy_Copy

 

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

BRITISH GRAND PRIX PRACTICE SESSIONS
 
FASTEST-EVER LAPS OF SILVERSTONE IN CURRENT CONFIGURATION,  WITH CORNERING FORCES HIGHER THAN 5G
 
MERCEDES DRIVER VALTTERI BOTTAS GOES FASTEST IN FP2 ON SUPERSOFT WITH A TIME ALREADY QUICKER THAN LAST YEAR’S POLE
 
A WIDE RANGE OF TYRES SELECTED AND MANY RACE STRATEGIES POSSIBLE, AS UNCERTAIN WEATHER ALSO SHAKES UP THE ORDER 
 
a371 Copy– The first day of Silverstone with the 2017 generation of cars, featuring extra downforce and wider tyres, resulted in performance never seen before at the current Silverstone circuit, with cars, drivers and tyres subjected to maximum lateral loads of more than 5g and speeds well over 280kph through Copse Corner.
 
Mercedes driver Valtteri Bottas ensured that the P Zero Red supersoft set fastest time in FP2 on its Silverstone race debut, beating the fastest lap of the weekend last year (set in Q2) by more than 0.7 seconds.
 
The teams selected a number of quite different tyre choices heading into this event, so the programme today – assessing wear and degradation on each compound with differing fuel loads – was vital in working out which tyres they wanted to give back, as per the current regulations, and which to keep for qualifying and the race.
 
Conditions remained cool and overcast, with ambient temperatures never exceeding 18 degrees centigrade and asphalt in the region of 24 degrees centigrade. Weather of this type is expected to remain for the rest of the weekend, with rain possible as well.
 
MARIO ISOLA - HEAD OF CAR RACING “Although the teams chose some quite different allocations of tyres before the race, as they all discard certain sets in accordance with the regulations, it's likely that they will end up with selections that are quite similar for qualifying and the race. One thing we have definitely seen already is that the speeds and therefore loads on the tyres are unprecedented this year. This is exactly as we would expect from all the high-energy tracks this season, because of the increased downforce and wider tyres. Despite these extra demands, the supersoft made its very first grand prix weekend appearance at Silverstone and set the record-breaking time with Bottas. So far, this compound is around 0.7 seconds per lap faster than the soft. If the weather remains dry tomorrow – which is definitely a question mark – we can expect the benchmark to be lowered even futher in qualifying.”
 
FREE PRACTICE 1 – TOP 3 TIMES
 
DRIVER TIME COMPOUND
Bottas 1m29.106s SOFT NEW
Hamilton 1m29.184s SOFT USED
Verstappen 1m29.604s SUPERSOFT NEW
 
 
 
 
 
 
 
FREE PRACTICE 2 – TOP 3 TIMES
 
 
 
FP1 - BEST TIME BY COMPOUND 
 
 
 
FP2 - BEST TIME BY COMPOUND 
 
 
 
MOST LAPS BY COMPOUND SO FAR
 
 
 
 
DRIVER TIME COMPOUND
Bottas 1m28.496s SUPERSOFT NEW
Hamilton 1m28.543s SOFT NEW
Raikkonen 1m28.828s SUPERSOFT NEW
COMPOUND DRIVER TIME
MEDIUM Perez 1m32.023s
SOFT Bottas 1m29.106s
SUPERSOFT Verstappen 1m29.604s
COMPOUND DRIVER TIME
MEDIUM Bottas 1m30.285s
SOFT Hamilton 1m28.543s
SUPERSOFT Bottas 1m28.496s
COMPOUND DRIVER LAPS
MEDIUM Ocon 20
SOFT Stroll 27
SUPERSOFT Sainz 24
 
 
 
 
 
TYRE STATISTICS OF THE DAY
 
 
* The above number gives the total amount of kilometres driven in FP1 and FP2 today, all drivers combined. ** Per compound, all drivers combined.
 
 
MINIMUM PRESCRIBED TYRE PRESSURES
 
 
22.5 psi (front) – 20.5 psi (rear)

 

EDGAR REIS NO RALI DE FAMALICÃO

 

Edgar Reis e Porsche 997 GT3 Cup repetem presença no Rali de Famalicão

 

Vencedor desta prova em 2015, Edgar Reis vai disputar o rali da sua terra no próximo fim-de-semana, tentando dar espectáculo com o Porsche mas sem correr riscos desnecessários. O Team Transfradelos também será representado por Daniel Silva, ao volante do Renault Clio RS2000.

 

A edição de 2017 do Rali de Famalicão volta a contar com o Team Transfradelos, como já é hábito nesta prova-espectáculo. Edgar Reis e o navegador Márcio Moreira estarão aos comandos do bonito Porsche 997 que compete habitualmente no Campeonato Nacional de Montanha, enquanto Daniel Silva e Pedro Monteiro vão disputar o rali com o Renault Clio RS2000.

 

Este ano, o Rali de Famalicão terá um percurso alargado que inclui novas classificativas e que terão, certamente, muito público a assistir. “É o rali da nossa terra e não podíamos deixar de estar presentes”, referiu Edgar Reis, vencedor da prova em 2015. “Não temos objetivos em termos desportivos, até porque esta não é a nossa luta e não podemos arriscar estragar o carro com um toque. Temos a Rampa de Murça na semana seguinte e como tal vamos ter algum cuidado nas classificativas novas e depois tentar andar mais depressa nos troços que já conhecemos”, afirmou o ex-campeão nacional de Montanha na categoria dos GT.

 

O Rali de Famalicão inclui este ano um total de 7 classificativas de asfalto, divididas entre os dias de sábado e domingo. A competição começa com o troço de Vilarinho das Cambas/Outiz às 17h13 de sábado, um dia que culminará com a Super Especial de Fradelos marcada para as 21h00.

 000 7823_Copy000 8186_Copy

 

PILOTOS MAIATOS NO RALI DE FAMALICÃO

 

CAMPEONATO REGIONAL NORTE DE RALIS

 

RALI V.N.FAMALICÃO

 

PILOTOS MAIATOS NO RALI DE VILA NOVA DE FAMALICÃO

 

Depois da presença do Fiat Punto no circuito de Vila Real, eis que a dupla de pilotos maiatos Carlos e Afonso Gonçalves já se encontram a preparar a jornda deste próximo fim de semana, onde vão marcar presença no Rali de Vila Nova de Famalicão.

 

Sobre o que os espera, a dupla de pilotos Maiatos, na pessoa de Carlos Gonçalves começou por nos dizer “ mais uma  prova do Campeonato Regional Norte de Ralis, em que vamos estar presente,  com o Fiat Punto esperando que consiga atingir o final da mesma, de preferencia sem problemas mecânicos, e se possivel com nova subida ao pódio em termos de categoria, o que felizmente tem acontecido nas provas anteriores, , são estes os nossos objectivos, esperemos que tudo nos corra pelo melhor, e consigamos atingir os nossos objectivos “.

 CAR4 Copy_Copy

 

CARLOS FAVA PRESENTE NO CARAMULO

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2017 – VALVOLINE – JC GROUP

 

RAMPA DO CARAMULO

 

CARLOS FAVA EM DESTAQUE NA RAMPA DO CARAMULO

 

Uma vez mais o Volkswagen 1303 de Carlos Fava esteve â partida de mais uma jornada do Campeonato Nacional de Montanha, que no fim de semana passado esteve na Rampa do Caramulo.

 

Logo nas subidas de treinos, Carlos Fava tentou dar o seu melhor, tendo alcançado os cronos de 1.54.873, 1.53.745 e 1.54.163.A debater-se com problemas de carburação no propulsor do Volkswagen, Carlos Fava não baixou os braços e nas subidas de prova, conseguiria alcançar os tempos de 1.56.853, 1.58.603 e 1.49.423 respectivamente.No final da prova fez-nos o balanço da mesma acrescentando “ poderia ter corrido melhor, debati-me com problemas no motor que não me permitiram poder explorar toda a competividade do meu Volkswagen 1303.Mesmo assim os problemas foram solucionados, mas já era tarde demais, pois nas duas ultimas subidas é que consegui andar mais depressa, mas estou satisfeito “, disse-nos.

 

Carlos Fava tem os apoios de :

 

 

 

Tacofrota, Lda

Belmonte Município
Maquesonda
AutoDionisio Lda
Fio de Azeite - Casa de Petiscos
Clube Nacional de Montanhismo

 

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL FINAL

 

TROFÉU NACIONAL CLÁSSICOS DE MONTANHA

 

1º Fernando Salgueiro – Ford Escort

2º Ricardo Loureiro – Ford Escort

3º Carlos Oliveira – BMW 323

4º CARLOS FAVA – VOLKSWAGEN 1303

5º Rui Gama – VolkswagenFOX 9368_CopyFOX 9369_Copy

 

MANUEL CORREIA EM SERNANCELHE

 

Manuel Correia volta a lutar pela vitória no Rali de Sernancelhe-Aguiar da Beira

 

Depois de terem vencido esta prova à geral, Manuel Correia e o Ford Fiesta R5+ voltam este ano a ser protagonistas no asfalto de Sernancelhe e Aguiar da Beira. Um rali que também marca a estreia em competição do jovem Miguel Correia, acompanhado pelo experiente Nuno Rodrigues da Silva.

 

Apesar de ser campeão nacional da sua categoria na Montanha, Manuel Correia nunca escondeu que os ralis são outra das suas paixões. O piloto de Braga volta a disputar este fim-de-semana o Rali de Sernancelhe-Aguiar da Beira, prova que venceu à geral no ano passado e que é disputada na região da equipa ARC Sport.

 

“Gosto muito de ralis e só não faço mais provas deste género devido à minha vida profissional. Vamos para Aguiar da Beira e Sernancelhe com o objetivo de nos divertirmos e lutar pela vitória absoluta. Terei a companhia da minha esposa como navegadora e o meu filho também vai fazer a sua estreia em provas oficiais, por isso este será um rali em família”, afirmou Manuel Correia, que esta época venceu todas as provas do Nacional de Montanha na Categoria 4, ao volante do Fiesta R5+.

 

Manuel Correia e Isabel Pinto também vão apadrinhar a estreia absoluta do filho, Miguel Correia. O jovem bracarense irá pilotar um Renault Clio R3 e conta com a experiência do navegador Nuno Rodrigues da Silva, além de todo o know how da ARC Sport, que tem orientado a formação de Miguel Correia para esta estreia.

 

O Rali de Sernancelhe-Aguiar da Beira começa sexta-feira (dia 21) com duas passagens pela Super Especial de 1.6 kms, com início agendado para as 21h00. No sábado (dia 22) disputam-se mais nove classificativas de asfalto, que perfazem um total de 69.8 kms cronometrados.                                                        000 4863_Copy000 7811_Copy
 

MARIO MESQUITA SATISFEITO

 

RAMPA DO CARAMULO

MÁRIO MESQUITA SATISFEITO COM A SUA PRESTAÇÃO NA RAMPA DO CARAMULO

De pois de tantos problemas com que se debateu nas jornadas anteriores  do Campeonato Nacional de Montanha, o Datsun 1600 SSS de Mário Mesquita, esteve em bom plano na Rampa do Caramulo, tendo chegado ao final no top five da sua categoria.

Nas subidas de treinos, Mário Mesquita começou por fazer um tempo de 2.02.329, conseguindo depois melhorar de forma substancial nas subidas seguintes com 1.54.650 e 1.52.706.Para as subidas de prova, Mário Mesquita começou por fazer os tempos de 1.52.750, 1.52.264 e 1.53.153.Satisfeito , no final da prova dizia-nos “ desta vez a mecănica esteve à altura, o carro está bom, fiz uma boa prova, e agora há que começar a pensar já na prova seguinte. Por motivos particulares não estarei presente na Rampa de Murça, rampa que gosto muito. “.

 

CLASSIFICAÇÃO CAMPEONATO CLÁSSICOS DE MONTANHA

 1º Flávio Sainhas – Ford Escort

2º José Pedro Gomes – Ford Escort

3º Parcidio Summavielçle – Datsun 240 Z

4º Luis Moutinho – Ford Escort

5º MÁRIO MESQUITA – DATSUN 1600 SSSMARIO1 Copy

 

SILK WAY RALLY 2017

 

Silk Way Rally 2017 - Resumo da 12ª Etapa

 

OS PEUGEOT DKR CONTINUAM AO ATAQUE A APENAS DOIS DIAS DO FINAL DA PROVA

 

 

 

 

 

A ETAPA EM RESUMO

Como que a relembrar que o Silk Way Rally está ainda longe de terminar, Cyril Despres não ganhou para o susto, quando o seu Peugeot DKR ficou atolado no topo de uma das muitas dunas que integravam a segunda parte da Especial de hoje. Embora a equipa tenha conseguido desatolar o carro recorrendo aos macacos integrados, alguns quilómetros mais à frente a situação complicou-se devido a um problema no sistema hidráulico que deixou o carro sem direção assistida.

 

No mais perfeito exemplo de trabalho em equipa, Stéphane Peterhansel esperou pelo seu colega logo após a partida, de forma a seguirem em comboio para que, caso surgissem problemas, os pudessem ajudar a resolvê-los. A estratégia deu frutos, já que foi o Peugeot DKR nº106 que retirou o carro de Despres daquela situação. Seguiram ambos, depois, até à linha de chegada, sem mais sobressaltos.

 

 

O QUE ELES DISSERAM…

 

Bruno FAMIM, Diretor da Peugeot Sport

Diretor do Team Peugeot Total

“Tendo em conta as dificuldades globais deste rali, o incidente de hoje não foi grave, mas deixou bem claro que tudo pode ainda acontecer até ao final da prova. O Cyril perdeu 20 minutos nesta Especial, mas não cedeu mais do que 11 ao 2º classificado, que também passou por problemas. Obviamente que é uma grande vantagem poder contar com o Stéphane a rolar junto do Cyril. O trabalho de ambos hoje demonstra o grau do estado de espírito que se vive na nossa equipa, sendo que para além do apoio em termos práticos, o Stéphane e o Jean-Paul garantem, também, um grande conforto psicológico. O Cyril está na frente do rali e pode contar com o apoio e assistência do seu colega de equipa. Esta noite, vamos analisar as razões que o levaram a ficar sem direção assistida, obrigando a um grande esforço de mãos e braços. Mas o carro pôde seguir caminho e, depois de um bom descanso, amanhã tudo estará perfeito.”    

 

Cyril DESPRES, piloto Team Peugeot Total

8º lugar na Etapa / 1º da Geral (autos)

“Ainda não acabou, pois não? Tivemos um problema no sistema hidráulico que nos impossibilitou de usar os macacos e nos deixou sem direcção assistida. Normalmente, não teríamos perdido mais do que 1 minuto, mas acabámos por para tentar reparar a avaria. Os quatro - o Stéphane, o Jean-Paul, o David e eu - tentámos tudo para encontrar uma solução mas sem êxito. No meio do deserto isto nunca é fácil. Ainda tínhamos 45 km de dunas para transpor e a nossa única opção foi ir até ao fim a todo o custo. O carro pesa cerca de uma tonelada e meia e conduzir sem direção assistida não é mesmo nada fácil. Mal consigo mexer as mãos e os braços, mas estou feliz por ter conseguido chegar ao fim da Etapa. Sei que os mecânicos do Team Peugeot Total já têm a solução para o problema. Foi muito enervante porque eu sabia que, caso surgisse outro problema, podíamos ficar atolados durante horas. Muito sinceramente, foi um dos momentos mais difíceis de toda a minha carreira. Estou ansioso por arrancar manhã com tudo resolvido.

 

Stéphane PETERHANSEL, Piloto Team Peugeot Total

10º lugar na Etapa (autos) / 7º da Geral (autos)

"Tudo estava a correr bem até o Cyril ficar atolado no topo de uma duna. Parámos imediatamente para o ajudar. Não era nada de muito complicado e usámos os macacos que funcionam com o mesmo sistema hidráulico da direção assistida, mas foi depois disso que, infelizmente, o Cyril deixou de ter assistência na direção. E, num carro deste tipo,  ficar sem direção assistida é mesmo um grande problema. Seguimos sempre atrás dele de forma a termos a certeza que conseguia cumprir os 50 km seguintes sem mais problemas. Estou feliz por ter conseguido ajudar, sendo que o objetivo é que um Peugeot chegue a Xi’an no 1º lugar. A Etapa era muito bonita, das que eu gosto mesmo nos rali-raid.”

 

 

ANTEVISÃO DA 13ª ETAPA

A penúltima Etapa do Silk Way Rally, ligando Alxa a Youqi, em Zhongwei, vai ser um grande desafio, numa Especial denominada “A Catedral das Dunas”. Com uma extensão de 318,66 km, trata-se de mais uma Especial dividida em duas secções, na qual se exige muito cuidado com a navegação e muita técnica na transposição das dunas. As equipas não vão ter, propriamente, condições para apreciar a paisagem, mesmo sabendo que será, seguramente, uma das mais belas de todo o rali.a327 Copya328 Copy

 

HYUNDAI ATINGIU O MELHOR SEMESTRE

 

A Hyundai atingiu o melhor primeiro semestre de sempre na Europa

 


• A tendência positiva prevalece: 270.921 viaturas matriculadas na Europa durante os primeiros seis meses de 2017;

• Aumento de 3,6% quando comparado com período homólogo, que era já o melhor resultado de sempre;

• Gama renovada e focada na Europa impulsiona este crescimento, incluindo a Nova Geração i30.
 
As vendas da Hyundai na Europa continuaram a crescer nos primeiros seis meses de 2017. De acordo com a mais recente informação sobre o número de matrículas, publicada pela European Automobile Manufacturers’ Association (ACEA), a empresa atingiu uma forte performance de vendas registando 270.921 matrículas na primeira metade de 2017 – um aumento de 3,6% comparado com o mesmo período de 2016. A jovem gama da Hyundai, incluindo a Nova Geração i30 5 portas e Station Wagon, contribuiu para o seu crescimento sustentado. Após a apresentação do i30 N e i30 Fastback, no passado dia 13 de julho, a empresa mantém grandes expectativas para a segunda metade deste ano.
“Graças à nossa jovem gama de produtos focados na Europa, conseguimos atingir mais um excelente resultado na primeira metade de 2017,” afirmou Thomas A. Schmid, COO na Hyundai Motor Europe. “O alargamento da família i30, em particular, irá continuar a ser um pilar decisivo para a Hyundai, tendo em conta o nosso objetivo de nos tornarmos a marca automóvel asiática número um na Europa.”
Comparando com a primeira metade de 2016, as vendas da Hyundai na Europa registaram um crescimento sustentado. A procura dos clientes por viaturas Hyundai aumentou consideravelmente à medida que a Hyundai renovou e expandiu a sua gama de modelos. As vendas em Portugal (+50,9%), França (+18%), Espanha (+10%) e Polónia (+17%), em particular, sublinham a excelente performance de vendas na Europa. O Reino Unido e a Alemanha continuam a ser os principais mercados da Hyundai na Europa, registando os maiores volumes de vendas e um crescimento consistente de 4% e 6%, respetivamente. 
O Tucson dá continuidade à sua forte performance de vendas com mais de 250.000 unidades vendidas desde o seu lançamento em 2015, tornando-se no modelo recém-lançado de maior sucesso na Europa. Os Hyundai i10, i20 e i30 voltaram a apresentar elevados volumes de vendas. O IONIQ foi particularmente bem-sucedido, como o primeiro veiculo ecológico com três motorizações elétricas para a mesma carroçaria. Foram vendidas mais de 10.000 unidades na Europa no primeiro semestre.
Alinhada com o seu objetivo de se tornar na marca asiática automóvel número um na Europa até 2021, a Hyundai vai lançar 30 modelos e versões nos próximos anos na Europa para reforçar a presença da marca nos segmentos de mercado mais relevantes.2017 07_20_A_Hyundai_atingiu_o_melhor_primeiro_semestre_de_sempre_na_Europa_Copy

 

TT NO BRASIL

 

Prezados colegas, favor desconsiderar o release divulgado anteriormente. Vale reforçar que o atual líder da classe E2 é o piloto Júlio Ferreira. Desculpem o transtorno. 

Paraopeba (MG) – Estreante no calendário, Paraopeba (MG) entrou para a história do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. A quinta etapa terminou neste domingo (16) e contou com forte presença do público e muito empenho dos organizadores. O português Luís Oliveira foi o vencedor após os dois dias de disputas, ampliando vantagem na primeira colocação das classes Enduro GP, que reúne os mais rápidos da competição, e E1. 

“Foi um fim de semana difícil para mim, mas vou para casa com a sensação de objetivo cumprido. O resultado é muito importante para continuar na luta pelo campeonato”, disse Oliveira, da Honda Racing. O capixaba Bruno Crivilin chegou perto da vitória na Enduro GP em Paraopeba, mas uma queda na última volta teve preço alto. “Foi uma prova que elevou ainda mais o nível do Brasileiro, com chão duro e altas velocidades. Andei bem, mas não foi o suficiente para vencer e o Luis mereceu”, declarou o piloto da KTM Orange BH.

Maurício Brandão, diretor de Enduro FIM da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM), elogiou o empenho da equipe Kalango de Xuteiras, responsável pela organização local. “Estou impressionado com o envolvimento. A Kalango ainda envolveu autoridades, a paróquia, os fãs das motos, o pessoal do mountain bike, enfim, a cidade toda para que o evento fosse um sucesso. Todos ajudaram muito e estão de parabéns”, concluiu.

O Brasileiro de Enduro FIM 2017 é patrocinado por Rinaldi e conta com o apoio de MRPRO Braces, ASW, Sacramento Motorsports, Orange BH, Zanol Parts e Edgers.

Resultados - 5ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM
Enduro GP
1 – Luís Oliveira
2 – Júlio Ferreira
3 – Bruno Crivilin
4 – Rômulo Bottrel
5 – Loandro Anton

E1
1 – Luís Oliveira
2 – Loandro Anton
3 – Victor Miranda

E2
1 – Bruno Crivilin
2 – Júlio Ferreira
3 – Diego Colett

E3
1 – Rômulo Bottrel
2 – Gustavo Pellin
3 – Rigor Rico

EJúnior
1 – Vinícius Calafati
2 – Willian Dalmonech
3 – Gabriel Soares “Tomate”

E4 
1 – Bruno Martins
2 – Jaime Zorzal Júnior
3 – Bárbara Neves

E35
1 – Nielsen Bueno
2 – Diogo de Andrade
3 – Luiz Carlos Pereira

E40
1 – Beto Lamego
2 – Frederico Garcia
3 – Luciano de Lima

E45
1 – Pélmio Simões
2 – Laurindo Zatorski Filho
3 – Marcos Benvenutti

E50
1 – Jirius Abboud
2 – Roberto Theodoro
3 – Gustavo Jacob

EAmador
1 – Augusto Benvenutti
2 – Sidei Chaves
3 – Uliam Bunetta

Classificação do campeonato após cinco etapas
Enduro GP
1 – Luís Oliveira – 236 pontos
2 – Júlio Ferreira – 177
3 – Bruno Crivilin – 176
4 – Rômulo Bottrel – 168
5 – Gustavo Pellin – 129

E1
1 – Luís Oliveira – 250
2 – Loandro Anton – 194
3 – Patrik Capila – 152

E2
1 – Júlio Ferreira – 223
2 – Diego Colett – 200
3 – Bruno Crivilin – 188

E3
1 – Rômulo Bottrel –233
2 – Gustavo Pellin – 227
3 – Rigor Rico – 160

EJúnior
1 – Gabriel Soares “Tomate” – 195
2 – Vinícius Calafati – 192
3 – Willian Dalmonech – 190

E4 
1 – Jaime Zorzal Júnior – 215
2 – Thiago Wernersbach – 213
3 – Bruno Martins – 100

E35
1 – Nielsen Bueno – 245
2 – Diogo de Andrade – 182
3 – Anderson Vieira – 113

E40
1 – Cassiano Tebaldi – 182
2 – Luciano de Lima –166
3 – Beto Lamego – 90

E45
1 – Pélmio Simões – 230
2 – Marcos Benvenutti – 190
3 – Laurindo Zatorski Filho – 173

E50
1 – Roberto Theodoro – 166
2 – Luiz Carlos de Barros – 82
3 – Cleber Sacramento – 50

EAmador
1 – William Palandi – 200
2 – Augusto Benvenutti – 136
3 – Roberto Theodoro – 54


Lu�s Oliveira na quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM, em Paraopeba (MG)
Cr�dito: Fred Mancini/Mundo Press

Bruno Crivilin na quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM, em Paraopeba (MG)
Cr�dito: Fred Mancini/Mundo Press

 

ARRANCADA - BRASIL

 

Uberlândia-MG vai receber 2º Campeonato de Arrancada Arena Race neste fim de semana


 Pilotos de vários estados do Brasil já confirmaram presença no evento que será beneficente.



1º Campeonato Arena Race de Arrancada ​


Pilotos de vários estados do Brasil têm encontro marcado, neste fim de semana (21 a 23 de julho), no Arena Race Multieventos de Uberlândia-MG, para participarem da 4ª etapa do 2º Campeonato de Arrancada Arena Race. Representantes do Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal e Goiás são esperados no evento, que tem cunho beneficente. A entrada para o público será 1 Kg de alimento não perecível, que será destinado a duas instituições assistenciais da cidade: Centro Espírita Semeador e o Núcleo Servos Maria de Nazareth.

 

Uma megaestrutura está sendo montada no local do evento com praça de alimentação, espaço para as crianças e uma arquibancada, onde os amantes do esporte poderão conferir de perto a passagem dos carros com velocidades entre 250 km/hora e 300 km/hora.

 

As atividades terão início na sexta-feira (21/07), quando o Arena será aberto para os treinos, das 15 às 21 horas. No sábado (22/07), o início será às 10 horas com término previsto às 18 horas. No domingo (23/07), os motores serão ligados às 10 horas e o encerramento do evento está programado para as 17 horas.

 

Segundo a comissão organizadora do evento, as inscrições para os pilotos estão abertas e podem ser feitas pela internet, por meio do endereço: http://www.aulahost.com.br/arena/. Quem tem interesse em participar do campeonato, pode se inscrever com desconto até quarta-feira (19/07). “Após essa data, as inscrições poderão ser feitas até domingo, com o preço normal”, informa Edmar Pessoa Júnior, um dos organizadores. 


Atrações

 

O Campeonato promete atrair, além de amantes dos roncos altos dos motores de arrancada, os simpatizantes de motos, carros rebaixados e antigos. “Nós estamos preparando um encontro de clubes de motos e carros rebaixados e também uma exposição de carros antigos. Atrações que devem trazer um público diversificado para o nosso evento e movimentá-lo ainda mais”, comenta Edmar Júnior.

 

A organização espera um público de mais de 1.000 pessoas ao longo dos três dias de evento.



SERVIÇO

O quê: 2º Campeonato Arena Race de Arrancada

Quando: 21/07 – Treino – 15 às 20 horas

                 22/07 – 10 às 18 horas – Sendo início das 1ª e 2ª Baterias oficiais às 15 horas.

                 23/07 – 10 às 17 horas - Sendo início da 3ª Bateria oficial, às 10 horas e a 4ª Bateria, às 13 horas.

Onde: Arena Race Multieventos - MGC 455 KM 9, zona rural do município de Uberlândia-MG

Entrada: 01 kg de alimento não perecível.

Inscrições: http://www.aulahost.com.br/arena/

 

EXTREME SAILING - ESPANHA

 

Big swells force postponement of Barcelona opener

The eight Extreme Sailing Series™ teams will have to wait until tomorrow for their first taste of Barcelona action after huge waves forced racing to be postponed on the opening day.

Race Director John Craig made the decision to suspend racing due to the tall, steep waves rolling through the city's stadium racecourse that would have posed a safety risk to the fleet.

Craig said that such a sea state, combined with winds of up to 25 knots, would have likely caused the super-fast GC32 catamarans to fall off their foils and nosedive into the wave in front, potentially leading to capsizes.

Instead the fleet will kick off the fourth Act of the 2017 global Stadium Racing tour tomorrow when the sea state will have subsided and the winds dropped.

"Unfortunately due to the sea state being incredibly steep, wave heights being really high and the big breeze, we've had to cancel today's racing," Craig said.

"Tomorrow's forecast looks like it will be significantly lighter with a typical sea breeze filling in later on, somewhere between 10 to 12 knots, with less sea state.

"It would have been hard for any boat to race in these conditions - the reality is that when they're foiling they'd be coming up and down off the foils a lot and burying the bows into the waves in front.

"The boats are so close together that it would be a dangerous situation and we'd be creating capsize opportunities, which is not safe.

"It's a hard decision but it's based on safety and maintaining the fleet to get through the rest of the event."

The postponement has left the crews of the eight international teams even more revved up to get racing – and resume the battle for the top spot on the Extreme Sailing Series leaderboard.

"We were all geared up for today because we knew that big breeze was forecast but it ended up being right on the limit of what we can race in," said Pete Greenhalgh, mainsheet trimmer with third-placed Omani outfit Oman Air.

"You couldn't ask for more from a venue. It's paradise here – great sailing conditions just a stone's throw from an amazing city. We're thoroughly looking forward to getting out there tomorrow and starting to chip away at the scoreboard."

The excitement was even greater among the young Spaniards of wildcard home team FNOB Impulse, who are making their Extreme Sailing Series debut fresh from racing in the Red Bull Youth America's Cup.

"We are so hungry to get racing in these amazing boats but we're just going to have to wait until tomorrow," said skipper Jordi Xammar. "We have a great team of young guys and we're just super-excited to get out there."

Racing was also postponed for the Flying Phantom fleet, which will go head to head in Barcelona after making an impressive debut at Act 3 in Portugal's Madeira Islands.

GC32 racing will kick off tomorrow at 15:00 local time (UTC+2), while the Flying Phantoms will race from 10:00.

Fans around the world can follow the action through the live blog at extremesailingseries.com while those in Barcelona can visit the race village by the W Barcelona hotel on the Plaça Rosa dels Vents in Barceloneta from 10:00 to 19:00 local time.

Racing will be streamed live on the Extreme Sailing Series Youtube and Facebook pages from 15:00 to 18:00 on Saturday 22 and from 14:00 to 17:00 on Sunday 23 July.


 

 

 

 

 

 

 

RALI DE FAMALICÃO FOI APRESENTADO

 

Rali Famalicão 2017 foi hoje apresentado

A poucas horas do fecho das Inscrições a fasquia das 100 equipas praticamente atingida

 O Team Baia e o Município de Vila Nova de Famalicão apresentaram esta terça-feira a edição de 2017 do Rali Famalicão que estará na estrada este fim-de-semana.

Tendo como cenário os jardins anexos ao Município, marcaram presença inúmeros meios de comunicação, quer regionais, como nacionais, além das principais Forças de Segurança, Empresas patrocinadoras, Entidades, Equipas, Pilotos e Convidados.

Na mesa de apresentação marcaram presença o representante da FPAK, Francisco Martins, o Sr. Vereador do Município de Vila Nova de Famalicão, Dr. Mário Passos e Sérgio Aguiar, Diretor da Prova e Presidente da Associação Team Baia.

Francisco Martins começou por destacar que, …, “o Rali de Famalicão é uma prova que a nível nacional vai para além do normal, uma vez que é uma prova que não conta para nenhum campeonato, mas que poderia fazer e, terá cerca de 100 inscritos”. E continuou, …, “Espero que seja mais um ano de sucesso, tanto a nível desportivo, como o tem sempre demonstrado a nível de segurança”, concluiu.

Sérgio Aguiar, destacou desde logo o esforço do Team Baia em procurar em 2017 subir a fasquia do Rali Famalicão, aumentando para 2 dias a prova e, alargar as classificativas a mais Freguesias. A concluir o Diretor da Prova quis salientar em mais um ano a preocupação em procurar garantir as melhores condições de segurança quer para as equipas, concorrentes e público, terminando agradecendo, …, “especialmente ao Município por depositar a sua confiança no Team Baia e na Organização do Rali Famalicão, como em especial, às Forças de Segurança, PSP, GNR e Bombeiros, aos muitos Marshal, às Empresas que apostam na prova do Team BAIA e à Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting”, não deixando de expressar desde já um desejo, …, “esperamos voltar em 2018”.

A concluir o anfitrião, Dr. Mário Passos, destacou, …, “foi importante verificarmos que as novas Freguesias que vão acolher as novas classificativas do Rali Famalicão, se sentiram e sentem empenhadas em receber a caravana e a competição”, assim como, …, “que o Município entende esta iniciativa como uma demonstração da capacidade deste território para absorver grandes iniciativas que dinamizem a divulgação de Vila Nova de Famalicão e tragam retorno económico, com o conhecimento não só da sua gastronomia, da capacidade turística, mas também das suas capacidades para a implementação empresarial no futuro com novas empresas”.

Os dois dias de prova têm um percurso com 7 Classificativas que começam no sábado às 17.13h, PE1 – Vilarinho das Cambas / Outiz (), 17.46h, PE2 – Mouquim / Lemenhe / Jesufrei, 18.39h PE3 – Vilarinho das Cambas / Fradelos, terminando o 1º dia com as duas passagens pela Super Especial de Fradelos, PE4A – 21.00h e PE4B – 21.08h. No domingo às 10.00h tem lugar a PE5 – nh Clima Seide, seguindo-se às 10.30h um reagrupamento em Riba de Ave. Às 11.00h tem lugar a PE6 – Focuscribble | O. Stª Maria / Pousada de Saramagos. Às 11.30h realiza-se a última especial, PE7 – Jocolor /Joane.20170718 151218_Copy20170718 151303_Copy

 

FORD É NOTICIA

 

Ford GT Proporciona Experiência na Estrada de um Carro de Competição Apoiado por 50 Sensores, 25 Computadores…

e 2 Suportes de Copos

 

 

 

 

 

a325 Copya326 CopyO novo Ford GT oferece aos condutores na estrada a emoção do carro de competição vencedor de Le Mans, usando mais de 50 sensores diferentes para monitorizar o desempenho e o comportamento do veículo, ambiente exterior e o estilo de condução do condutor, para uma experiência de condução optimizada, ao mesmo tempo que proporciona o conforto e conveniência do carro de estrada.

 

Os sensores do Ford GT de elevado desempenho providenciam informação em tempo real em factores como a posição dos pedais, do volante e da asa traseira, até aos níveis de humidade e temperatura do ar.

 

Os dados são gerados a uma taxa de 100 GB por hora - equivalente a cerca de 25.000 downloads de músicas - e são processados por mais de 25 sistemas de computação de bordo que compõem 10 milhões de linhas de código de software - mais do que um avião de combate Lockheed Martin F-35 Lightning II.*

 

No seu conjunto, os sistemas podem analisar 300 MB de dados por segundo, comparável com o download de um programa de televisão com uma hora de duração.

 

“Os sofisticados sistemas de computação do Ford GT funcionam de mãos dadas com a arquitectura base do carro de competição do veículo para melhorar o desempenho e também oferecer maior versatilidade e flexibilidade”, disse Dave Pericak, director global Ford Performance. “Ao monitorizar constantemente a informação recebida, as cargas do veículo e o meio ambiente, e ajustando o perfil e as respostas do carro em conformidade, o Ford GT permanece tão responsivo e estável a 300 km/h como a 30 km/h.”

 

Muitos dos sistemas de sensores e computação do Ford GT permitem a performance do motor do supercarro, do controlo electrónico de estabilidade, amortecimento de suspensão activa derivada da F1 e a aerodinâmica activa para que seja ajustada continuamente dentro dos parâmetros dos Modos de Condução seleccionáveis, para um desempenho ideal em qualquer cenário de condução.

 

Outros sistemas oferecem conforto e conveniência quer se esteja na estrada ou num circuito, como a tecnologia de comunicações do Ford SYNC3 e o controlo automático da climatização.

 

Outras soluções inovadoras para oferecer uma experiência de carro de competição aos condutores do Ford GT e uma velocidade máxima de 347 km/h incluem a posição fixa do banco. A base do banco do condutor está fixa no local que permitiu que os engenheiros da Ford Performance desenvolvessem uma carroçaria em fibra de carbono com a área frontal mais baixa possível para um desempenho aerodinâmico optimizado.

 

Em vez de mover o assento para a frente e para trás, os condutores ajustam a posição do conjunto dos pedais e do volante com múltiplos controlos para se adequar à posição do banco.

 

No entanto, apesar do foco em proporcionar uma experiência de carro de corrida para apenas 1000 clientes em quatro anos de produção confirmada, o Ford GT também oferece conforto algo que é comum aos carros familiares da Ford.

 

Os porta-copos retrácteis estão entre as características de conveniência que distinguem o Ford GT de estrada do Ford GT de competição. Feitos em alumínio para serem leves, os suportes de copos estão escondidos dentro da consola central. Existe ainda um compartimento de arrumação localizado sob o banco do condutor, bem com bolsas atrás dos bancos.

 

O Ford GT possui ainda o sistema de abastecimento de combustível sem tampão, que é de série em toda a gama Ford. O sistema foi concebido para facilitar o reabastecimento e evitar o erro no tipo de combustível a utilizar no motor 3.5 litros EcoBoost V6 de 647 cavalos de potência **.

 

“Desenvolvemos o Ford GT de estrada e o carro de competição em paralelo, o que levou a alguma engenharia criativa, como a gaiola de protecção totalmente integrada que também respeita os requisitos de segurança de competição da FIA, usando apenas um pequeno número de componentes adicionais,” disse Pericak. “Desde os turbos aos porta-copos, cada componente do Ford GT foi desenvolvido a partir da experiência de condução.”

 

 

 

# # #

 

 

* https://www.f35.com/about/life-cycle/software

 

** Valores dos E.U.A.; valores para a Europa a aguardar certificação

 

 

Sobre a Ford Motor Company

A Ford Motor Company é uma empresa global com sede em Dearborn, Michigan. A empresa projecta, fabrica, comercializa e presta serviços de manutenção a uma gama completa de veículos Ford de passageiros, comerciais, SUV, veículos eléctricos e aos veículos de luxo Lincoln, fornece serviços financeiros através da Ford Motor Credit Company e persegue posições de liderança em electrificação, veículos autónomos e soluções de mobilidade. A Ford emprega aproximadamente 202.000 pessoas em todo o mundo. Para obter mais informações sobre a Ford, os seus produtos e a Ford

Motor Credit Company, visite www.corporate.ford.com.

 

A Ford Europa é responsável por produzir, comercializar e assistir os veículos da marca Ford em 50 mercados e emprega aproximadamente 52.000 trabalhadores nas suas instalações e aproximadamente 66.000 incluindo as ‘joint-ventures’. Em conjunto com a Ford Motor Credit Company, as operações da Ford Europa incluem a Divisão de Serviço ao Cliente e 24 instalações fabris (16 detidas integralmente ou instalações em ‘joint-ventures’ consolidadas e 8 em 'joint-ventures' não consolidadas). Foi em 1903 que os primeiros veículos Ford foram transportados para a Europa, no mesmo ano em que a Ford Motor Company foi fundada. A produção europeia iniciou-se em 1911.

 

VOLVO É NOTICIA

 

Realiza-se esta 5ª feira, dia 20/07, pelas 09h30 (hora portuguesa), uma conferência de imprensa na qual o Volvo Car Group irá divulgar os resultados financeiros do primeiro semestre do ano de 2017.

 

 

ORADORES

Håkan Samuelsson - Presidente e CEO - Volvo Car Group

Hans Oscarsson ? CFO - Volvo Car Group

 

 

Poderá acompanhar a conferência de imprensa on-line a partir do link

http://live.volvocars.com/

(terá de efetuar um registo prévio)

 

RALI RAINHA SANTA

 

Borges/Serôdio continuam a vencer

 

Realizou-se este fim-de-semana a 47ª edição do Rally Rainha Santa integrada no Campeonato Nacional de Ralis de Regularidade. Esta é talvez a prova mais dura do campeonato e visita grande parte da zona que no centro de Portugal, região que vai ganhado o epíteto de Capital dos Ralis (Arganil - Serra do Açor). Nesta edição foram visitados os concelhos de Coimbra, Penacova, Mortágua, Tábua, Oliveira do Hospital, Arganil, Góis, Lousã e Vila Nova de Poiares.
A prova dirigida pelo presidente do clube, Jorge Conde, teve uma primeira secção muito disputada que acabou com António Ramos/Ivo Tavares na liderança. A segunda secção, onde estavam as especiais mais exigentes, trouxe para a liderança a dupla João Vieira Borges/João Serôdio, lugar que já não largaram até final, sendo secundados por Paulo Marques/João Martins, estes a pensar mais na luta pelo campeonato. Com um carro menos performante, António Ramos /Ivo Taveres conseguiram segurar o último lugar do podium no seu VW Golf GTI. Excelentes as provas de Piero Dal Maso/Sancho Ramaho e Pedro Morais/Silvia Coutinho que conquistaram o quarto e quintos lugares respetivamente.

A dezasseis de Setembro temos de volta o Campeonato com o Rali Stº Joana que levará os concorrentes pelas estradas da Serra da Freita e termina com uma complementar na Av. Lourenço Peixinho em Aveiro.

 

a321 Copya322 Copya323 Copya324 Copy

 

GALERIA DE IMAGENS - WEC 2017

GALERIA DE IMAGENS

 

WEC 2017 - ALEMANHA

 

Grupo de imagens relativas à prova do passado fim de semana da WEC na Alemanha.

 

b2-paulomaria Copyb3 Copyb4 Copyb5 Copyb6 Copyb7 Copyb8 Copyb9 Copyb10 Copyb11 Copyb12 Copyb14 Copyb15 Copyb16 Copyb17 Copyb18 Copyb19 Copyb20 Copyb21 Copyb22 Copyb23 Copyb24 Copyb25 Copyb26 Copyb27 Copyb28 Copyb29 Copyb30 Copyb31 Copyb32 Copyb33 Copyb34 Copyb35 Copyb36 CopyFotos de Paulo Maria - idadeonline.comwww.velo 

 

BRIDGESTONE PREMIADA

 

Bridgestone premiada pelo Volkswagen Group na categoria de Inovação e Tecnologia

 

A 28 de Junho, na 15ª cerimónia dos Volkswagen Group Awards, a Bridgestone foi premiada na categoria de Inovação & Tecnologia. Apenas sete dos fornecedores da Volkswagen venceram este prémio, a nível global. 


Os Volkswagen Group Awards, apresentados por Matthias Müller, CEO da Volkswagen e pelo Dr. Francisco Javier Garcia Sanz, Membro da Administração com responsabilidades da área de Procurement, foi recebido por Paolo Ferrari, CEO e Presidente da Bridgestone EMEAa370 Copy

 

BOSCH RECOLHE OPINIÕES

 

Transformar os carros num mar de calma

Bosch recolhe opiniões dos condutores sobre a condução autónoma

  Quase dois terços dos condutores usariam preferencialmente os carros autónomos para longas distâncias.

  Tecnologia de condução autónoma é um incentivo para comprar um novo carro.

  Condutores prefeririam estar mais relaxados ao volante e passar o seu tempo a falar com os passageiros. 

Estugarda, Alemanha – “Não fique tão perto do carro da frente.” “Não conduza tão rápido.” Ou: “Podia ter facilmente atravessado no verde.” Os condutores ouvem estas frases com frequência dos seus passageiros. Mas em breve isto poderá ser uma coisa do passado. A condução autónoma faz com que os condutores se tornem passageiros e transforma os carros em condutores. No futuro, através de um simples toque num botão, os carros vão conduzir-se de forma independente. Ao fazê-lo, os veículos vão obedecer às leis do trânsito e aos limites de velocidade, o que vai tornar a condução mais segura. Muitos dos inquiridos querem um carro autónomo para deixarem de ter o stress resultante da condução. Segundo um inquérito recente da Bosch, realizado em seis países (Brasil, China, Alemanha, França, Japão e EUA), os condutores querem entregar o controlo do carro durante o estacionamento ou no trânsito congestionado. A maior parte dos condutores inquiridos usariam o tempo ganho enquanto o carro se conduz sozinho a ver a paisagem (63%) e falar com os passageiros (61%).

Mais conforto e menos stress ao volante

Num curto prazo de tempo os carros autónomos vão ser um cenário normal nas estradas. A expetativa dos inquiridos é que a condução autónoma signifique mais conforto e menos stress ao volante. O carro do futuro, que vai aliviar completamente os condutores da necessidade de rodar o volante, operar os pedais do acelerador e da travagem, é visto primeiramente como algo útil para longas distâncias (67%) e viagens de lazer (61%). A maior parte dos inquiridos espera um aumento significativo em termos de conveniência (68%) e segurança (60%) em muitas situações do dia-a-dia, tais como a procura de estacionamento nas cidades. O inquérito também revela um ranking interessante das funções de condução autónoma mais desejáveis: o estacionamento foi mencionado com frequência (65%), assim como a procura autónoma de estacionamento nas áreas centrais da cidade (60%) e a navegação livre de stress nos engarrafamentos (59%).

Usar o tempo para relaxar como passageiro

Relaxar, sentar-se confortavelmente, olhar pela janela e apreciar a envolvente: este é o cenário que a maior parte dos condutores imagina como alternativa a estar constantemente concentrado atrás do volante. Dos inquiridos, 63% afirmaram que gostariam de relaxar com os carros em modo de condução autónoma. Ter mais tempo para conversar e para os passageiros através da condução autónoma foi algo igualmente importante para os inquiridos. As opções oferecidas pela condução autónoma tornam os carros mais atrativos para muitos consumidores. Mais de metade dos participantes (54%) no inquérito da Bosch concordaram com esta afirmação. Especialmente para os inquiridos do sexo masculino, as novas tecnologias são um aspeto importante para a venda, com 52% dos homens a afirmar que a tecnologia de condução autónoma iria aumentar o seu interesse em comprar um novo veículo. Em princípio, quanto mais jovem for o condutor, maior será o seu interesse em comprar o carro com funções de condução autónoma.

Metodologia e design do inquérito

Para a realização do inquérito sobre a condução autónoma, a Bosch questionou cerca de 6.000 condutores em seis países: Brasil, China, Alemanha, França, Japão e EUA. Por país, 1.000 pessoas acima dos 16 anos fizeram parte do inquérito. Os participantes foram selecionados num critério base definido pela Bosch e pela Reseach Lightspeed.

 

COPA ECPA - BRASIL

Copa ECPA de Velocidade começa a apontar os favoritos

Provas valem pela 4ª etapa e acontecem amanhã na categoria Marcas e Pilotos

 

A Copa ECPA de Velocidade volta a competir amanhã (sábado-15) com a realização da quarta etapa da temporada, no autódromo do Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo, interior de São Paulo. As provas acontecem entre os competidores da Marcas e Pilotos, categoria que possui três divisões (Super, Light e Novatos).

 

Restando três provas até o final do campeonato e a etapa será disputada em um momento no qual o torneio começa a identificar quem serão os principais candidatos ao título de 2017. A disputa está acirrada nas três divisões, fazendo dessa próxima rodada uma etapa decisiva para determinar que brigará pelo título até o fim do ano.

 

Na Super, o líder Rodrigo Stefanini vem embalado pela vitória na última etapa, quando assumiu a ponta da tabela. Para aumentar ainda mais sua confiança, o piloto de Capivari que soma 81 pontos, abriu nove pontos de vantagem do segundo colocado, o paulistano Alexandre Souza, mas que tem em seu encalço o piloto de Sertãozinho, Lamartine Pinotti, com 61 pontos.

 

A briga na Light, a categoria de acesso, também apresentou uma reviravolta entre os líderes. Na etapa anterior, João Morais assumiu a ponta da tabela após duas vitórias sensacionais. Para completar, o segundo lugar foi conquistado pela dupla formada por pai e filho (Rodrigo e Alejandro Huidobro), que pularam para a terceira posição.

 

Entre os pilotos Novatos, a dupla formada por Adilson Gorga e Eric Bruno são cada vez mais líderes com 101 pontos. Guilherme Reishl assumiu a segunda colocação e tem 82, mantendo uma boa distância de Thiago Roque, com 54.

Resultado parecido ocorreu entre os Novatos, com duas vitórias da dupla Eric Bruno/Adilson Gorga, seguido por Francis Piedade nas duas baterias. Ainda líder, Guilherme Reischl não concluiu a primeira bateria e na segunda terminou na terceira posição.

 

Paralelamente as duas divisões, mas compondo o mesmo grid, é realizado um campeonato para os pilotos Novatos, ou seja, aqueles que estão ingressando na categoria. E na etapa anterior, também ocorreu uma virada, com a dupla Adilson Gorga e Eric Bruno assumindo a liderança com 101 pontos e ultrapassando Guilherme Reishl, que caiu para a segunda colocação e agora tem 82.

 

Porém, uma coisa é certa, a etapa que antecede as 100 Milhas de Piracicaba promete muita adrenalina na disputa e a liderança nas três divisões pode trocar de mãos novamente, já que está tudo embolado e o título em aberto, provando a qualidade e competitividade dos pilotos e equipes que disputam o campeonato.

 

Programação

A programação da quarta etapa Copa ECPA de Velocidade contempla treinos livres, as tomadas de tempo classificatórias, para a formação do grid de largada, e as provas, sendo duas corridas oficias em cada categoria.

 

No sábado, a partir das 8h30, o circuito abre para os primeiros treinos livres oficiais, em seguida vêm às sessões classificatórias, que definirá o grid de largada. A largada para a primeira prova do dia está marcado para às 14h.

 

Confira a programação oficial para o sábado (15) no autódromo:

 

9h às 11h - Treinos livres Marcas e Pilotos (30 min)

11h20 - Briefing

12h20 às 12h30 - Tomada de tempo Marcas e Pilotos

14h - 1ª Corrida Marcas e Pilotos – 15 voltas

15h30 - 2ª Corrida Marcas e Pilotos – 15 voltas

 

Serviço

A entrada ao evento é gratuita, havendo somente a cobrança de estacionamento sendo R$ 15 para carros e motos. O autódromo do ECPA está localizado em Piracicaba, no interior de São Paulo, na rodovia SP 135, km 13,5, no Distrito de Tupi. Telefones (19) 3438.7901 e 3438.7174.

 

EUROPEU DE RALIS

  1. MADS OSTBERG corre no Rally Rzeszow, a próxima prova do Europeu de Ralis. Estará ao volante de um Ford Fiesta R5 da equipa da família - Adapta Motorsport.

 

RECORDAR É VIVER - GILLES VILLENEUVE

RECORDAR É VIVER

 

GILLES VILLENEUVE

 

 

  1. Para os fãs de Gilles Villeneuve, o Autosprint desta semana traz um suplemento especial com os 40 anos da estreia do canadiano na F1. São 5 Euros suplementares, a somar ao preço de capa da revista, mas vale mesmo a pena para quem conseguir ler italiano.

 

AINDA SOBRE O NOVO BMW

  1. La nouvelle BMW M8 GTE a pris la piste pour la deuxième fois à l’occasion d’un test de trois jours organisés au Lausitzring. Après un premier déverminage le 1er juillet à l’usine BMW, à Dingolfing, les pilotes officiels BMW Martin Tomczyk a partagé le volant avec le pilote de DTM Maxime Martin pour poursuivre le développement de cette M8. Jens Marquardt, Directeur de BMW Motorsport, était également présent sur place.
  2. « Voir la BMW M8 GTE en piste m...e rend très fier. Toutes les personnes impliquées ont fait un travail magnifique ces derniers mois pour nous permettre d’atteindre ce jalon du développement de notre nouveau produit phare pour la scène GT. » a déclaré Marquardt. « Dans un premier temps, l’objectif d’un test comme celui-ci est évidemment d’apprendre à connaitre la voiture. A cet égard, l’accent est plutôt mis sur l’aspect sécuritaire que sur la performance. Toutefois, la première impression de la BMW M8 GTE en piste est très positive. »
  3. Elle fera ses grands débuts en FIA WEC et en IMSA WeatherTech Sports Car Championship dès 2018. Avant la première manche à Daytona, la M8 GTE bouclera une batterie de tests en Europe et en Amérique du Nord pour s’assurer que tout est au point avant la classique floridienne. Elles remplaceront donc les M6 GTLM.
  4. « Tout d’abord, je me sens très honoré d’avoir pu conduire lors du premier vrai test de la BMW M8 GTE sur la piste, » a déclaré Tomczyk après les trois jours d’essais sur le Lausitzring. « J’ai pris beaucoup de plaisir avec la voiture. La BMW M8 GTE est une bonne voiture à piloter dès le début, et il est facile pour nous, pilotes de travailler dans ces conditions. Nous avons accumulé beaucoup de kilomètres et recueilli beaucoup de données. Nous avons également regardé la performance, ce qui n’est en aucun cas une donnée lors d’un premier test. Nous allons évidemment travailler plus intensément à ce sujet lors des prochains tests, et nous nous appuierons sur la base solide que nous avons établie ici au Lausitzring. »

 

JOAQUIM SOARES EM PLENO EM VILA REAL

 

LEGEND´S CUP – TROFEU FEUP

 

JOAQUIM SOARES EM PLENO EM VILA REAL

 

 

De regresso ao circuito de Vila Real ao volante do seu Alfa Romeo 156 integrado no Troféu Feup, Joaquim Soares esteve em bom plano ao ser o autor da 17ª melhor marca à geral na sessão de treinos livres com 2.36.942, para logo de seguida na sessão de treinos cronometrados fazer o 20º melhor tempo  com 2.35.525.Qunato à corrida em si, Joaquim Soares acabou por ver a linha de chegada na 14ª posição à geral e 5º entre os participantes no Troféu Feup ao volante dos Alfa Romeo 156.

 

No final Joaquim Soares fez-nos o balanço desta jornada dizendo “ não correu mal, o motor do carro já esta melhor, isso por comparação com a prova anterior, fiz o que estava ao meu alcance, estou satisfeito com os resultados, e agora há que pensar na próxima prova “.

 FOX 8907_Copy

 

NOVIDADES OPEL

 

Novo Navi 4.0 IntelliLink para Opel KARL, ADAM e Corsa

Os modelos mais urbanos da Opel - KARL, ADAM e Corsa - já podem ser equipados com um novo sistema de informação e entretenimento designado Navi 4.0 IntelliLink. O dispositivo pertence à mais recente série IntelliLink e destaca-se por ter sistema de navegação integrado e ser plenamente compatível com o sistema OnStar, podendo receber itinerários por transmissão automática.  a369 Copy

 

MOTOS NO BRASIL

 

Estreante no calendário, Paraopeba (MG) entrou para a história do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. A quinta etapa terminou neste domingo (16) e contou com forte presença do público e muito empenho dos organizadores. O português Luís Oliveira foi o vencedor após os dois dias de disputas, ampliando vantagem na primeira colocação das classes Enduro GP, que reúne os mais rápidos da competição, e E1. Na E2, o capixaba Bruno Crivilin assumiu a liderança.

“Foi um fim de semana difícil para mim, mas vou para casa com a sensação de objetivo cumprido. O resultado é muito importante para continuar na luta pelo campeonato”, disse Oliveira, da Honda Racing. Crivilin chegou perto da vitória na Enduro GP em Paraopeba, mas uma queda na última volta teve preço alto. “Foi uma prova que elevou ainda mais o nível do Brasileiro, com chão duro e altas velocidades. Andei bem, mas não foi o suficiente para vencer e o Luis mereceu”, declarou o piloto da KTM Orange BH.

Maurício Brandão, diretor de Enduro FIM da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM), elogiou o empenho da equipe Kalango de Xuteiras, responsável pela organização local. “Estou impressionado com o envolvimento. A Kalango ainda envolveu autoridades, a paróquia, os fãs das motos, o pessoal do mountain bike, enfim, a cidade toda para que o evento fosse um sucesso. Todos ajudaram muito e estão de parabéns”, concluiu.

O Brasileiro de Enduro FIM 2017 é patrocinado por Rinaldi e conta com o apoio de MRPRO Braces, ASW, Sacramento Motorsports, Orange BH, Zanol Parts e Edgers.

Resultados - 5ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM
Enduro GP
1 – Luís Oliveira
2 – Júlio Ferreira
3 – Bruno Crivilin
4 – Rômulo Bottrel
5 – Loandro Anton

E1
1 – Luís Oliveira
2 – Loandro Anton
3 – Victor Miranda

E2
1 – Bruno Crivilin
2 – Júlio Ferreira
3 – Diego Colett

E3
1 – Rômulo Bottrel
2 – Gustavo Pellin
3 – Rigor Rico

EJúnior
1 – Vinícius Calafati
2 – Willian Dalmonech
3 – Gabriel Soares “Tomate”

E4 
1 – Bruno Martins
2 – Jaime Zorzal Júnior
3 – Bárbara Neves

E35
1 – Nielsen Bueno
2 – Diogo de Andrade
3 – Luiz Carlos Pereira

E40
1 – Beto Lamego
2 – Frederico Garcia
3 – Luciano de Lima

E45
1 – Pélmio Simões
2 – Laurindo Zatorski Filho
3 – Marcos Benvenutti

E50
1 – Jirius Abboud
2 – Roberto Theodoro
3 – Gustavo Jacob

EAmador
1 – Augusto Benvenutti
2 – Sidei Chaves
3 – Uliam Bunetta

Classificação do campeonato após cinco etapas
Enduro GP
1 – Luís Oliveira – 236 pontos
2 – Júlio Ferreira – 177
3 – Bruno Crivilin – 176
4 – Rômulo Bottrel – 168
5 – Gustavo Pellin – 129

E1
1 – Luís Oliveira – 250
2 – Loandro Anton – 194
3 – Patrik Capila – 152

E2
1 – Júlio Ferreira – 223
2 – Diego Colett – 200
3 – Bruno Crivilin – 188

E3
1 – Rômulo Bottrel –233
2 – Gustavo Pellin – 227
3 – Rigor Rico – 160

EJúnior
1 – Gabriel Soares “Tomate” – 195
2 – Vinícius Calafati – 192
3 – Willian Dalmonech – 190

E4 
1 – Jaime Zorzal Júnior – 215
2 – Thiago Wernersbach – 213
3 – Bruno Martins – 100

E35
1 – Nielsen Bueno – 245
2 – Diogo de Andrade – 182
3 – Anderson Vieira – 113

E40
1 – Cassiano Tebaldi – 182
2 – Luciano de Lima –166
3 – Beto Lamego – 90

E45
1 – Pélmio Simões – 230
2 – Marcos Benvenutti – 190
3 – Laurindo Zatorski Filho – 173

E50
1 – Roberto Theodoro – 166
2 – Luiz Carlos de Barros – 82
3 – Cleber Sacramento – 50

EAmador
1 – William Palandi – 200
2 – Augusto Benvenutti – 136
3 – Roberto Theodoro – 54


Lu�s Oliveira na quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM, em Paraopeba (MG)
Cr�dito: Fred Mancini/Mundo Press

Bruno Crivilin na quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM, em Paraopeba (MG)
Cr�dito: Fred Mancini/Mundo Press

 

REBELO MARTINS É ANFITRIÃO

 

João Rebelo Martins anfitrião do Azeméis Super TT

Yamaha do piloto oliveirense testado por Nani Roma

O piloto natural de Oliveira de Azeméis, João Rebelo Martins, que este ano se estreou aos comandos de Yamaha YXZ 1000 RSS, depois de em 2016 ter sido vencedor do Desafio Polaris Ace, foi o anfitrião do Azeméis Super TT, grande evento de promoção do CNTT que reuniu perto de meia centena de pilotos, incluindo os campeões da modalidade, bem como as especiais presenças de Nani Roma, Filipe Campos e Nuno Matos, convidados de honra da iniciativa.

 

O Yamaha de João Rebelo Martins foi uma das máquinas do CNTT testadas por Nani Roma, piloto com créditos mundiais firmados no todo-o-terreno, que juntamente o consagrado Filipe Campos testarem ainda quatro motos, um quad e mais quatro SSV, neste evento que levou até à cidade de Oliveira de Azeméis centenas de visitantes.

 

Foi uma oportunidade única de ver, não só um piloto de reconhecidos créditos mundiais, como também mais de três dezenas de máquinas a evoluírem ao longo de dois dias em três troços especialmente preparados para o efeito, daquele que é considerado por muitos, entre os quais Stephane Peterhansel, o melhor campeonato de todo-o-terreno da Europa.

 

João Rebelo Martins teve a oportunidade de colocar convidados e público em contacto com o melhor que Oliveira de Azeméis tem para oferecer: a gastronomia, as paisagens e toda a envolvência desta mística das competições TT que faz as delícias dos aficionados da modalidade, dinamiza e anima a cidade.

 

“Foi para mim uma enorme satisfação poder estar tão envolvido nesta ação que decorreu na cidade onde nasci e vivo. Foi com enorme prazer que me envolvi no evento. Ter a possibilidade de mostrar o que Oliveira de Azeméis tem para oferecer é para mim um orgulho enorme e, também por isso não podia estar mais satisfeito com o evento. Poder regressar ao volante do meu Yamaha também foi ótimo depois de dois meses e meio de paragem”, revela o piloto oliveirense que teve de abandonar as três provas iniciais do Campeonato devido a problemas mecânicos e a um acidente que na prova de Loulé, o impediu de continuar quando liderava a categoria TT2. “Estou muito satisfeito por ter andado com o Nani Roma, o Filipe Campos e o Nuno Matos, foi uma experiência única. Por fim, quero também agradecer a todos os que tornaram este evento possível e que contribuiram para o seu sucesso. Agradeço à  Câmara Municipal, aos Bombeiros, à GNR, ao Caima Radical, ao Moto Club "Os Últimos", ao Rotaract e Interact Club de Oliveira de Azeméis, a todos os voluntários e lojistas”, acrescenta João Rebelo Martins.

 

No Azemeís Super TT para além de alguns dos principais pilotos do CNTT, tais como: Mário Patrão, Sebastian Bühler, o já campeão Quad 2017 Arnaldo Martins, o atual campeão SSV João Dias, Bruno Martins que lidera a classificação SSV do CNTT, Dorothee Ferreira, a francesa que lidera a competição feminina e o consagrado Ruben Faria agora a correr de SSV; estiveram diversos convidados, entre eles: Lourenço Barão da Veiga, Francisco Guedes, Lígia Albuquerque e diversas figuras VIP que muito animaram o evento.

 a367 Copya368 Copy

 

ATENÇÃO LEITORES

 

Via Verde dá desconto em Saldo Portagem
 A Via Verde acaba de lançar, para os seus clientes aderentes ao Programa Viagens & Vantagens, novas ofertas que dão desconto em Saldo Portagem, ampliando as vantagens do seu programa de fidelização de clientes.
 Com esta inovação, a Via Verde recompensa os seus clientes devolvendo em portagem parte dos gastos realizados com a Inspeção Automóvel na Controlauto e nos consumos na restauração das áreas de Serviço Via Verde Colibri. 
 Ao realizar a inspeção automóvel na Controlauto, o cliente receberá quatro euros (€4,00) de desconto em Saldo Portagem. (bit.ly/Vantagens_Controlauto)
 Já nas áreas de serviço Via Verde Colibri, os clientes recebem dez por cento (10%) do consumo que fizerem em alimentação e bebidas. (bit.ly/AreasServicoColibri)
 Este novo benefício do Programa Viagens & Vantagens confere descontos em portagem nas autoestradas das Concessionárias aderentes e tem a validade de doze meses. 
 Até final do ano esta oferta será alargada a outros produtos e serviços de parceiros do Programa, ajudando assim os clientes a poupar nos gastos com a sua mobilidade. (bit.ly/VantagensAuto)
 O Saldo Portagem é um benefício exclusivo para os clientes aderentes ao programa de fidelização, sendo atribuído automaticamente após confirmação do pagamento dos produtos ou serviços adquiridos, ficando disponível na sua contacorrente, em A minha Via Verde e na app Via Verde.
 
 Mais informações em www.viaverde.pta366 Copy

 

DE ROOY NO SILK WAY RALLY

 

SILK WAY RALLY 2017: 
Gerard de Rooy alcança o melhor resultado da equipa na 11ª Etapa
 
Chefe de equipa Gerard De Rooy termina Etapa 11 na 7ª posição, sendo o melhor do Team PETRONAS De Rooy IVECO.
 
O co-piloto espanhol Marco Ferran Alcayna passou do IVECO Trakker de Van Genugten para o Powerstar de Ardavichus, substituindo Serge Bruynens, navegador que sofreu uma lesão. Bart De Gooyert é o novo co-piloto de Van Genugten.
 
 
Castanheira do Ribatejo, 20 de Julho de 2017
 
A 11ª Etapa do Silk Way Rally 2017 disputou-se entre Dunhuang e Jiayuguan, na extremidade ocidental da Grande Muralha, na véspera das duas especiais consideradas como as mais agradáveis, mas também as mais difíceis, de toda a prova.
 
Aos comandos do seu IVECO Powerstar nº 302, Gerard De Rooy saiu para a pista atrás dos seus companheiros mas viria a cruzar a linha de meta a apenas 5m45s do mais rápido na Especial e como melhor representante da equipa. “O nosso camião está finalmente muito bom, pelo que tivemos uma Especial limpa, sem paragens nem problemas”, explicou Moises “Moi” Torrallardona, o experiente navegador de De Rooy. “Por vezes mais rápida e outras vezes mais lenta, a Especial mostrou-se suave no início e mais difícil no final, mas gostamos muito. Agora vamos abordar as grandes dunas da Etapa de amanhã, sendo que o Gerard é um dos melhores pilotos na areia e o camião está OK”. Apesar do bom resultado, o líder da equipa ocupa a 14ª posição da Geral.
 
Entretanto houve uma mudança importante na tripulação do Powerstar nº 310 de Artur Ardavichus: devido a uma pressão num nervo,d ecorrente de um impacto violento numa Especial, Serge Bruynkens, o seu habitual co-piloto belga teve de abandonar a prova. Marco Ferran Alcayna, até aqui navegador de Ton Van Genugten, substituiu-o e acompanhará Ardavichus até final da prova. O holandês Bart De Gooyert juntar-se-á a Ton Van Genugten e ao especialista Bernard Der Kinderen a bordo do IVECO Trakker nº 306.
 
“Tal como ontem, a Especial de hoje foi muito técnica, rápida e irregular. Lamento o problema físico que forçou o Serge a abandonar a corrida antes do final, algo que, infelizmente, faz parte do jogo,” explicou Ardavichus, piloto do Cazaquistão, ele que terminou esta 11ª etapa na 8ª posição, a apenas 14s de De Rooy. Mantém, assim, o 5º lugar da Geral com uma boa vantagem de mais de mais hora sobre o Kamaz de Eduard Nikolaev.
 
 
 
 
 
 
Já Van Genugten conduziu o seu IVECO Trakker mais lentamente na primeira parte da Especial para testar o entrosamento da sua nova tripulação, para, em seguida, ganhar velocidade. “Desenvolvemos rapidamente uma boa relação com o Bart, mecânico e co-piloto, e isso permitiu-nos fazer a nossa corrida da melhor maneira.” 
 
Hoje, dia 20 de Julho, disputa-se uma das duas Especiais mais difíceis, entre Jiayuguan e Alashan, composta por belas dunas no início e mais para o final. A navegação irá desempenhar um papel importante neste dia onde estarão representados todos os tipos de terrenos, mas os pilotos precisarão de demonstrar os seus melhores dotes de condução ao longo dos 254,75 km da Especial, numa etapa que totaliza 483,79 km.
 
 
Classificação Geral (provisória) – Silk Way Rally 2017, após a 11ª Etapa 1. Dmitry Sotnikov (Kamaz) 33h58m25s 2. Anton Shibalov (Kamaz) +14m54s 3. Martin Kolomy (Tatra) +29m23s 4. Airat Mardeev (Kamaz) +31m59s
5. Artur Ardavichus (IVECO) + 1h54m59s -----
9. Ton Van Genugten (IVECO) +8h33m26s -----
14. Gerard De Rooy (IVECO) + 215h28m34s
 
 
Todas as notícias disponíveis em www.iveco.com/SilkWaya363 Copya364 Copya365 Copy

 

 

NOVIDADES EM PONTO PEQUENO

 

NOVIDADES EM PONTO PEQUENOa359 Copya360 Copya361 Copya362 Copy

 

 

 

caros amigos e colecionadores,

Novidades Troféu para muito breve.

Desconto de 5% em encomendas/reservas até 23 de julho.

 

CARLOS OLIVEIRA PRESENTE NO CARAMULO

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2017 - VALVOLINE - JC GROUP

 

RAMPA DO CARAMULO

 

CARLOS OLIVEIRA NO PÓDIO NA RAMPA DO CARAMULO

 

Carlos Oliveira subiu ao pódio na sua categoria,  no passado fim de semana na Rampa do Caramulo, ao volante do seu já habitual BMW 323.O piloto da Pòvoa de Varzim nunca baixou os braços, e logo nas duas subidas de treinos fez os tempos de 1.436.157, 1.42.789 e 1.41.729, sempre a melhorar.Para as subidas de prova, Carlos Oliveira mais animado do que nunca, obteria na primeira subida de prova um crono de 1.41.672, para depois rubricar 1.39.642 e 1.38.876.

 

No final depois de ter subido ao pódio, para receber o seu troféu, Carlos Oliveira dizia-nos ? correu bem, sem problemas de maior a, andar cada vez mais depressa, sem cometer erros.Bem tentei  atacar o 1º e o 2º lugar, mas a partir duma certa altura estava a correr riscos desnecessários, mesmo assim estou satisfeito com os objectivos alcançados.Na  ultima subida fiz ainda  o 2º melhor tempo mas não chegou para ascender ao 2º lugar que ficou a 1.51 décimos de segundo e que os dois concorrentes  dos dois Ford Escort são da equipa do Caramulo Racing Team,  logo corriam em casa.”.

 

 

 

 

 

 

 

CLASSIFICAÇÃO TROFÉU NACIONAL CLÁSSICOS MONTANHA

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL

 

1º Rui Ramalho - Osella

2º Pedro Salvador - Silver Car

3º Paulo Ramalho - Osella

4º João Fonseca - BRC

5º Nuno Guimarães - BRC

20º CARLOS OLIVEIRA - BMW 323

 

CLASSIFICAÇÃO CATEGORIA

 

1º Fernando Salgueiro - Ford Escort

2º Ricardo Loureiro - Ford Escort

3º CARLOS OLIVEIRA ? BMW 323

4º Carlos Fava - Volkswagen 1303

5º Rui Gama – VolkswagenFOX 9375_Copy

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

PIRELLI ANNOUNCES COMPOUND CHOICES AND MANDATORY SETS FOR THE 2017 MEXICO GRAND PRIX
 
- Pirelli announces the following compounds for the eighteenth round of the 2017 Formula One season (October 27-29).
 
 
 
 
(1) Each driver must save for Q3 one set of the softest of the three nominated compounds. This set will be given back to Pirelli after Q3 for those who qualify in the top 10, but the remaining drivers will keep it for the race – as is the case currently.
 
(2) Each driver must have both these sets available for the race and must use at least one of them.
 
The Teams are free to choose the remaining 10 sets, thus making up 13 sets in total for the weekend.
 
 
THE TYRES NOMINATED SO FAR*
 
    Qualify1    Race2   
      Australia      China      Bahrain      Russia      Spain      Monaco      Canada      Azerbaijan      Austria      Great Britain      Hungary     
 
 
 
 
 
(*) The regulations mean that the tyre sets choice for the long-haul events has to be made by the teams 14 weeks in advance, whereas for the European races the deadline is 8 weeks in advance.
 
 

 

 

NOVOS OPEL LANÇADOS ESTA SEMANA

 

Novos Opel Insignia e Opel Crossland X são lançados esta semana

A Opel lança esta semana, em simultâneo, a nova geração do topo de gama Insignia e o novo 'crossover' Crossland X. A rede de concessionários da marca em Portugal promove variadas iniciativas para assinalar o importante momento. O ponto alto será celebrado no sábado, dia 15, com os salões de exposição a adotarem horários alargados. (...)

 

Campanhas especiais de lançamento

 

Para ambos os modelos, a Opel promove campanhas de lançamento que vigorarão até ao dia 19 de julho e aplicam-se a encomendas ou aquisições realizadas até essa data. O Insignia beneficia da oferta de 1000 euros em equipamento opcional e de garantia geral, assistência em viagem e manutenção programada por um período alargado de cinco anos. No Crossland X, a Opel oferece o 'upgrade' de nível de equipamento, ou seja, o topo Innovation ao preço da entrada de gama Edition. A campanha de lançamento do Crossland X é acumulável com o Programa Ecotrade de 1500 euros de incentivo ao abate que a marca alemã vem promovendo desde Janeiro.

 a357 Copya358 Copy

 

TT NO BRASIL

 

Sensação da temporada 2017, o Can-Am Maverick X3 é o UTV de 13 dos 15 primeiros no Rally de Inverno. O evento terminou neste domingo (16) após dois dias de disputas em São Manuel, interior paulista, e foi válido como sétima e oitava etapas do Campeonato Brasileiro de Rally Baja. O cearense Edinardo Rodrigues Filho foi o mais rápido da prova, seguido por Bruno Varela, de acordo com os resultados extra-oficiais. O paulista ainda ampliou vantagem na liderança da briga pelo título nacional da categoria.

Filho também cravou o melhor tempo na classe UTV Pró, assim como Vinícius Gomes da Silva na Production Turbo e Reinaldo Cangueiro na Over 45 (na frente de Valdir do Amaral). “Foi a primeira vez que competi nessas condições, a começar pelo clima frio. Eu também não estava acostumado em correr no meio do canavial e com tantos saltos, mas a adaptação foi rápida e deu para brincar”, comentou o modesto piloto cearense, representante da equipe Terrabella Racing. “Acelerei o Can-Am Maverick X3 X RS original e foi perfeito”, acrescentou Filho.

Bruno Varela foi outro que saiu satisfeito. “Foi um ótimo fim de semana. Apesar de alguns problemas, como pneu furado e erro no caminho, mantive um bom ritmo e consegui abrir ainda mais vantagem na liderança do Brasileiro”, disse. “O Can-Am Maverick X3 X RS continuou surpreendendo todo mundo. O veículo é sensacional nos saltos, curvas e no trial, simplesmente não tem o que falar”, concluiu. Patrocinado pela Can-Am, o Rally de Inverno também teve categorias para quadriciclos, motos e carros.

Resultados Extra-Oficiais – Rally de Inverno 2017

Categoria UTVs
1 - #139 - EDINARDO RODRIGUES FILHO - 4:07:16 - Can-Am Maverick X3
2 - #104 - BRUNO VARELA - 4:09:00 - Can-Am Maverick X3
3 - #115 - MAURICIO PENA ROCHA - 4:09:04 - Can-Am Maverick X3
4 - #142 - ANDRE HORT - 4:10:38 - Can-Am Maverick X3
5 - #110 - WILKER CAMPOS - 4:13:01 - Can-Am Maverick X3
6 - #130 - NUNO FOJO - 4:13:03
7 - #135 - LUCAS BARROSO - 4:13:57 - Can-Am Maverick X3
8 - #106 - ERIK EVANDRO DONATTO - 4:16:42 - Can-Am Maverick X3
9 - #127 - ADRIANO BENVENUTTI - 4:18:51 - Can-Am Maverick X3
10 - #116 - VINICIUS GOMES DA SILVA - 4:21:30 - Can-Am Maverick X3
11 - #133 - REINALDO CANGUEIRO - 4:21:54 - Can-Am Maverick X3
12 - #111 - VALDIR AMARAL - 4:22:28 - Can-Am Maverick X3
13 - #138 - CRISTIANO VICENTE - 4:26:25 - Can-Am Maverick X3
14 - #124 - GUSTAVO LAPERTOSA - 4:31:49 - Can-Am Maverick X3

15 - #113 - LEANDRO FRACASSI - 4:34:17

Sobre a BRP - A BRP (TSX: DOO) é líder mundial no design, desenvolvimento, fabricação, distribuição e comercialização de veículos e sistemas de propulsão. Seu portfólio inclui os veículos para neve Ski-Doo e Lynx, as embarcações Sea-Doo, os veículos todo-o-terreno e side-by-side Can-Am, os roadsters Can-Am Spyder, os sistemas de propulsão marítima Evinrude e Rotax, bem como os motores Rotax para karts, motocicletas e aeronaves recreativas. A BRP dá suporte a sua linha de produtos com peças, acessórios e vestuário. Com renda anual de mais de CA$ 3,8 bilhões em mais de 100 países, a empresa conta com aproximadamente 7.900 funcionários em todo o mundo.

www.brp.com
@BRPNews

Ski-Doo, Lynx, Sea-Doo, Evinrude, Rotax, Can-Am, Spyder, Defender, Maverick, X3 e o logotipo da BRP são marcas registradas da Bombardier Recreational Products Inc. ou de suas afiliadas. Todas as outras marcas comerciais são de propriedade de seus respectivos proprietários.


Bruno Varela no Rally de Inverno com o UTV Can-Am Maverick X3
Cr�dito: Alexandre Moreira/DFotos

Edinardo Filho no Rally de Inverno com o UTV Can-Am Maverick X3
Cr�dito: Gustavo Epif�nio/DFotos

 

RALI DE SERNANCELHE

 

Vítor Pascoal defende liderança dos Gt em Sernancelhe/Aguiar da Beira!
Depois da vitória absoluta no Rali União de Freguesias de Marco de Canaveses, a Baião Rallye Team volta à estrada este próximo fim de semana, alinhando na edição de 2017 do Rallye de Sernancelhe/Aguiar da Beira prova esta que será pontuável para o Campeonato Nacional de Ralis Gt e ainda para a Taça Nacional de Ralis Asfalto.
Vítor Pascoal e Pedro Alves partem motivados para este novo desafio lutando uma vez mais pela vitória nos Gt, focando o seu principal objectivo em acumular o máximo de pontos para o Campeonato! A dupla do Porsche 997 Gt3 tem conseguido uma época notável vencendo já por 2 vezes este ano o que lhes permite liderar o campeonato desde o Rallye Casino de Espinho!
A 5ª ronda do Nacional de Ralis de GT não será uma prova fácil, até porque prevê-se novamente uma animada luta pela vitória a exemplo das provas anteriores. Como refere Vítor Pascoal, “o rali de Sernancelhe/Aguiar da Beira é uma prova nova para nós, temos a noção que o nosso principal adversário vai estar novamente com um ritmo forte nesta prova, mas vamos tentar corresponder também com uma prova eficaz, tentar logicamente lutar pela vitória, mas essencialmente focados em terminar o rali e acumular o máximo de pontos que nos permita defender a liderança para continuar no melhor caminho para garantir o titulo nos Gt que é a nossa ambição para esta época!”.
A prova que estará a cargo do Clube Automóvel da Marinha Grande arranca na sexta feira pelas 21h30 onde terá lugar uma dupla passagem pela Super Especial. No Sábado as equipas tem pela frente mais 9 provas especiais de classificação, com uma tripla passagem por Távora, Sernancelhe e Aguiar da Beira, totalizando 200,06 kms no percurso total da prova!   a354 Copya355 Copy

 

MOTOS NO BRASIL

 

Após se recuperar de lesão no joelho, Danilo Lewis confirma participação na 4ª etapa do SBK Brasil

alt

– Ainda sem ter alcançado bons resultados nesta temporada do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, Danilo Lewis (#17), da equipe Tecfil Havoline Racing Team, parte para a 4ª rodada da competição, que ocorre neste final de semana no Autódromo de Interlagos, em busca da reabilitação tanto na tabela classificatória quanto em seu condicionamento físico.

O atual vice-campeão Brasileiro rompeu o ligamento do joelho direito após uma queda sofrida ainda nos treinos livres da última rodada. A boa notícia é que Lewis já está apto a retornar às pistas. O piloto passou por sessões de fisioterapia e, na última semana, reiniciou os treinos físicos. “Já deu para voltar a treinar, apesar de não estar 100%”, comentou Lewis.

Para a 4ª etapa, que inicia com os treinos extraoficiais nesta quinta-feira (20), o piloto de Osasco (SP) terá que superar os contratempos acumulados nas primeiras rodadas para enfim buscar o primeiro pódio do ano. E se depender dos mecânicos da Tecfil, Lewis estará um passo mais próximo de seu objetivo. “A equipe está trabalhando duro e a moto está ainda melhor que na etapa anterior”, destacou o piloto, sobre a nova BMW S1000R 2017 utilizada nesta temporada.

Concentrado e com foco totalmente direcionado à corrida deste domingo (23), Danilo Lewis deixou para trás os inúmeros incidentes que mercaram a 3ª etapa do SuperBike Brasil. Após a queda nos treinos livres que causou a lesão no seu joelho direito, Lewis caiu novamente, desta vez sem gravidades, nas sessões classificatórias. Ainda assim, obteve um bom desempenho na SuperPole e garantiu a 8ª melhor volta com o tempo de 1m38s408.

Já na prova, tudo parecia correr bem. Apesar de ainda sentir um pouco de dor, Danilo Lewis teve um bom início de corrida, fez algumas ultrapassagens e pulou para a sexta posição. Porém, o rompimento de um parafuso do pedal do câmbio exigiu que o piloto retornasse aos boxes para a substituição da peça. “Não dava para mudar de marcha. Se não fizesse a troca ficaria com a 3ª engata durante toda a corrida toda”, conta o piloto.

A parada nos boxes coincidiu com o início de um procedimento de bandeira Amarela, momento em que os pilotos devem reduzir a velocidade e manter suas posições. Este acaso parecia estar ao lado de Danilo Lewis. O piloto da Tecfil teria tempo suficiente para finalizar o pit stop e voltar à pista junto do pelotão. Porém, por uma falha da Direção de Prova, a moto de Lewis foi confundida com a de outro piloto que estava soltando óleo na pista e com isso recebeu bandeira preta – ou seja, a desclassificação.

“Foi um pesadelo. A organização se atrapalhou um pouco. Mas isso acontece e bola para frente”, disse Lewis. Pelas mídias sociais, o piloto comentou sobre o incidente: “Assim que voltei para prova me deram bandeira Preta. Eu, preocupado, olhei e não vi nada. Mas pensando nos demais pilotos, recolhi para os boxes, achando que estava com algum problema. Porém, não tinha a absolutamente nada. Novamente saio, somente para completar a corrida”.

Apesar deste infeliz episódio, Danilo Lewis somou seis pontos e encerrou a 3ª etapa com o 10º lugar na SuperBike - a categoria de elite do SuperBike Brasil. Atualmente ocupando a nona posição no classificatório geral, com 16 pontos, Lewis tem uma importante missão pela frente: deixar para trás as adversidades para, enfim, voltar a ser um dos protagonistas da competição. “Vou dar o meu máximo para terminar o campeonato o mais para cima da tabela. Meu objetivo é ficar entre os três primeiros”, resume o piloto.

O próximo compromisso de Danilo Lewis inicia nesta sexta-feira (21), no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP), com a realização dos treinos livres para a 4ª etapa do SuperBike Brasil. No sábado ocorrem as sessões classificatórias e a largada está programada para as 12h de domingo (23).

Veja abaixo a classificação atual da categoria SuperBike:

1º - Alex Barros (#4), da Honda Alex Barros Racing: 61 pontos

2º - Eric Granado (#151), da Honda Racing Team: 60

3º - Diego Faustino (#68), da Honda Racing Team: 49

4º - Wesley Gutierrez (#15), da Kawasaki Racing Team: 43

5º - José Luiz "Cachorrão" (#51), da Honda Racing Team: 33

6º - Davi Lara Costa (#12), da JC Racing Team: 26

7º - Diego Pierluigi (#84), da Honda Alex Barros Racing: 25

8º - Marcelo Skaf (#177), da Motom: 22

9º - Danilo Lewis (#17), da Tecfil Havoline Racing Team: 16

10º - Marco Solorza (#55), da JC Racing Team: 13

SERVIÇO:  4ª rodada do SuperBike Brasil

Quando: 21,22 e 23 de Julho;

Onde: Autódromo de Interlagos;

Endereço: Av. Senador Teotônio Vilela, 261 - Interlagos, São Paulo (SP);

Entrada: Arquibancada gratuita; ingresso de paddock, R$ 40,00; visitação aos boxes, R$ 10,00.

 


 


Danilo Lewis - #17
 

BELL & ROSS COM NOVIDADES

 

Bell & Ross cria modelo Vintage para celebrar 40 anos da Renault na Fórmula 1

 

a353 Copy 

 

Para celebrar o 40º aniversário da Renault na Fórmula 1, a Bell & Ross criou um modelo inspirado no primeiro monolugar criado pela Renault, em 1977, o R.S.01.

 

SG-NM_BR126-40A-RenaultF1_01    COJ19783120109

 

A Bell & Ross – parceira oficial de relojoaria da escuderia Renault Sport Formula One Team, desde o seu regresso às corridas no ano passado – revela o seu novo relógio, o BR126 Renault Sport 40th Anniversary.

 

Este relógio é um convite para entrar no papel dos profissionais que atuam em condições extremas. É um instrumento pensado para os apoiar nas suas missões, mas é também um aliado para qualquer momento.

 

Este modelo vintage inspira-se no ADN das competições de Fórmula 1: a sua caixa de 41mm é feita de aço-acetinado e o mostrador amarelo e preto invoca a decoração da Fórmula 1 nos anos 70, garantindo ainda uma excelente leitura do cronógrafo. Esta função, criada para medir tempos curtos, é essencial nos desportos motorizados e permite medir a performance dos carros de competição com grande precisão. As cores, o vidro ultraconvexo, o bracelete em borracha e o formato dos botões reforçam o estilo vintage desta peça.

 

O logotipo histórico da Renault, dos anos 70, e a bandeira da linha da meta surgem no mostrador deste relógio único, estando também gravadas na parte de trás da caixa.

 

O design e o código de cores do modelo garantem precisão e rapidez na leitura das horas. A edição é limitada a 170 relógios, que simbolizam o número de vitórias da Renault na Fórmula 1 e que vão cativar os amantes deste desporto.

BR 126 Renault Sport 40th Anniversary

 

 

FACE_BR126-Acier_40A-Renault-F1_101

 

 

Movimento: calibre BR-CAL.301. Mecânico automático.

Funções: horas, minutos, segundos. Data. Cronógrafo (60 segundos e 30 minutos).

Case: 41mm. Aço.

Mostrador: preto. Algarismos, indexes e ponteiros com revestimento fotoluminescente.

Vidro: em safira com tratamento antirreflexo.

Estanqueidade: 100 metros.

Bracelete: borracha em preto.

Fecho: Fivela. Aço polido-acetinado.

Bell & Ross em Portugal

Os pontos de venda Bell & Ross em Portugal são a David Rosas (Lisboa; Matosinhos – Norteshopping; Algarve - Quinta do Lago; Funchal); Boutique dos Relógios (Oeiras Parque); Carlos Joalheiro (Leiria), El Corte Inglés (Lisboa), Joalharia Cunha (Valença do Minho), Machado Joalheiro (Lisboa e Porto), Relojoaria Faria (Sintra). A Bell & Ross também disponibiliza os seus produtos através da loja online, em www.bellross.com.

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

BRITISH GRAND PRIX PREVIEW Round 10 of 20 Silverstone, 14-16 July 2017

  a352 Copy The British Grand Prix, which marks the halfway point of the season, will feature the P Zero White medium, P Zero Yellow soft, and P Zero Red supersoft tyres: a change to the original nomination of hard, medium and soft. This change was made as a result of the information gained from previous races, and it marks the first time that the supersoft has been seen at the British Grand Prix. Silverstone is well-known for placing heavy demands on tyres, thanks to quite an abrasive surface and plenty of high-speed corners that put a lot of energy through the tyres. With it being a home race for so many of the teams, there’s always a unique atmosphere at Silverstone thanks also to the passionate and knowledgeable British fans.
 
THE THREE NOMINATED COMPOUNDS
  
 
THE CIRCUIT FROM A TYRE POINT OF VIEW
 
 
 Silverstone is all about lateral energy, thanks to high-speed corners like Becketts.  With a softer tyre selection than ever seen before, more than one pit stop is likely.  British weather is famously variable: anything from sunshine to rain is possible.  The abrasive surface offers high levels of grip, which takes even more out of the tyres.  The straights are generally short, so the cars run reasonably high downforce levels.  Track is intensively used during the year, so the surface tends to rubber in quite quickly.  Logistically, it’s an easy race: Pirelli’s Didcot motorsport facility is only 30 minutes away.
 
 
MARIO ISOLA - HEAD OF CAR RACING “The decision to bring softer tyres to Silverstone than we had originally planned was taken by Pirelli, but with the full approval of the drivers, FIA, teams and promoters, who have appreciated what we are trying to do with this more aggressive nomination. This should open up extra possibilities for different strategies and push teams towards more
 
 
 
 
than one pit stop, although we’ll obviously have a better idea of exact wear and degradation rates when we get there, especially with the supersoft that makes its Silverstone race debut. With Silverstone being among the most demanding tracks for tyres of the entire season, it will be interesting to see how one of the softest tyres in the 2017 range performs there. A lot will depend on the weather: in the past, we’ve seen an extremely wide range of conditions and temperatures”.
 
WHAT’S NEW?     With an extremely busy schedule, the track action begins on Thursday, with Formula 2 and GP3 practice. This should lay more rubber on the track for F1 practice on Friday.  Reigning world champion Nico Rosberg was reunited with his 2014 Mercedes W05 in England, at the Goodwood Festival of Speed. Valtteri Bottas also drove the car.  Pirelli’s 2018 testing campaign resumes after the British Grand Prix, with Force India and Williams driving prototype tyres in a blind test with slick tyres on Tuesday and Wednesday.
 
SILVERSTONE MINIMUM STARTING PRESSURES (SLICKS)
 
 
22.5 psi (front) – 20.5 psi (rear)
 
EOS  CAMBER LIMIT
 
 
-3.25° (front) | -2.00° (rear)
 
THE TYRES NOMINATED THIS SEASON
 
       
 
 
 
 
 
 
 
 

 

TCR - JOSÉ RODRIGUES EM ZANDVOORT

 

Zandvoort é o que se segue para José Rodrigues no TCR Germany com ambições renovadas
Ambição renovada é o espírito de José Rodrigues leva para mais uma jornada, neste caso, a quarta, do TCR Germany, ou seja, o Campeonato Alemão de Carros de Turismo que tem lugar já no fim-de-semana de 22 e 23 de Julho.
Trata-se de mais uma estreia em termos de circuitos para o piloto de Braga, mas este já demonstrou que isso não é impeditivo de lutar por um dos lugares de topo em cada jornadas que alinha neste super competitivo campeonato TCR, onde cerca de 4 dezenas de pilotos estão presentes.
Depois de uma presença com resultados aquém do esperado na prova anterior, José Rodrigues tem já nova oportunidade para transformar a sua rapidez num resultado de relevo, desta vez em terras holandesas: “Após um fim-de-semana complicado, saímos mais fortes e motivados para alcançar já em Zandvoort um grande resultado. Começome a adaptar muito rapidamente aos circuitos onde vou, e por isso não vai ser por ser totalmente desconhecimento que não vou com a motivação em alta”, começa por referir o piloto, destacando: “Penso que estou a fazer uma grande época, e logo num patamar tão elevado como é este campeonato. Tenho noção que posso ir mais além, pois sei que tenho capacidade para discutir as corridas com qualquer adversário. Mais uma vez será muito importante conseguir fazer voltas perfeitas nas qualificações, para depois tentar um pódio. Zandvoort é um circuito muito reconhecido, e tem na sua história grandes disputas que vale a pena rever”.
José Rodrigues não termina sem referir: “Estou muito motivado para triunfar, mas para isso preciso de muita concentração e, sobretudo, prevenir problemas com o nosso Honda. Gostava de poder retribuir com um pódio o magnífico apoio que nos tem sido dado durante esta época”, concluiu o piloto com o apoio do Sport Lisboa e Benfica, BP Ultimate, McDonald`s Braga, General Autocentro, Pronto - Lojas de Conveniência, Rodareas , Camac, Restaurante M. Sparken, GEN Motosport e JAS Motorsport.a351 Copy

 

RAMPA DO CARAMULO

 

Teve lugar no passado fim-de-semana, no Caramulo, a 5ª prova do Campeonato Nacional de Montanha 2017.

Tal como se adivinhava, o calor marcou fortemente presença, superando mesmo as previsões, com as temperaturas a ultrapassarem os 35º C, o que dificultou a tarefa dos Pilotos e das suas Equipas, bem como as mecânicas dos carros. O Team PRMiniracing não passou incólume a estas vicissitudes, sendo obrigado a encontrar formas para ultrapassar estas contingências. Uma palavra de agradecimento para o muito público, que mesmo nestas condições de calor, marcou presença ao longo do traçado, podendo assim assistir de "plateia" a mais uma épica disputa do Campeonato Nacional de Montanha de 2017.
RUI RAMALHO # OSELLA PA2000 EVO2 (E2-SC) # 102
 
Rui Ramalho depois de 2 vitórias em 4 possíveis e líder do Campeonato, apresentava-se nesta prova com o único objectivo de lutar pela vitória. Assim, com esse objectivo em mente, o Piloto do Porto e sua Equipa, trabalharam arduamente ao longo de todo o fim-de-semana na busca da afinação "perfeita" do Osella PA2000 EVO 2, dando atenção máxima a todos os pormenores de afinação do mesmo, desde a aerodinâmica até ao perfeccionismo da pressão dos pneus, que uma vez mais tiveram aqui um importante papel.
Assim, logo na 1ª subida de prova de sábado, Rui batia inapelavelmente o antigo record do traçado por cerca de 4 segundos (!!!), assumindo provisoriamente a 1ª posição da prova, posição essa que nunca mais a cedeu, pois no Domingo, na 2ª subida de prova voltava a baixar o seu record do dia anterior, demonstrando efectivamente ao que se propunha para a 3ª e derradeira subida de prova… que era uma vez mais manter a 1ª posição e selar mais uma fantástica vitória num palco de excelência como é o Caramulo.
Novo recorde do traçado, 3ª subida de prova mais rápida que lhe atribui mais 1 ponto extra nas contas do Campeonato… à distância parece que foi tudo bastante acessível, mas desenganem-se aqueles que não tiveram oportunidade de vibrar in loco, pois tratou-se uma vez mais de uma prova novamente discutida à milésima de segundo, contudo, em todas as subidas de prova a serem dominadas por Rui Ramalho, que uma vez mais teve como acérrimo adversário Pedro Salvador, que até ao último metro lutou de todas as formas pela vitória.
Rui Ramalho possui agora 3 vitórias e 2 segundos lugares, o que lhe permite dilatar a sua liderança nas contas do Campeonato, sendo desde já uma excelente motivação para preparar a Rampa de Murça que terá lugar no final deste mês (29 e 30 Julho), antes do período normal de interregno para férias.
alt
On Board Rui Ramalho
alt
Best of Rui Ramalho
PAULO RAMALHO # OSELLA PA21S EVO (CN) # 103
 
Paulo Ramalho apresentou-se nesta prova com o objectivo de lutar por um dos lugares do pódio e depois de uma 1ª subida de treinos cautelosa, nas seguintes demonstrou que tal objectivo estava ao seu alcance, pois a partir da 2ª subida de treinos assumia a 3ª posição, posição essa que viria a manter nas subidas de prova com relativa à vontade, terminado assim a Rampa do Caramulo no degrau mais baixo do pódio, posição essa que tinha inicialmente como objectivo e que lhe permite assim, reforçar a actual 3ª posição que ocupa no Campeonato. De referir que no decorrer desta prova, não existiu qualquer percalço técnico no seu Osella PA21S EVO, o que reflecte uma vez mais o elevado nível de profissionalismo dos elementos da sua Equipa, ao disponibilizarem o protótipo Italiano "au point" para que o Piloto mais velho da Equipa tivesse "apenas" de se concentrar na pilotagem. Contudo, este fim-de-semana seria logo à partida um fim-de-semana muito especial para Paulo Ramalho, pois independentemente dos resultados a alcançar por si e pelo seu Irmão, Paulo queria homenagear o seu Amigo Ricardo Mendes, que durante algumas Épocas fez parte da sua Equipa, fazia também precisamente 10 anos que neste mesmo palco Paulo obtinha a sua primeira vitória absoluta e como tal, o sentimento de nostalgia assumia na sua mente uma forte cota parte nas emoções que percorreram a sua mente ao longo deste fantástico fim-de-semana. Assim, nada melhor que mais uma vitória do seu Irmão Rui para celebrar os 10 anos da sua 1ª vitória no mesmo local, o que o encheu de orgulho fraterno e nada melhor como homenagear a partida de Ricardo Mendes com esta mão cheia de resultados, que foram inteiramente dedicados à sua memória. Paulo Ramalho no final agradeceu a todos aqueles que de uma forma ou de outra têm contribuído para os sucessos da sua Equipa.
alt
On Board Paulo Ramalho
alt
Best of Paulo Ramalho

 

ALBUQUERQUE NA AUSTRIA

Filipe Albuquerque prossegue este fim-de-semana com o ELMS na Áustria

Três fins-de-semana de competição, três campeonatos diferentes, três carros distintos. Filipe Albuquerque enfrenta nos próximos dias 22 e 23 de Julho o European Le Mans Series ao volante do Ligier da United Autosports focado em conseguir reduzir a diferença para os líderes do Campeonato. Meta que para ser tangível, em condições normais, obriga a uma vitória. É esse o foco do piloto português e dos seus comp...anheiros de equipa, Will Owen e Hugo de Sadeller.

O circuito de Red Bull Ring será palco da prova deste fim-de-semana, uma pista que Filipe tão bem conhece e que espera se adapte às especificidades do Ligier: “É um circuito que obriga a máximo ‘downforce’ e estou optimista quanto ao ‘set-up’ do carro para esta pista. Acho que vamos conseguir impor um bom ritmo que nos vai permitir estar na luta pelo primeiro lugar. Tanto eu como os meus companheiros de equipa estamos com esse foco, sobretudo depois das 24h de Le Mans que deram uma confiança extra a toda a equipa. O nosso principal rival na luta pelo título está identificado, estamos a dez pontos deles e temos de reduzir essa desvantagem. Temos trabalho pela frente e 4 horas de prova para atingir o objectivo”, referiu Filipe Albuquerque.

As 4h de Red Bull Ring podem ser acompanhadas em directo.

 

ATENÇÃO LEITORES

 

Condicionamento de trânsito na A14

 

Entre 17 e 22 de Julho.

 

A Brisa Concessão Rodoviária (BCR) informa que no âmbito da beneficiação e reforço do pavimento do sublanço Montemor-o-Velho/EN 335, da A14 - Autoestrada da Figueira da Foz/Coimbra (Norte), irão existir algumas implicações na circulação, as quais serão as seguintes:

 

Dia 17 de Julho.

Entre as 19h e as 22h, corte de via esquerda, no sentido Coimbra/Figueira da Foz, entre os km’s 26 e 24.

 

De 17 para 18 de Julho.

Entre as 22h de dia 17 e as 6h de dia 18, desvio de trânsito do sentido Coimbra/Figueira da Foz para o sentido Figueira da Foz/Coimbra, entre os km’s 25 e 23.

 

De 18 para 19 de Julho.

Entre as 19h de dia 18 e as 6h de dia 19, desvio de trânsito do sentido Coimbra/Figueira da Foz para o sentido Figueira da Foz/Coimbra, entre os km’s 25 e 23.

 

De 19 para 20 de Julho.

Entre as 22h de dia 19 e as 6h de dia 20, desvio de trânsito do sentido Coimbra/Figueira da Foz para o sentido Figueira da Foz/Coimbra, entre os km’s 25 e 23.

 

De 20 para 21 de Julho.

Entre as 22h de dia 20 e as 6h de dia 21, desvio de trânsito do sentido Coimbra/Figueira da Foz para o sentido Figueira da Foz/Coimbra, entre os km’s 25 e 21.

 

De 21 para 22 de Julho.

Entre as 22h de dia 21 e as 6h de dia 22, desvio de trânsito do sentido Coimbra/Figueira da Foz para o sentido Figueira da Foz/Coimbra, entre os km’s 25 e 21.

 

A Brisa agradece antecipadamente a compreensão e colaboração dos automobilistas e espera contribuir para reduzir eventuais inconvenientes decorrentes desta operação, estando certa de que os possíveis incómodos serão largamente compensados pelo nível de qualidade, segurança e conforto que resultam de uma auto-estrada melhor adaptada às necessidades de quem a utiliza.

 

Para informação atualizada poderá ainda consultar o site www.viaverde.pt.

 

RICARDO LOUREIRO NO PÓDIO NA RAMPA DO CARAMULO

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2017 – VALVOLINE – JC GROUP

 

RAMPA DO CARAMULO

 

RICARDO LOUREIRO NO PÓDIO NA RAMPA DO CARAMULO

 

A “correr em casa”, Ricardo Loureiro obteve o 2º lugar em termos de categoria no passado fim de semana na Rampa do Caramulo, quinta prova para o Campeonato Nacional de Montanha.

 

Logo na subida de treinos, Ricardo Loureiro seria o autor do 13º melhor tempo à geral, com 1.40.367, para de seguida fazer 1.39.772 e 1.40.948.Nas tres subidas de prova, Ricardo Loureiro foi eficiente, rubricando os tempos de 1.39.407, 1.38.651 e 1.39.105.No final, depois da cerimónia do podio começou por nos dizer “ correu muito bem, o carro esteve bem, sem grandes problemas, fiz a minha prova, sempre a lutar pela vitória na categoria, não fiquei longe, mas o  meu amigo e colega de equipa,  Fernando Salgueiro esteve superior e nada havia a fazer.Por isso estou satisfeito, e agora há que começar a preparar a próxima rampa que será em Murça “.

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL FINAL

 

1º Rui Ramalho – Osella

2º Pedro Salvador – Silver Car

3º Paulo Ramalho – Osella

4º João Fonseca – BRC

5º Nuno Guimarães – BRC

19º RICARDO LOUREIRO – FORD ESCORT

 

CLASSIFICAÇÃO CATEGORIA

 

1º Fernando Salgueira – Ford Escort

2º RICARDO LOUREIRO – FORD ESCORT

3º Carlos Oliveira – BMW 323

4º Carlos Fava – Volkswagen 1303

5º Rui Gama – Volkswagen

 FOX 9897_Copy

 

WTCC REGRESSA A MACAU

WTCC REGRESSA A MACAU

 

O WTCC tem já no seu calendário o regresso confirmado  ao circuito citadino da Guia . A principal  novidade é uma corrida no sábado e outra no Domingo.

 

NISSAN É NOTICIA

 

A SIMPLICIDADE PODE SER FANTÁSTICA

 

 

A simplicidade pode ser fantástica

 

  • O Novo Nissan LEAF com e-Pedal será apresentado dia 6 de Setembro

 

A Nissan acaba de anunciar que o novo Nissan LEAF estará equipado com e-Pedal, uma tecnologia revolucionária que transformará a nossa forma de conduzir. Com o acionar de um interruptor, a tecnologia transforma o acelerador num e-Pedal, permitindo acelerar, desacelerar e parar utilizando apenas o acelerador1. A tecnologia e-Pedal é uma estreia a nível mundial de um único pedal que permite ao condutor parar o automóvel, mesmo em declives, mantê-lo parado e retomar a condução instantaneamente.

 

Veja o vídeo em https://youtu.be/xbUzDcp7LdM

 

Os condutores poderão concretizar 90% das suas necessidades de condução com o e‑Pedal tornando todo o processo de condução mais entusiasmante. Em situações de tráfego intenso ou em percursos citadinos, os condutores reduzirão bastante a necessidade de alternar de um pedal para outro tornando a condução mais simples e mais confortável.

 

 

 

Imagens Relacionadas

New Nissan LEAF – e-Pedal Teaser

Vídeo Relacionados

New Nissan LEAF – e-Pedal Teaser

 

A NOVA APOSTA DA MERCEDES -PICK UP

 

A Cidade do Cabo, na África do Sul, foi a cidade escolhida para a grande revelação do Mercedes-Benz Classe X, a primeira pickup de um fabricante premium, único na sua versatilidade e com vista a abrir o espectro do segmento das pickups para novos grupos de clientes.O novo Mercedes-Benz Classe X é único na sua versatilidade e pode ser usado como veículo todo-o-terreno, mas também como viatura para famílias e para um estilo de vida urbano. Complementa a força das mid-size pickups com as características da Mercedes-Benz, nomeadamente a dinâmica de condução, conforto, design, segurança e conectividade.



Mercedes-Benz lança novo modelo no mercado:  Classe X chega em novembro
 
A Cidade do Cabo, na África do Sul, foi a cidade escolhida para a grande revelação do Mercedes-Benz Classe X, a primeira pickup de um fabricante premium, único na sua versatilidade e com vista a abrir o espectro do segmento das pickups para novos grupos de clientes.
 
O novo Mercedes-Benz Classe X é único na sua versatilidade e pode ser usado como pickup todo-o-terreno, mas também como viatura para famílias e para um estilo de vida urbano. Complementa a força das mid-size pickups com as características da MercedesBenz, nomeadamente a dinâmica de condução, conforto, design, segurança e conectividade. 
 
Estarão disponíveis 3 variantes de equipamento, assim como motores de 4 e 6 cilindros, transmissão manual de 6 velocidades e transmissão automática de 7 velocidades. A nível de design, disponibiliza 6 opções de estofo, incluindo duas variantes em pele. 
 
Todas estas opções fazem com que o Classe X possa ser adaptado consoante as necessidades e gostos do cliente, tanto a nível visual como a nível de funcionalidade. O lançamento na Europa está agendado para novembro de 2017. No início de 2018, será lançado na África do Sul, Austrália e Nova Zelândia. Seguem-se a Argentina e Brasil, em 2019.
 

 
O Mercedes-Benz Classe X foi desenvolvido a pensar na versatilidade e vem preencher uma lacuna no segmento das pickups, pois foca-se em novos grupos de clientes. Não só se adequa à atividade empresarial, como também a famílias, desportistas e aventureiros.
 
Mercedes-Benz entre as pickups O Classe X combina várias contradições: funcionalidade e design, poder e elegância, trabalho e lazer, fora-de-estrada e urbano, performance e utilidade, conforto e aventura.  O design distinto do Classe X está disponível em 3 variantes, com vista a satisfazer diferentes estilos de vida e ambientes de trabalho: • Classe X PURE: ideal para uma utilização robusta e funcional. Simultaneamente, apresenta um conforto e um design que fazem dele a solução perfeita para visitar clientes ou fornecedores, mas também para atividades de âmbito privado. • Classe X PROGRESSIVE: destina-se a quem procura uma pickup robusta com estilo extra e com uma forte vertente de conforto – é o cartão-de-visita perfeito para comunicar o negócio, mas é também uma viatura confortável e de prestígio para uso privado. • Classe X POWER: é a linha com equipamento e design de gama alta. Destina-se a clientes para os quais o estilo, a performance e o conforto são essenciais. O Classe X POWER é uma viatura de lifestyle – adequada para ambientes urbanos e atividades desportivas e de lazer. Com o seu design atrativo e nível de equipamento, reflete um estilo de vida independente.
 
O Classe X consegue transportar mercadoria até 1.1 toneladas, suficiente para transportar 17 barris de cerveja de 50 litros na área de carga. Pode rebocar até 3.5 toneladas, equivalente a um atrelado com 3 cavalos ou um iate de 8 metros. Apresenta dois motores de 4 cilindros de 2.3 litros de cilindrada, disponíveis com dois níveis de potência. No modelo X 220 d, com um único turbocompressor, o motor disponibiliza 120kW/163 cv e no modelo X 250 d, biturbo, disponibiliza não menos de 140 kW/190 cv. 
 
Em 2018, o Classe X terá um motor V6 Diesel, garantindo uma agilidade ainda maior, dentro e fora de estrada. Irá disponibilizar 190kW/258 cv e um binário máximo de 550 Nm, conferindo ao modelo X 350 d a posição de liderança no segmento. O modelo de topo
 
a347 Copya348 Copya349 Copya350 Copy
 
do Classe X virá com o sistema de tração integral 4MATIC e com transmissão automática de 7 velocidades 7G-TRONIC PLUS, com patilhas no volante e com função ECO start/stop. 
 
Com 1632 milímetros na frente e 1625 milímetros na parte traseira, o Classe X tem eixos mais largos do que a maioria dos seus concorrentes e garante uma maior estabilidade de condução. A tração comutável 4MATIC, disponível nos motores a Diesel X 220 d 4MATIC e X 250 d 4MATIC, domina qualquer terreno. Com isto, a tração dianteira pode ser engrenada eletricamente, dependendo do terreno. Em 2018, a pickup será disponibilizada com tração integral permanente, o que irá permitir uma máxima performance e tração. A tração integral 4MATIC permanente estará apenas disponível em conjunto com o motor de 6 cilindros. Todos os modelos de tração integral vêm com o Downhill Speed Regulation (DSR) como equipamento de série.
 
A nível de conectividade, o Classe X é a primeira mid-size pickup a incluir um módulo de comunicação com um cartão SIM integrado, que permite utilizar os serviços do Mercedes Me Connect bem como aceder à viatura via smartphone. Adicionalmente, o Classe X vem equipado com um touchpad multifunções e sistema multimédia integrado COMAND, controlo de voz LINGUATRONIC e acesso à internet via smarphone. 
 
Expansão de Portfolio em cooperação com a Renault-Nissan Com o Classe X, a Mercedes-Benz Vans expande o seu portfolio e preenche a lacuna existente entre os veículos comerciais ligeiros e os veículos ligeiros de passageiros. Desta forma, a nova pickup representa mais um marco na estratégia de crescimento “MercedesBenz Vans Goes Global”.
 
O Classe X será produzido através de uma cooperação de produção com a Renault-Nissan. A produção para os mercados na Europa, Austrália e África do Sul será assegurada, a partir de 2017 na fábrica de Barcelona. Para os mercados da América Latina, a produção será assegurada, a partir de 2019, na fábrica de Córboba, Argentina. Com a pickup Classe X, é expandida a parceria entre a Daimler AG e a Renault-Nissan, com início há 7 anos. 
 
 



 

FÓRMULA E EM NOVA YORK

 

Pole position for my debut Formula E race!... I thoroughly enjoyed it and hope I can join the grid again..."

Alex Lynn – New York Formula E review

 

Pole position for my debut Formula E race! What more can I say? That was a fantastic feeling, and although things didn't go my way in the races because of technical problems, that's an inevitable part of such a high-tech series where everyone's pushing the barriers on what's possible on electric cars.

We had a shakedown on the Friday evening in the teeming rain, which was everyone's first ever taste of the brand-new New York street circuit. You're only allowed six laps in total and you have to drive both cars, but I was fastest in that. And although that doesn't seem a very significant session, it set my confidence ball rolling.

As soon as we hit the track for real on Saturday morning I felt very comfortable with my DS Virgin cars. I topped free practice in the damp first session, which was very good, and everything went really well from the start. In the second session we stuck to our programme and our pace was good despite traffic. Going into qualifying I was confident because I knew I had the car underneath me, and what ensued was quite nice…

There are 20 drivers in Formula E and they're split into four groups of five for the first round of qualifying, and the fastest five overall move into the Superpole, where everything is reset and you start from scratch – just like Q3 in Formula 1. You've got to do a pretty mega lap to get through to Superpole, and I felt confident in the car, the track, everything. I just let it flow, and certainly qualifying this year has been a strong point for me.

I got through to Superpole, and I didn't really feel any pressure because of all the preparation we'd done. I had such a good feeling with the car, the team and the engineers. To everyone outside the team it was a shock that I even got into Superpole on my debut, and I thought I should be OK; I just thought I'd go out and do my best: what will come will come. But I have to admit I didn't expect pole position!

The only annoying thing about that was that pole in New York was not only off the racing line, but on the outside. So I was on the dirty side of the track and I kind of knew I'd lose the lead. That happened, and Daniel Abt got in front, but I was a strong second for a while with my team-mate Sam Bird behind me. I knew Sam was quick so it made no sense to overdefend when he's fighting for a strong championship position; it wasn't my job to block him so I let him go.

After that I had an overheating battery that was affecting performance. Because of that I'd dropped to seventh by the time I came in for my car swap. At that point I jumped up to fifth and I really think fourth was possible, which would have been a great result, but unfortunately I had a driveshaft snap on the second car and that put me out of the race, which was a shame.

We had more issues on Sunday morning, which meant I only got half the free practice session, and with the track rubbering in it was crucial to get as much time out there as possible. That put me at a disadvantage for qualifying, and I ended up 15th on the grid.

Sunday's race was one of the longest in Formula E history, so I knew energy conservation was paramount and we thought we'd be clever. I was settling into the race when we had a system failure that put me out. But at that point I had 3-4% per cent of energy in hand over the five cars in front so I think we could have finished seventh or eighth, and I'd have been happy with that – just as I'd have been happy with fourth on Saturday.

It was a shame, but that's part and parcel of motor racing. I have to congratulate my DS Virgin team-mate Sam Bird for winning both races, and I would love to stay in Formula E – it's such a cool championship. I thoroughly enjoyed it and I hope I can join the grid again!

 

 

 

Spacesuit-Media-Lou-Johnson-NY-ePrix-1492

Alex on track with the Manhattan skyline in the background

Spacesuit-Media-Shivraj-Gohil-FIA-Formula-E-New-York-eprix-2017-5D4 1491

Alex with Virgin Group founder Sir Richard Branson and team principal Alex Tai

Spacesuit-Media-Andy-Clary-2017-FE NewYork-1989

Alex leads team-mate Sam Bird, who went on to win both races

Spacesuit-Media-Shivraj-Gohil-FIA-Formula-E-New-York-eprix-2017-5D3 0645

Alex was quick from the start including topping the wet shakedown session

 

HERTZ MARCA PRESENÇA

 

HERTZ MARCA PRESENÇA NA CONCENTRAÇÃO DE MOTOS DE FARO

 

 

a346 Copy É já no próximo dia 20 de Julho que arranca a 36ª Concentração de Motos de Faro.  A Hertz volta a estar presente neste evento de referência do Motociclismo Nacional, organizado pelo Moto Clube de Faro, numa edição que promete surpreender os amantes de veículos de duas rodas portugueses e também os muitos estrangeiros que visitam o sul do país para participar neste evento.

Para a 36ª Concentração de Faro, a Hertz está a oferecer 15% de desconto para os participantes desta prova. A informação deste desconto foi enviada pelo Moto Clube de Faro para os seus membros.

A Concentração de Faro é organizada pelo Moto Clube de Faro, uma das concentrações motards mais relevantes de toda a Europa, que conta todos os anos com a presença de milhares de visitantes.

Viaje até à Concentração de Motos de Faro com a Hertz Ride!

 

A Hertz Ride foi lançada em Portugal em 2007 e expandido para Espanha e França em 2015 e 2017 respectivamente. O serviço está actualmente disponível nas estações Hertz em Lisboa, Porto, Faro, Cascais, Alicante, Madrid, Barcelona, Nice, Cannes, Orange e Paris. A Hertz Ride é parceiro oficial da BMW Motorrad e o maior operador de aluguer de motos BMW em Portugal. Todas as motos Hertz Ride têm até 7 meses de uso, sendo a segurança a principal prioridade da empresa.

 

 

Sobre a HERTZ

A HERTZ opera o negócio de rent-a-car através das marcas Hertz, Dollar e Thrifty em aproximadamente 9,700 Estações Corporate e Franchise na América do Norte, Europa, América Latina, África, Médio Oriente, Asia, Austrália e Nova Zelândia. Nos aeroportos, a Hertz é o maior operador mundial do ramo do rent-a-car, e a marca Hertz uma das mais reconhecidas no mundo. Produtos e serviços como Hertz Gold Plus Rewards, NeverLost® (GPS), Carfirmations, Mobile Wi-Fi e a oferta de veículos únicos através das Coleções Adrenaline, Dream, Family, Fun, Green e Prestige diferenciam a Hertz dos seus concorrentes.

A marca é também detentora da Donlen, operador líder em sistemas de leasing e gestão de frotas, do negócio Hertz 24/7 que permite o aluguer de veículos à hora em alguns mercados, e responsável pela venda de viaturas através do programa Rent2Buy. Para mais informações visite www.hertz.com.

Em Portugal, a HERTZ está presente desde 1959. Integrada no Grupo Hipogest desde 1998, a empresa atua desde esta data como Master Franchise para Portugal Continental e Regiões Autónomas, Cabo Verde e Angola. Atualmente, a HERTZ dispõe de 60 estações de aluguer em Portugal Continental e Ilhas, possuindo uma frota com mais de 6.500 viaturas de diferentes segmentos. Para mais informações visite www.hertz.pt.

A Hertz promove todos os produtos e serviços em Portugal, bem como Hertz Carros Usados (www.hertzcarrosusados.pt), o inovador Hertz Ride, dedicado ao aluguer de motos e moto-tours (www.hertzride.pt) e ainda o novo serviço de carsharing 24/7 City by Hertz, que disponibiliza aluguer de viaturas elétricas à hora (www.247city.pt).

 

FLAVIO SAINHAS COM NOVA VITÓRIA NA RAMPA DO CARAMULO

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA

 

RAMPA DO CARAMULO

 

FLÁVIO SAINHAS COM NOVA VITÓRIA NA RAMPA DO CARAMULO

 

Foi chegar, ver e vencer, foi este o lema aplicado à participação de Flávio Sainhas no passado fim de semana na Rampa do Caramulo, quinta jornada do Campeonato Nacional de Montanha.

 

O piloto da Covilhã, ao volante do seu Ford Escort não deixou “ os créditos por mãos alheias “, e logo nas saubidas de treinos, seria o autor do melhor tempo da categoria 6, com os cronos de 1.43.528, para logo na segunda subida, haveria de conseguir melhorar de forma significativa com 1.39.178.Na warn-up , ainda a fazer os ultimos acertos no Ford Escort,voltaria a conseguir melhorar os tempos feitos com 1.38.625.Assim as prespectivas pra a primeira subida de prova eram as mais animadoras, e assim faria o 12º melhor tempo na classificação geral, e o 1º entre a categoria 6 com um tempo de 1.36.493.Na 2ª subida de prova, Flávio Sainhas voltaria a rubricar um excelente tempo com 1.35.786, batendo de forma sistemática os cronos anteriores.Na derradeira subida, Flávio Sainhas levantou um pouco o pé do acelarador, tendo feito mesmo assim um tempo de 1.38.104.

 

No final, depois da cerimónia do pódio em plena escadaria do Museu do Caramulo, Flávio Sainhas fez-nos um resumo “ correu muito bem, as duas subidas de treinos foram feitas com pneus usados, mesmo assim consegui melhorar os meus tempos.Depois para a 1ª sibida de prova “calçei” pneus novos, e aí a situação alterou-se, e foi sempre a melhorar os meus tempos, até que na derradeira subida levantei um  pouco o pé, pois pouco mais havia a fazer.O carro esteve impecável, e dedico este resultado a toda a minha equipa, familia e patrocinadores “.

 

Flávio Sainhas tem os apoios de :

 

Belmonte Município
Sildicons
Clube Nacional de Montanhismo
VCR-mobile / VCR Spare parts
A Salsicharia 
Villand - Imóveis e Importações, Lda
M. Xavier da Costa, Lda
INTERPREV
graph&co DESIGN DE COMUNICAÇÃO
Covilhã Município
Desafio dos Numeros
Matos & Prata BMW
Fio de Azeite - Casa de Petiscos 
Vitor Trindade - Estofador Auto 
Fuchs Oil
AutoDionisio Lda
Tacofrota, Lda
Serrapeças, LDA
JDeus Covilhã
2Q by Vitor Sousa

 

 

CLASSIFICAÇÃO FINAL

 

CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS DE MONTANHA

 

CLASSIFICAÇÃO CATEGORIA

 

1º FLÁVIO SAINHAS – FORD ESCORT

2º José Pedro Gomes – Ford Escort

3º Parcidio Summavielle – Datsun 240 Z

4º Luis mOutinho – Ford Escort

5º Mário Mesquita – Datsun 1600 SSS

 

CLASSIFICAÇÃO À GERAL

 

1º Rui Ramalho – Osella

2º Pedro Salvador – Silver Car

3º Paulo Ramalho – Osella

4º João Fonseca – BRC

5º Nuno Guimarães – BRC

15º FLÁVIO SAINHAS – FORD ESCORT

 FOX 0291_CopyFOX 9917_Copy

 

MAZDA MOTORSPORT

 

Mazda Motorsports anuncia criação

do Mazda Team Joest

              Nova equipa Mazda Prototype em competição na temporada de 2018

 

a345 Copy. A Mazda Motorsports dá início a uma nova era na competição com a criação do Mazda Team Joest, que será a equipa de fábrica da Mazda Prototype no âmbito do Campeonato Norte-Americano IMSA WeatherTech SportsCar, que se disputa sob as regras da categoria Daytona Prototype international (DPi). A equipa fará a sua estreia em competição na temporada de 2018, nas 24 Horas Rolex de Daytona, em Janeiro.

 

A Joest Racing é uma das mais bem sucedidas equipas de corridas de resistência da história do automobilismo, contando com 16 vitórias nas 24 Horas de Le Mans, múltiplas vitórias em prestigiantes corridas norte-americanas como as 24 Horas de Daytona, 10 vitórias nas 12 Horas de Sebring e 6 títulos no campeonato Petit Le Mans. Muito do sucesso da Joest deu-se como equipa de fábrica da Audi de 1999 a 2016, ano em que o construtor alemão terminou o seu programa de competição. Antes disso, a Joest Racing obteve múltiplas vitórias em Le Mans com a Porsche e foi a equipa de fábrica da Opel no Campeonato Alemão de Turismos (DTM). A empresa alemã nasceu em 1978, sendo criada por Reinhold Joest, então piloto de fábrica da Porsche.

 

Quanto à herança da Mazda nas corridas, destaca-se a manutenção do estatuto de único construtor asiático a vencer em Le Mans, a que se somam 22 vitórias na classe nas 24 Horas de Daytona, 13 vitórias na classe nas 12 Horas de Sebring e 11 outros grandes títulos em diversos campeonatos. De acordo com estatísticas da IMSA, a Mazda é o 3º fabricante melhor sucedido na história da competição norte-americana profissional, contabilizando 155 vitórias em diversos patamares.

 

“Desde a chegada da Mazda aos circuitos em 1964 que cada vez que corremos mantemos o nosso espírito de ‘Never Stop Challenging’, esforçando-nos por alcançar vitórias e campeonatos,” refere Masahiro Moro, Presidente e CEO da Mazda North American Operations (MNAO) e Director Executivo da Mazda Motor Corporation (MMC). “A criação do Mazda Team Joest garante-nos uma oportunidade única de realizar uma parceria com uma equipa de sucesso comprovado na categoria de protótipos, naquela que é a melhor oportunidade para voltar a colocar a Mazda no degrau mais alto do pódio. Congratulo-me com a integração da família Joest na família Mazda e estou convicto de que, juntos, vamos escrever muitas mais páginas no livro de sucessos da Mazda nas corridas.”

 

“Estamos animados e orgulhosos com esta nova oportunidade com a Mazda,” disse Ralf Jüttner, Director da Joest Racing. “A Mazda tem uma longa tradição no automobilismo e, em especial na América, criou-se uma enorme plataforma de entusiastas das corridas. Para nós, não só é um regresso às corridas em solo americano, de que sempre gostámos, como também é uma fantástica notícia para o nosso enorme grupo de fãs japoneses, que sempre nos abraçaram de  modo caloroso.”

 

Quanto a John Doonan, Director do departamento de Competição da Mazda North American Operations, reconhece que esta associação representa “uma oportunidade única. É um momento importante na história da Mazda Motorsports, em que nos apresentamos o nosso programa de competição de topo em associação com uma das melhores equipas de todos os tempos,” acrescentou. “O que o Sr. Joest, Ralf Jüttner e toda a organização da Joest Racing alcançaram não é susceptível de alguma vez ser igualado. Estamos, por isso, muito animados em trabalhar com eles para colocar a Mazda no caminho das vitórias, aumentando o número de troféus conquistados, aumentando os substanciais legados da Mazda e da Joest Racing ao longo dos próximos anos.”

 

A partir de agora totalmente focada na temporada de 2018, a actual equipa Mazda Prototype não irá alinhar nas três restantes corridas da presente temporada do campeonato IMSA.

 

SILK WAY RALLY - 6º DOBRADINHA PEUGEOT

 

Silk Way Rally 2017 - Resumo da 11ª Etapa

 

PEUGEOT ALCANÇA 6ª DOBRADINHA
NA PRESENTE EDIÇÂO DA PROVA

 

 

 

 

A ETAPA EM RESUMO

Mais um dia de sucessos para o ‘Dream Team’ Peugeot Total, que domina o Silk Way Rally desde o início da competição. A apenas 3 dias da chegada a Xi'an, a equipa adota uma abordagem cautelosa, mantendo-se focada num único objetivo: repetir a vitória. Cyril Despres tem quase uma hora de avanço na Classificação provisória. Aos comandos do Peugeot DKR nº 100, não arriscou hoje e cruzou a linha de chegada a pouco mais de um minuto de seu parceiro Stéphane Peterhansel (Peugeot DKR n° 106), o vencedor da etapa e 6º da Geral ‘Auto’, após o seu acidente na semana passada. A equipa mantém-se muito unida, pois há ainda 1 890,66 quilómetros de prova a cumprir.

 

 

O QUE ELES DISSERAM…

 

Stéphane Peterhansel, Piloto Team Peugeot Total

Vitória na Etapa / 6º da Geral (autos)

"A Especial correu bem na generalidade, mas teve duas partes bem distintas para nós. Inicialmente havia muita poeira, pelo que tive de ultrapassar vários concorrentes para obter, finalmente, alguma visibilidade. A segunda metade foi, assim, muito mais fácil. Os últimos 50 km foram muito agradáveis, com pistas largas em terra com pequenos taludes de ambos os lados, podendo fazer escorregar o Peugeot e apreciar o efeito. O perfil para amanhã já assenta na estratégia, pois o Cyril sai apenas dois minutos depois de nós, pelo que não teremos de esperar muito tempo para rodar juntos. Iremos manter-nos assim! É essa a melhor solução para assegurar que ele permaneça na liderança da Geral."

 

Cyril Despres, piloto Team Peugeot Total

2º lugar na Etapa / 1º da Geral

"Fui suficientemente cuidadoso hoje. Tal como nos últimos dois dias, houve uma sucessão de curvas e vários cruzamentos, mas nada de muito complicado, demolidor ou perigoso. Foi uma boa Especial que cumprimos rapidamente, sem erros de navegação. Estou a sentir-me bem e tudo está de acordo com o planeado. O Peugeot DKR tem uma boa performance e podemos atacar. As notas de David surgem naturalmente, encontrámos um bom ritmo e funcionamos bem em conjunto. Só há que manter tudo assim."

 

 

ANTEVISÃO DA 12ª ETAPA

Com uma distância de 254 quilómetros, a Especial de amanhã (quinta-feira) está longe de ser a mais longa, mas vai certamente ser uma das mais difíceis de todo o rali. São esperadas grandes dunas no início e no final da Especial, pelo que será fácil ficar atascado na areia. Entre estas duas secções, a caravana de concorrentes irão passar por uma pista rápida, por uma estrada de terra. Estas condições reais de um rali-raid irão colocar em destaque o talento dos pilotos e dos seus navegadores. As equipas partem de Jiayuguan rumo ao bivouac de Alashan Youqi.

 

 

SABIA QUE…

As equipas podem controlar a pressão do ar dos pneus a partir do interior do cockpit do Peugeot DKR, solução particularmente conveniente nas Etapas de dunas que se seguem. Na areia, diminuindo a pressão, o pneu cobre uma maior superfície do terreno, beneficiando a motricidade. Para rolar nas pistas mais convencionais, o pneu pode então voltar a ser enchido a partir do cockpit, reassumindo as pressões habituais.

 

 

COMO RECONHECER OS PEUGEOT DKR…

Os dois Peugeot DKR podem ser reconhecidos pelo seu nº de competição e pela cor da faixa no topo do para-brisas:

 

 

Quanto ao Peugeot DKR Maxi n° 104, de Sébastien LOEB/Daniel ELENA, que ostentava a faixa BRANCA, teve de abandonar no final da 9ª Etapa, quando liderava esta edição 2017 do Silk Way Rally, posição que ocupou durante grande parte da competição.

 

 

RESULTADOS:

 

11ª Etapa

1º PETERHANSEL Stéphane (FRA), Peugeot 3008 DKR

2º DESPRES Cyril (FRA), Peugeot 3008 DKR

3º ALRAJHI Yazeed (SAU), Mini John Cooper Works Rally       X-RAID

4º MENZIES Bryce (USA), Mini John Cooper Works Rally          X-RAID

5º AMOS Eugenio (ITA), Ford TRX08LMODa340 Copya341 Copya342 Copya343 Copy

 

NOVO DS 7 CROSSBACK

 

O novo DS 7 CROSSBACK está, a partir de agora disponível para pré-encomenda em Portugal, sendo que à semelhança de outros países, esse processo inicia-se com uma Edição Limitada denominada “La Première”, modelo dedicado aos clientes que pretendem estar entre os primeiros a conduzir, no seu dia-a-dia, um DS que demonstra o futuro e que é um concentrado da excelência da Marca DS.

Proposta que inaugura a segunda geração de veículos DS, o novo SUV DS 7 CROSSBACK marcará, sem sombra de dúvida, a diferença no panorama automóvel nacional, nomeadamente no segmento dos SUV premium, em especial através desta versão exclusiva DS 7 CROSSBACK La Première.

Apresentando-se aos clientes nacionais em 2 versões, o novo SUV poderá ser equipado com o motor 1.6 THP 225 S&S a gasolina (PVP € 51.886*) ou com o bloco 2.0 Blue HDi 180 S&S diesel (PVP € 60.548*), ambos associados à também inédita transmissão automática EAT8.

As encomendas terão de ser feitas até ao próximo dia 31 de dezembro, estando a chegada dos novos SUV da DS prevista para o início do próximo ano, permitindo-lhes tornar-se nos primeiros a instalar-se e percorrer as estradas nacionais ao volante do seu novo DS 7 CROSSBACK La Première. ».

 a336 Copya337 Copya338 Copya339 Copy

 

COSWORTH PODE VOLTAR À FÓRMULA 1

Segundo  a informação do site www.motorsport.com,  esta sigla está a preparar-se para voltar à Fórmula 1. Quem mais se seguirá?

 

AÍ ESTÁ O NOVO BMW M8 GTE

AÍ ESTÁ O NOVO  BMW M8 GTE.

 

FERNANDO SALGUEIRO VINGOU-SE DO RESULTADO DE SANTA MARTA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2017 – VALVOLINE – JC GROUP

 

 

RAMPA DO CARAMULO

 

 

FERNANDO SALGUEIRO VINGOU-SE DO RESULTADO DE SANTA MARTA

 

VITÓRIA NA CATEGORIA

 

Fernando Salgueiro ao volante do seu Ford Escort, foi o brilhante vencedor da categoria de GR 5 na Rampa do Caramulo, que conhece como as suas mãos, vingando-se do resultado  negativo obtido na Rampa de Santa Marta.

 

Logo nas subidas de treino, Fernando Salgueiro atacou e fez logo  o tempo de 1.40628, para de seguida fazer 1.38.402,  e na “warn-up” obter 1.38.816.Para a primeira subida de prova, Fernando Salgueiro “passou ao ataque”, sendo o autor do melhor tempo na categoria com 1.36.919, para nas duas subidas seguintes de prova melhorar um pouco mais com  1.36.327 e 1.37.685.

 

No final depois de colocar o seu Ford Escort no parque fechado, começou por nos dizer “ correu bem sem probelmas de maior, surge sempre uma ou outra coisa, mas sem grande importancia, e de fácil solução, o que me permitiu rubricar nova vitória, que teve um sabor muito especial por dois motivos, um por esta ser a minha rampa  preferida, e estar em “casa”, e a outra  razão ter conseguido superar com distinção  o mau resultado da prova anterior na Rampa de Santa Marta, em que fui obrigado a desistir.Os objectivos foram alcançados, pois foi sempre a melhorar os meus tempos em cada subida, por isso estou satisfeito “, disse-nos.

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL FINAL

 

1º Rui Ramalho – Osella

2º Pedro Salvador – Silver Car

3º Paulo Ramalho – Osella

4º João Fonseca – BRC

5º Nuno Guimarães – BRC

16º FERNANDO SALGUEIRO – FORD ESCORT

 

CLASSIFICAÇÃO FINAL CATEGORIA 5

 

1º FERNANDO SALGUEIRO – FORD ESCORT

2º Ricardo Loureiro – Ford Escort

3º Carlos Oliveira – BMW 323

4º Carlos Fava – Volkswagen 1303

5º Rui Gama – Volkswagen

 FOX 9908_Copy

 

AUTOLEIXONENSE ESTEVE EM DESTAQUE EM VILA REAL

 

HISTORIC ENDURANCE

 

 

CIRCUITO DE VILA REAL

 

 

AUTO LEIXONENSE ESTEVE EM DESTAQUE EM VILA REAL

 

A Autoleixonense esteve em destaque no fim de semana passado no circuito de Vila Real, onde uma vez mais prestou asssitencia ao Saab Sonett e ao Mini de Paulo Sousa.

 

Em relação ao Saab Sonett, que competiu no Historic Endurance, logo na sessão de treinos livres, seria o autor do 9º melhor tempo com 2.45.477, para logo de seguida na sessão de treinos cronometrados fazer o 8º melhor tempo com 2.33.458, correspondendo à quarta linha da grelha de partida.Na 1ª corrida o Saab Sonett, viria a terminar na 9ª posição à geral, e em 4º em termos de categoria H 76, para na 2ª corrida cortar a linha de chegada na 18ª posição-

 

Quanto ao troféu Mini, desta feita Paulo Sousa fez equipa com Pedro Fonseca, e logo na sessão de treinos livres seria o autor do 4º melhor tempo com 3.01.021, para na sessão de ttreinos cronometrados fazer o tempo de 2.54.063.Em relação às duas corridas, Paulo Sousa terminou a meio da tabela classificativa.

 

Segundo Marco “ foi uma boa jornada, em que o nosso piloto uma vez mostou a sua competividade em pista, não houve assim tantos problemas com os carros, por isso foi um balanço positivo no circuito de Vila Real”, disse-nos.

 FOX 7618_CopyFOX 7640_Copy

 

RAMPA DA CELA

Rampa da Cela 2017 - Inscrições

Estão abertas inscrições para mais uma prova organizada pelo NDML para o Núcleo de Entusiastas e a Junta de Freguesia da Cela a realizar-se em 3 de Setembro próximo.
Trata-se de uma Regularidade Sport a ter lugar no traçado da Rampa da Cela em Rua de Alcobaça na Cela Nova ( https://goo.gl/maps/5UdukqKUwPz ) cujo Boletim de Inscrição e Regulamento provisórios se publica no nosso site em www.ndml.pt.
A prova inicia-se às 09:00h

 

TOYOTA É NOTICIA

 

40% das vendas Toyota Motor Europe em 2017 foram híbridos

 

  • Toyota Motor Europe¹(TME) vendeu 208.300 viaturas híbridas no primeiro semestre de 2017, de um total de 527 mil viaturas.
    • + 44% face ao ano passado
    • Representam 40% das vendas da TME
  • Em Portugal o mix de híbridos Toyota e Lexus registou 38,7% nas vendas de ligeiros de passageiros (janeiro a junho), com crescimento acumulado de 66% face a 2016
 
A Toyota Motor Europe (TME) registou no primeiro semestre de 2017, 527 mil viaturas vendidas das marcas Toyota e Lexus, verificando-se um aumento de 11% em relação ao mesmo período de 2016, aumentando a quota de mercado em 0,3 ppt, para 4,9%.
 
A venda de viaturas híbridas teve um aumento de 44%, registando 208.300 unidades vendidas na Europa só na primeira metade do ano. Com um peso substancial, as viaturas híbridas representam 40% das vendas totais da TME e 50% das vendas totais na Europa Ocidental.
 
A Lexus contribuiu para o sucesso da tecnologia híbrida com 63% das vendas totais, sendo que a Europa Ocidental tem um peso substancial na venda de viaturas híbridas, registando 99% das vendas com motorizações híbridas.
 
O lançamento, bem-sucedido, do Toyota C-HR liderou o caminho para o início de 2017, com cerca de 80% dos clientes deste crossover da Toyota a optarem pela versão híbrida.
 
No global, o forte desempenho do primeiro semestre relativamente à venda de viaturas foi suportado pelo Toyota Yaris Híbrido (+7%), pelo RAV4 Híbrido (+75%), pela nova geração Toyota Hilux (+36%) e Toyota PROACE que registou o maior aumento (+ 223%).

a334 Copya335 Copy
 

João Raposo

Telemóvel: +351 961 686 867
E-mail: jraposo-air@portugalmail.pt